Texas State Bobcats: o futebol universitário da 5.ª maior universidade do Texas

A primeira vez que a Universidade do Texas colocou um time em campo foi em 1904, sendo que Oscar W. Strahan foi nomeado o primeiro diretor de atletismo. Atualmente a arena de basquete da universidade foi nomeada em sua homenagem.

Os recordes obtidos por Strahan são elevados, ele fechou seu ciclo com 72-52-10, tendo ganhado três campeonatos nos anos de 1921, 1924 e 1929. Com ele o Texas State liderou o TIAA em 1922, e depois a Lone Star Conference em 1932.

Do período de 1935 a 1942, o treinado principal da equipe foi Joe Bailey Cheaney, com ele no comando o Texas State compilou um recorde de 23-42-6. De 1943 a 1945, a universidade não colocou um time em campo devido à Segunda Guerra Mundial.

No período de 1965, foi a vez de Bill Miller ser promovido a técnico principal, antes ele exercia o papel de assistente técnico. Com Miller no comando dos Bobcats a equipe conquistou um recorde de 86-51-3. Em 1978, Miller se aposentou, deixando o cargo como o treinador mais vencedor da história da universidade.

Em 2019, o jogador Mathiaz Rocha de 14 anos se juntou a equipe dos Bobcats. Mathiaz foi diagnosticado com pressão espinhal elevada no cérebro. A Team Impact une crianças que sofrem com doenças graves a equipes atléticas universitárias. Fonte: news.txstate.edu.

Com a saída de Miller quem assumiu o programa foi Jim Wacker em 1979. Com Jim a equipe conquistou dois campeonatos nacionais consecutivos da NCAA Division II. No entanto, em 1982 ele deixou o cargo de treinador dos Bobcats. Seu recorde geral foi de 42-8.

Já em 1983, foi a vez de John O’Hara, com ele no comando os Bobcats conquistaram o título da conferência, e chegaram aos playoffs, no entanto, acabaram perdendo na primeira rodada.

O’Hara foi uma das razões pelas quais os Bobcats conseguiram mudar da Division II para a Division I-AA. Entretanto, na temporada de 1989, ele deixou a equipe. Sendo substituído por Dennis Franchione em 1990.

Entretanto, Franchione durou apenas duas temporadas no comando dos Bobcats, conquistando o recorde de 6-5 em 1990 e 7-4 em 1991. Foi então, que o Texas State promoveu Jim Bob Helduser em 1992.

Helduser que era assistente técnico, ao ser promovido levou os Bobcats para conquista de um recorde de 20-34-1, no entanto, poucas temporadas depois em 1996 deixou a equipe. O Texas State Bobcats estava enfrentando um rodízio de treinados.

Rodízio de treinadores

Os Bobcats iniciaram um rodízio de treinadores, com cada treinador ficando por duas, três temporadas ou menos, apesar disso, a equipe manteve um bom rendimento. Fonte: sanmarcosrecord.com.

Em 1997, foi a vez de Bob DeBesse assumir o comando do time. Com ele, na temporada de 2000, o clube obteve o melhor recorde em uma década, compilando 7-4, ficando em 25º lugar no Ranking Nacional. Mas na temporada de 2002, ele foi demitido por não embalar novos recordes.

Já na temporada de 2003, quem assumiu foi Manny Matsakis, no entanto, seu treinamento durou apenas uma temporada. Sua saída se deu devido a problemas de gestão e investigações sobre violações de regulamentos da NCAA.

Após sua saída, David Bailiff foi contratado em 2004. Em sua primeira temporada, a equipe conquistou um recorde de 5-6. Já na temporada seguinte, os Bobcats melhoraram e compilaram um recorde de 9-2, sendo campeões da Southland, caminhando para os playoffs.

Nos playoffs, os Bobcats conquistaram os dois primeiros jogos. Mas acabaram perdendo para o Northern Iowa. A temporada seguinte foi a última de David Bailiff como treinador, os Bobcats finalizaram com um recorde de 5-6.

Brad Wright foi contratado para substituí-lo. Entretanto, seu recorde foi medíocre 23-23, e os torcedores fizeram pressão pela sua demissão. Foi então que o Texas State solicitou ajuda para escolher o próximo treinador.

Ao final, o escolhido foi Dennis Franchione, tendo assinado um contrato de cinco anos com os Bobcats, recebendo 350.000 por ano. Ele que já havia treinado a equipe anos antes, não conseguiu emplacar vitórias e acabou se aposentando em 2015.

Foi então que em 2016, Everett Withers assumiu a equipe. Sua primeira temporada foi desastrosa, com um recorde de 2-10. Ainda assim, os torcedores da equipe quebraram o recorde de público em 2016, no jogo em casa, contando com 33.133 pessoas.

Com o rodízio de treinadores, a equipe não conseguia encontrar um estilo de jogo, compilando várias derrotas em campo. Fonte: trib.com.

Já na temporada de 2017, a segunda de Witheres, ele novamente levou a equipe a um recorde de 2-10. Quando chegou a temporada de 2018, seu recorde geral ainda permanecia 4-20. Sua demissão ocorreu na mesma temporada.

Chris Woods tornou-se treinador interino da equipe, enquanto o Texas State buscava um novo treinador. Foi então que Jake Spavital foi contratado em 2019, para assumir o comando dos Bobcats como treinador principal.

No primeiro jogo sob o comando de Spavital, os Bobcats tiveram uma derrota desastrosa para o Texas A&M, perdendo por 41-7. No entanto, conforme os jogadores foram apreendendo seu estilo de jogo, os recordes da equipe foram melhorando.

Se você quiser saber mais notícias sobre o mundo dos esportes, acesse o blog do Bets. Aqui você encontra notícias sobre a equipe do seu coração e curiosidades sobre as demais equipes de diversas categorias esportivas.

Compartilhe esse conteudo