Fluminense Football Club é uma agremiação poliesportiva e cultural localizada na cidade do Rio de Janeiro, criada em 21 de julho de 1902. É uma sociedade civil de caráter desportivo que tem como principal modalidade o futebol.

Conhecido por tricolor ou tricolor carioca, é um clube de grande destaque no futebol brasileiro, um dos quatro maiores grandes clubes do Rio de Janeiro.

O Fluminense abrigou os grandes jogos do futebol carioca e da Seleção Brasileira em seus primórdios.

Com os grandes títulos conquistados e a história construída desde então, consolidou-se entre os 12 maiores clubes de futebol de um país com dimensão continental, onde 512 clubes já disputam alguma divisão do Campeonato Brasileiro, 157 já tendo disputado a primeira divisão, com 17 deles tendo sido campeões, apenas 8 com pelo menos quatro títulos, sendo 7 na Era dos Pontos Corridos, entre eles, o Fluminense.


Primeiros anos do clube


O Fluminense não se agrupou em torno de nomes da aristocracia brasileira ou se filiou às instituições remanescentes do Império. O clube desde o princípio agrupou industriais, literatos, historiadores e profissionais liberais.

O primeiro jogo aconteceu em 19 de outubro de 1902, contra o Rio Football Club, no campo do Payssandu, em Laranjeiras. O Fluminense goleou o Rio, com placar final de 8 a 0. Em 6 de setembro de 1903, aconteceu a estreia em jogos interestaduais, com três jogos no campo do Velódromo, em São Paulo, tendo como resultado um empate na primeira partida e posteriormente duas vitórias, nos dias 7 e 8.

Oscar Alfredo Cox, fundador do Fluminense. (Foto: Wikipédia).

Na temporada de 1909, o Flu já alcançava o tetracampeonato estadual, com o futebol profissional no Brasil apenas começando.

Nessa época, brilhou com o seu atacante inglês Henry Welfare, autor de 48 gols em 40 jogos na campanha e Oswaldo Gomes, jogador recordista em conquistas do Campeonato Carioca com oito títulos (06, 07, 08, 09, 11, 17, 18 e 1919) e autor do primeiro gol da Seleção Brasileira.

Dois anos após sua criação, o clube já tinha seu próprio campo, uma construção simples com arquibancadas de madeira. Em 1919, enquanto a maioria ainda contava com essas estruturas, o clube inovou com o Estádio de Laranjeiras, com estrutura de cimento. Foi inaugurado com a realização do Campeonato Sul Americano de Seleções daquele ano.

Em 1922, ampliou o seu estádio para receber 25.000 pessoas e as suas demais instalações esportivas a fim de sediar os Jogos Olímpicos Latino-Americanos e Campeonato Sul-Americano.


A partir da metade da década de 20, o Fluminense deixou de ser somente um clube da elite, quando conquistou a sua primeira taça internacional em 1928, a Taça Vulcain, disputada contra o Sporting Clube de Portugal, e se tornado o principal clube pela profissionalização do futebol brasileiro em 1933.

Em seus primeiros cinquenta anos, o Fluminense conquistou 16 campeonatos cariocas, com melhor fase entre 1935 e 1941, um total de 10 títulos oficiais em 7 anos.

A equipe foi campeã mundial invicta em 1952. Disputou a final com o Corinthians, e mesmo após o empate no segundo jogo, levou o título pela vitória no jogo de ida. (Imagem: Acervo do Fluminense)

Os anos 90

O futebol dos anos 90 foi marcado por suas polêmicas dentro e fora de campo. Escândalos de arbitragem, campeonatos com os mais diversos tipos de regulamentos, constantemente mudados.

Um período especialmente controverso foi durante o Campeonato de 2000, a Copa João Havelange, um campeonato que começou em 99 e terminou em 2001, com a presença do Fluminense, que deveria disputar a série B disputou a Série A.

Depois de ser salvo do rebaixamento no Brasileiro de 1996, devido ao caso Ives Mendes, em 1997 o time parecia ainda não havia apresentado melhora. Desta vez, em 32 rodadas, o Fluminense conseguiu apenas 4 vitórias, 10 empates e 11 derrotas.

