Saúl Canelo Álvarez, considerado um dos melhores pugilistas da história foi surpreendido por Dmitry Bivol. A derrota é a segunda da carreira do mexicano, que pode não enfrentar Gennady Golovkin no fim do ano.

O público lotou a T - Mobile Arena, em Nevada para ver a principal estrela do boxe da atualidade, Canelo Álvarez ser superado pelo russo Dmitry Bivol, que manteve o título dos meio-pesados da WBA (Associação Mundial de Boxe).

Dimytri Bivol vence Canelo em disputa de cinturão dos meio pesados - Imagem: Sky Sports

Dez centímetros mais alto, Dmitry (1,83m) se valeu da vantagem da envergadura para manter a distância do desafiante. Durante a maior parte dos 12 rounds, o russo dificultou a aproximação de Canelo (1,73m), desferindo jabs precisos.

Durante a luta foi evidente a superioridade do russo, que conforme desferia os jabs ganhava mais confiança contra a lenda. Canelo, por sua vez, até tentou colocar seu plano em jogo, no entanto os centímetros a mais do campeão dificultaram as suas investidas.

Cada vez mais frustrado no decorrer dos rounds, Canelo ficava mais frustrado e errava mais. Já o russo, contou com um sistema defensivo impecável, mostrando que se preparou para as investidas do rival. Quando o mexicano conseguia encurtar a distância, Dmitry matinha a guarda alta, dificultando as ações de Canelo.

Para piorar a situação do desafiante, Dmitry desferia poderosos golpes que aumentavam a distância. Basicamente, o russo matinha Canelo longe com jabs e quando ele se aproximava, usava a vantagem da guarda.

E foi assim durante a maior parte da luta, o que levou os juízes a darem a vitória para Dmitry, 115 a 113.

Frustrando os planos da trilogia

Ainda no ringue, o vencedor celebrou a vitória e alfinetou o empresário de Canelo.

- Eu provei a mim mesmo hoje, eu sou o melhor na minha divisão e mantive esse cinturão. Desculpa se eu frustrei seus planos com Gennady Golovkin. Obrigado, Canelo. Ele é um grande campeão, eu o respeito”, afirmou Bivol, citando uma possível trilogia entre GGG e Canelo, que agora fica mais distante.

Bivol vence Canelo e frustra possibilidade de trilogia contra GGG - Imagem: Sky Sports‌ ‌

Visivelmente abatido com a segunda derrota da carreira, o mexicano destacou os méritos do oponente: “Você tem que aceitar, isso é boxe. Ele é um grande campeão. Você não pode dar nenhuma desculpa. Hoje, eu perdi e ele ganhou”, afirmou.

Com o triunfo, Dmitry Bivol mantém o cartel perfeito de 20 vitórias (11 delas por nocaute) e nenhuma derrota. Já Canelo mantém as 57 vitórias, mas agora com duas derrotas. A primeira foi uma polêmica vitória de Floyd Mayweather em 14 de setembro de 2013.

O próximo desafiante do russo pode ser o brasileiro Esquiva Falcão, que luta no próximo dia 29 de maio contra o argentino Cristian Fabian Ríos no evento “boxing For You”, em São Paulo.

Compartilhe esse conteudo