Um dos clubes sérvios mais antigos e com mais glórias, o FK Radnički já possui uma história centenária, de fazer brilhar os apaixonados por futebol

Logotipo do FK Radnički (Créditos da imagem: https://en.wikipedia.org/wiki/FK_Radni%C4%8Dki_Beograd#/media/File:FK_Radni%C4%8Dki_Jugopetrol.png)

A Fundação

O FK Radnički foi fundado em 20 de abril de 1920, graças a estudantes de Belgrado. Dos 29 fundadores, apenas 15 sabiam jogar futebol. Assim, um dos grandes problemas iniciais do clube foi primeiro arrecadar dinheiro para comprar uma bola de futebol.

Com todo o dinheiro coletado, só dava metade do preço de uma bola de futebol naquela época, de tão raro era esse artigo na cidade de Belgrado. Mas afinal os sócios-fundadores conseguiram solucionar essa questão graças a muito esforço e abnegação de todos os envolvidos.

Depois, o segundo problema foi encontrar um campo. A solução se deu na base do improviso, mas após votação foi eleito o campo de Bara Venecija, uma região na beira do rio Sava. Hoje em dia, quem utiliza esse campo de futebol é o FK Železničar Beograd.

Contudo, não há registro oficial da primeira partida do clube de Belgrado em lugar algum. A primeira vez que o seu nome foi citado em jornais foi apenas no ano seguinte, numa derrota pesada por 4 a 0 fora de casa.

Ainda em 1921, o clube entrou na Associação de Futebol de Belgrado, iniciando as disputas do torneio da Segunda Divisão no grupo B. Todavia, o desempenho foi sofrível: vice-lanterna em um grupo de meia dúzia de equipes.

Mas a maior glória dos períodos iniciais de fundação viria logo em 1925, quando o FK Radnički se sagrou campeão da liga na segunda divisão, com 9 vitórias, 2 derrotas e um empate.

O seu apelido é Majstori sa Dunava - em português: Os mestres do Danúbio.

Uma referência ao segundo rio mais longo de todo o continente europeu, que passa por mais de uma dezena de países, sendo alguns deles: Suíça, Kosovo, Itália, Montenegro, Macedônia do Norte e Bósnia e Herzegovina. Sua nascente é na Floresta Negra (alemanha), desaguando no Mar Negro.

Portanto, como se vê, denominar-se Mestres do Danúbio é realmente um grande feito, uma vez que dominar um dos rios mais longos de todo o mundo é para poucos. E o FK Radnički pode realmente se orgulhar dessa honraria!

E não fica apenas nisso. As categorias de base são conhecidas como "A casa dos pequenos mestres", sendo motivo de orgulho para o clube e seus torcedores.

Técnicos com credenciamento da UEFA (a União das Federações Europeias de Futebol) treinam as crianças e os jovens talentos, lapidando-os até que cheguem enfim na equipe profissional.

Visão da arquibancada do modesto estádio do FK Radnički (Créditos da imagem: https://www.academiadasapostasbrasil.com/stats/venue/servia/stadion-fk-radnicki-beograd/12855

O seu uniforme como mandante é bicolor: camisa amarela com três listras verticais vermelhas, e shorts e calções da mesma cor. Já quando joga fora de casa, lembra equipes argentinas ou italianas: tudo é azul, com listras vermelhas verticais na camisa.

Período de ouro

As maiores glórias do FK Radnički vieram logo a seguir a Segunda Guerra Mundial, na década de 1950. Em 1953, enfim a primeira participação na primeira divisão iugoslava aconteceu.

Melhorando cada vez mais, em 1956 terminou na terceira coloção, atrás apenas dos gigantes do Estrela Vermelha e do Partizan Belgrado.

No ano seguinte, em 1957, uma das maiores viradas de todo o tempo do futebol teria o Radnički como um dos protagonistas. Mas desta vez do lado derrotado: após virar o primeiro tempo vencendo por 3 a 0 o Partizan, o Radnički cedeu a virada, terminando com um humilhante 5 a 3 no JNA Stadium.

Contudo, foi por causa do primeiro tempo dessa partida que eles passaram a ser conhecidos pela alcunha de "Os mestres do Danúbio". A partir daí, o clube passaria a terminar em posições cada vez mais inferiores, embora se mantendo na primeira divisão.

Bandeirão da torcida do FK Radnički com fogos ao fundo (Créditos da imagem: https://www.youtube.com/watch?v=d8qqYTdJF14)

A queda de status

Depois do descenso da liga principal em 1966 para a segundona, o FK Radnički continuou sendo rebaixado, até ir parar em divisões inferiores. Finalmente, veio a queda paras as ligas regionais de Belgrado em 1975, marcando o fundo do poço deste clube lendário.

Essa queda também marcou a mudança de área: o FK Radnički mudou de beira no rio Sava, indo para o lado esquerdo, agora chamado de Novi Beograd, ou, em português, Nova Belgrado.

A história mais recente deste clube é realmente triste e lamentável. Mais uma década se passou antes que qualquer fato memorável pudesse ser comemorado.

E foi justo em 1991 que o jogador montenegrino Dejan Gluščević apareceu para marcar 14 gols em 28 partidas.

Esta campanha marcou o retorno do FK Radnički para a primeira liga da Iugoslávia (que seria disputada até 2006, antes da dissolução desse país em outras repúblicas).

Finalmente, na temporada 1992-1993, os Mestres do Danúbio enfim retornaram para a primeira divisão.

Mas o período na elite também foi curto, apenas quatro temporadas. Na primeira delas, um décimo quinto lugar, depois um oitavo, em seguida um décimo e por fim o rebaixamento na última colocação entre os 20 clubes.

Nessa época, por conta de um patrocínio, o clube passou a ser chamado de Radnički IMEL ou então de Radnički Elektron.

Enfim, mais uma mudança de nome: agora era o Radnički Jugopetrol que entrava em campo, até perder mais esse patrocínio em 2008, depois de sucessivos maus resultados, quedas e más administrações.

Ultimamente, na década passada, graças a uma fusão com o FK Železnik, o nosso Radnički conseguiu voltar a galgar novas divisões, até enfim chegar na segunda divisão sérvia.

Temporada atual 2021-22

Atualmente, com 15 partidas disputadas pela Srpska Liga Beograd, o Radnicki ocupa a quarta colocação, empatado em 29 pontos com o BASK. O clube está 8 pontos atrás do líder OFK Beograd. São 9 vitórias, 2 empates e 4 derrotas.

A seu favor, uma das melhores defesas, com apenas 14 gols sofridos, menos de um por jogo.

Na Copa da Sérvia, o FK Radnički já está nas quartas de final. Anteriormente, superou o Sloga, nos pênaltis, e o FK Napredak Kruševac por um a zero. O artilheiro da equipe é o ala Andrija Kaluđerović, de 34 anos.

Partida do FK Radnički em jogo válido pela segunda divisão. (Créditos da imagem: https://www.youtube.com/watch?v=d8qqYTdJF14)
Compartilhe esse conteudo