Palmeiras deixa o São Paulo de quatro no Allianz Parque e Abel Ferreira conquista o estadual pela primeira vez

Num cenário de filme, o roteiro do mais esperançoso palmeirense foi cumprido à risca: virada na segunda partida, com goleada sobre o rival, e mais um título na prateleira. O Palmeiras enfiou 4 no São Paulo e garantiu o primeiro estadual de Abel Ferrreira.

Com a taça, o Palmeiras aumentou a vantagem estadual sobre São Paulo e Santos, ambos com 22 troféus. Agora o Verdão tem 24, enquanto o Corinthians segue com 30. Com torcida única, os quase 32 mil palmeirenses criaram um clima de festa para o próprio time e de sufoco para o adversário. A renda total foi de quase 3 milhões de reais.

(Créditos da imagem: https://twitter.com/Palmeiras/status/1510730065675497477

Como foi o jogo

Numa exibição de gala, o Palmeiras mostrou por qual razão é o atual bicampeão do continente. O time de Abel Ferreira entrou pronto para massacrar o São Paulo e arrasou o adversário, para delírio de sua torcida. Para isso, colaborou muito a volta do craque Danilo ao meio campo alviverde. O jovem, que tem um futebol digno de campos europeus, sobra aqui em solo brasileiro.

E foi Danilo quem abriu o placar para o atropelamento do Verdão sobre o tricolor. Aos 27 minutos, de cabeça, ele mandou para o gol, após cobrança de escanteio numa jogada ensaiada. Mas se parecia que o gol demorou a sair, dado o domínio palmeirense, o segundo veio logo em seguida: Zé Rafael chutou bem no canto, a bola bateu na trave, correu sobre a linha e foi morrer na outra rede lateral.

Era o que o Palmeiras precisava para devolver a diferença do jogo de ida, quando o São Paulo venceu por 3 a 1 no Morumbi. O tricolor deu apenas um chute ao gol de Weverton, num voleio mascado de Jonathan Calleri.

Tentando corrigir o sistema defensivo de seu time, Rogério Ceni subiu dos vestiários com o zagueiro Arboleda no lugar do lateral esquerdo Wellington. Léo Pelé foi deslocado para o lado do campo. Mas nem deu tempo de fazer nada.

Bem no comecinho do segundo tempo, Dudu passou por Léo e Diego Costa, cruzou para Raphael Veiga, que deu um carrinho para desviar a bola o suficiente para tirar o goleiro Jandrei da jogada: era o terceiro gol palmeirense. O gol do título, que fazia 4 a 3 no placar agregado da final.

Mas nem assim o Palmeiras diminuiu o ritmo: aos 35 minutos, marcando em cima, na área adversária, o Verdão roubou a bola para marcar o quarto gol, de novo com Raphael Veiga, que só tirou de Jandrei para definir o 4 a 0.

A última vez que um campeão paulista venceu o título por este placar foi em 1993, também com goleada palmeirense, daquela vez sobre o Corinthians.

Enfim campeão paulista! Abel Ferreira levanta a taça em 2022

Próximos compromissos

O campeão Palmeiras não terá muito tempo de descanso nem de festejos. Já nesta quarta, às 21h, viaja para a Venezuela para enfrentar o Deportivo Táchira, no Polideportivo de Pueblo Nuevo. É a estreia do Verdão na Copa Libertadores da América, em busca do tricampeonato.

Já o derrotado São Paulo também viaja, mas para o Peru, pela Copa Sul-Americana. O tricolor estreia contra o Ayacucho, às 21h30, desta quinta-feira.

Compartilhe esse conteudo