Colchoneros são derrotados fora de casa e ficam para trás na disputa do segundo lugar.

O herói do Mallorca, o atacante Muriqi, tenta passar pela forte defesa colchonera. (Créditos da imagem: Twitter oficial de La Liga)

E a zebra passeou no Iberostar Estádio neste sábado (9/4): o Mallorca derrotou o Atlético de Madrid e conseguiu tirar o pescoço da zona de rebaixamento, enquanto os colchoneros estacionaram nos 57 pontos e podem ver Barcelona e Sevilla abrirem 3 na disputa pelo segundo lugar.

Com a vitória, o Mallorca vai dormir fora dos clubes que serão rebaixados para a próxima temporada. Com 31 pontos, está em décimo sétimo lugar, apenas um acima da zona da degola. O triunfo marcou apenas a sétima vitória do Mallorca em La Liga, ao passo que quebrou a sequência de 6 vitórias seguidas do time treinado por Simeone.

Desde a temporada 2006, o Atlético de Madrid não era derrotado nos dois turnos por um clube que subiu na temporada. A última vez foi contra o Celta de Vigo.

Como foi o jogo

Se o Mallorca assustou num tiro fora de área antes do primeiro minuto, a etapa inicial mostrou que o Atlético queria mudar o modelo reativo adotado contra o City na Champions, quando ficou um tempo todo sem chutar a gol, o que não acontecia há 18 anos.

Aos 5 minutos, Carrasco fez linda jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Llorente, que na entrada da área chutou para fora. Com meia hora, apenas 3 chutes a gol, apesar de ter muito mais posse de bola, o Atlético tinha o domínio do jogo mas não conseguia furar a retranca montada por Aguirre. De Paul não fazia uma boa partida, errando passes, sem conseguir dar dinamismo para o meio colchonero.

A primeira etapa trouxe poucas emoções. Os sistemas defensivos predominavam num jogo sem tanta intensidade. Koke e Griezmann saíram após o intervalo, dando lugar a lemar e Mateus Cunha: era a tentativa de Simeone dar mais força e ofensividade a sua equipe.

Momento do pênalti: juiz marcou a falta mas depois confirmou a penalidade.(Créditos da imagem: Reprodução La Liga)

Mas com um minuto, o Mallorca chegou bem num chute de longa distância, exigindo grande pulo de Oblak. O Atlético é o segundo time que mais concede chances ao adversário na liga espanhola. Por isso Oblak tem sido bastante exigido, mostrando toda a sua classe de nível mundial.

Lemar pelo lado esquerdo deu mais movimentação no setor. Aos 15 minutos, Félix rendeu Suárez e De Paul saiu para a entrada de Vrsaljko. Logo em seguida, o Mallorca chegou duas vezes em bolas paradas, mas sequer conseguiu testar Oblak.

Então, aos 20 minutos, o juiz marcou pênalti de Reinildo em Maffeo. Muriqi acertou a cobrança e marcou o seu terceiro gol em La Liga. O atacante, emprestado pela Lazio, tem contrato com o Mallorca até o fim de junho.

Faltando um terço para o fim do jogo, Simeone trocou brasileiros: saiu o zagueiro Felipe, desfazendo três zagueiros, e entrou Renan Lodi, para forçar ainda mais pelo lado esquerdo.

Já próximo do fim, os gandulas sumiram e a reposição de bola demorava a acontecer. Típica estratégia de times pequenos quando estão vencendo. Nos acréscimos, Baba levou uma bolada na cabeça e teve de sair de maca, assustando a todos.

Jogadores e torcida do Mallorca choraram e comemoraram como se tivessem ganhado um título. Garra e superação foram as chaves da partida .

O Atlético de Madrid não perdia em La Liga desde fevereiro. Deixou de somar 12 pontos para clubes que lutam contra o rebaixamento. Distância exata para o Real Madrid neste momento.



Compartilhe esse conteudo