Terminou na penúltima posição do campeonato, com apenas 22 pontos e quase todas as rodadas na zona de rebaixamento. Ou seja, a virada de 96 apenas adiou o que ocorreu em 97.

No ano de 1998, já na Série B, a equipe não deslanchou. O regulamento daquele campeonato era: 24 participantes divididos em 4 grupos, com 6 times cada. Em cada chave, os times se enfrentavam em dois turnos, somando dez jogos cada.

Ao final desta primeira fase, o último colocado de cada chave era automaticamente rebaixado para a Série C de 1999, assim como os dois penúltimos com pior desempenho. Contabilizavam-se, assim, seis rebaixados para a Série C.

O Fluminense obteve uma das duas piores campanhas da Série B. A campanha do Tricolor foi de apenas 2 vitórias, 5 empates e 3 derrotas. O grupo do Fluminense contava com Joinvile, ABC de Natal, Paysandu, CRB e Juventus.

Na série C, ainda que com certa dificuldade, o Fluminense conseguiu se sagrar campeão e garantir sua vaga na Série B de 2000. E então, ocorreu a Copa João Havelange.

Em função de disputas judiciais, a CBF perde o direito de organizar o Campeonato Brasileiro de 2000, que passa ao Clube dos 13. O torneio perde o formato de séries A, B e C, que foram substituídas por módulos.

No entanto, o Fluminense foi incluído no módulo azul, que equivalia a Série A. Outros clubes, que eram da série B, também utilizaram o novo formato, como Bahia e América Mineiro. O torneio foi vencido pelo Vasco, que disputou a final contra o São Caetano, time do ABC, inclusive, eliminou o Fluminense na competição.

No ano seguinte, o Fluminense permaneceu na Série A, sem ter efetivamente disputado a Série B.

Bilhete de Arquibancada de partida da série C. (Foto: Verminosos por Futebol)

Anos 2000

No século XXI, destaca-se o período entre 2007 e 2012, quando o clube conquistou dois campeonatos brasileiros (2010 e 2012), uma Copa do Brasil e um Carioca, considerando-se os títulos mais importantes, chegando ainda a duas finais continentais. Uma ótima fase marcada na memória de todo torcedor tricolor.

Ídolo do Fluminense Fred com a taça do Campeonato Brasileiro de 2012, durante comemoração. (Foto: Globo Esporte)

Até o final da temporada de 2019, o time principal contava com um retrospecto histórico de 5.770 jogos, com 2.940 vitórias, 1.344 empates e 1.486 derrotas, tendo feito 11.316 gols e sofrido 7.073, em jogos contra 664 adversários diferentes, segundo os dados do site Estatísticas do Fluminense.

Nesse período, o Fluminense disputou um total de 415 partidas contra clubes, seleções ou combinados estrangeiros, com 221 vitórias, 93 empates, 101 derrotas, 843 gols pró e 525 gols contra, tendo jogado em 51 países diferentes de todos os continentes, exceto a Oceania, e apresentando como maiores destaques em competições da Conmebol, os vice-campeonatos da Copa Libertadores da América em 2008 e da Copa Sul-Americana em 2009.

O Campeonato Brasileiro de 2020 teve seu fim adiado pela pandemia de Covid-19, e terminou em fevereiro de 2021. O Flu terminou a competição em quinto lugar e conseguiu garantir vaga na Copa Libertadores da América. Na Copa do Brasil, o jogador Nenê foi co-artilheiro da competição, apesar do time ter sido eliminado na quarta fase.

Sua campanha na Libertadores de 2021 acabou nas quartas de final, quando a equipe foi eliminada pelo Barcelona de Guayaquil. No Brasileirão de 2021, a equipe terminou em 7º lugar, indo para a segunda fase da Libertadores de 2022.

Apesar de ter sido eliminado da Libertadores, seus jogadores estão otimistas com a conquista do Carioca de 2022, e lutam para continuar na Sul-Americana. O técnico Abel Braga aposta no sistema de defesa com três zagueiros, que funcionou para a equipe no estadual.

Torcida durante final do Carioca contra o Flamengo. (Foto: Uol)

Compartilhe esse conteudo