Torcedores de Paraná e Cascavel marcaram a 10ª rodada do estadual com agressões e pedradas

Em confronto válido pela 10ª rodada do Campeonato Paranaense, Paraná e União Beltrão se enfrentaram na Vila Capanema, estádio do Paraná. O resultado de 3 a 1 para o Beltrão, acabou rebaixando o tricolor paranaense para a Série B do estadual, com uma rodada de antecedência.

A campanha do clube, marcada pela fragilidade do elenco, que sofreu a sua oitava derrota na competição estadual, ficando com apenas quatro pontos somados em dez jogos, enervou os torcedores locais ao final do jogo.

Estádio de futebol com jogadores em campo e pessoas por trás

Descrição gerada automaticamente
Momento da invasão dos torcedores do Paraná. Foto: O Maringá

Aos 40 minutos do segundo tempo, o que se vê, é a invasão em massa dos torcedores que acompanhavam o jogo na Vila Capanema. A partida teve de ser encerrada faltando cinco minutos finais e os acréscimos.

No começo da confusão, os torcedores tentavam agredir aos jogadores de Paraná e Beltrão. Os atletas conseguiram fugir para os vestiários do estádio do Paraná, e a polícia do estado entrou em ação, com tiros de balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo, para dispersar os torcedores.

Nota oficial do clube após a confusão

Vivendo um dos maiores dramas de sua história, o Paraná publicou no último domingo (27/02), uma nota oficial do clube, em que condenou os atos dos torcedores durante o último jogo da equipe.

O clube também foi categórico na nota, ao dizer que vai colaborar com todas as investigações das autoridades públicas, e prometeu identificar os torcedores que participaram da invasão de campo contra o Beltrão.

Além disso, um pedido de desculpas aos torcedores foi feito pelo Paraná. “Muitos erros do passado, e também do presente, nos levaram a este triste cenário. Estamos envergonhados, entristecidos, em luto” – afirmou o clube em nota oficial.

Pessoa em cima de gramado

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Clube vive grave crise. Foto: Globo Esporte

No final da nota, o clube reiterou o pedido para que os torcedores não abandonem o time no pior momento de sua história, e continue se associando ao clube. O quadro de sócios, segundo o portal Guerreiro Valente, atualmente possui 4.790 torcedores.

A equipe paranaense, em pouco mais de um ano, soma seu terceiro rebaixamento. O primeiro, em janeiro de 2021, da Série B para a Série C do Campeonato Brasileiro. Em setembro do ano passado, da Série C para a Série D, e nesse ano, o rebaixamento no estadual.

Com a queda no Campeonato Paranaense, o Paraná passa a correr o risco de ficar sem calendário completo de disputa de torneios para o próximo ano. Na atual temporada, a equipe precisa se classificar para a Série C do Brasileirão, para que esse cenário trágico não ocorra.

No outro jogo da rodada marcado pela violência, o Maringá venceu o Cascavel

Em partida realizada no estádio do Maringá, o Willie Davids, válida pela 10ª rodada do Campeonato Paranaense, em campo, o time mandante venceu o Cascavel por 1 a 0, com gol marcado por Mirandinha, no primeiro tempo.

A partida teve um jogo bem equilibrado e aberto, com os dois times procurando o ataque a todo momento, e os goleiros foram os grandes destaques da partida. O resultado deixou o Maringá na liderança da fase inicial do Campeonato Paranaense.

A equipe do Maringá agora enfrenta o Coritiba pela última rodada do estadual, para firmar essa primeira colocação na tabela da primeira fase. O jogo será realizado no próximo domingo (06/03), a partir das 16:00 (horário de Brasília), no estádio Couto Pereira, casa do Coxa.

Homem sentado em frente a estabelecimento comercial

Descrição gerada automaticamente com confiança baixa
Ônibus do Cascavel apedrejado em Maringá. Foto: Twitter

Após a partida de sábado (26/02), o ônibus em que estava a delegação do Cascavel, foi apedrejado por torcedores do Maringá, na saída do clube do estádio Willie Davids.

Pelo lado do Cascavel, o relato feito por meio de nota oficial do clube, divulgado em uma rede social da equipe paranaense, deixou claro a indignação com o ocorrido e que pretende entrar com uma representação na Federação Paranaense de Futebol, além do boletim na Polícia Civil.

“Os criminosos arremessaram várias pedras contra o nosso ônibus e duas delas atingiram o vidro traseiro do veículo. Por sorte, nenhum jogador ou membro da comissão técnica se machucou. Mas, o susto foi enorme.” – afirmou o Cascavel em nota oficial.

A equipe comandada pelo ex-jogador Tcheco com passagens por Grêmio, Coritiba e Corinthians, é a atual 4ª colocada do Campeonato Paranaense, e brigará com Maringá, Operário e Coritiba na última rodada pela melhor campanha da fase inicial do torneio.

Jogador de futebol no campo

Descrição gerada automaticamente
Jogada entre Maringá e Cascavel. Foto: Futebol na Veia

Ao todo, a campanha da equipe do Cascavel é de 18 pontos somados em 10 jogos, com cinco vitórias, três empates e duas derrotas. O clube também tem 11 gols marcados nas 10 partidas realizadas, e sofreu oito gols, ficando com um saldo de gols positivo de +3.

O time encerra a fase inicial do Paranaense enfrentando o Athletico no próximo domingo (06/03), a partir das 16:00 (horário de Brasília).

Quer ficar ligado em tudo o que acontece com o seu time do coração? Aqui no Bets, você não perde nada, e tem todas as notícias que precisa para ficar antenado no seu clube!
Compartilhe esse conteudo