Também conhecida como Primera B Metropolitana e popularmente como B Metropolitana, é a terceira divisão do Campeonato Argentino de Futebol para clubes afiliados à Associação de Futebol Argentino (AFA)

Logomarca da Primera B 

A Primera B está dentro de um sistema hierárquico de ligas de futebol que é designado como Pirâmide do Futebol Argentino, atualmente na pirâmide há os seguintes campeonatos, apresentados em ordem decrescente de importância:

Nível

Divisões


Clubes Direta e Indiretamente Filiados à AFA

1

PrimeraDivisión

2

Segunda División ou Primera B Nacional


Clubes Diretamente Filiados à AFA

Clubes Indiretamente Filiados à AFA

3

Primera B

Torneo Federal A

4

Primera C

Torneo Regional Federal

5

Primera D

Ligas Regionais


A Associação de Futebol Argentino (AFA) é a responsável por organizar todos esses campeonatos de alcance nacional. Sendo a maior entidade do futebol na Argentina, a AFA também é responsável pela Seleção Argentina de Futebol, duas vezes campeã mundial.

A última edição foi em 2021 e o clube ganhador foi CSYD Flandria, as finais aconteceram no dia 20 de novembro e o título foi disputado entre Flandria e o Club Atlético Colegiales. A disputa foi para os pênaltis onde o Flandria levou a melhor com 6 gols a 5 do Colegiales. O maior goleador da temporada foi o Diego Aguirre (14 gols).

Time do Club Social Y Desportivo Flandria, finalista da Primera B Metropolitana em 2021 e atual integrante da Primera B Nacional, Créditos: <https://mobile.twitter.com/CSyDFlandria/status/1462562061829951488/photo/1>

Formato

A Primera B Metropolitana é a porta de entrada para a segunda divisão do campeonato de futebol argentino. São em torno de vinte equipes participantes, elas disputam no sistema de todos contra todos, em jogos de turno e returno (primeiro turno e segundo turno)

Em cada turno, os times jogam entre si uma única vez. Os jogos do segundo turno são realizados na mesma ordem do primeiro, apenas os campos dos times são invertidos.

Não há campeões por turnos, é declarado campeão o time que obtiver o maior número de pontos após as 38 rodadas. Além do título, o campeão também garante uma vaga para a segunda divisão do ano seguinte.

Em 20 de dezembro de 2018, o comitê executivo da AFA resolveu aumentar o número de acessos à segunda divisão para cinco equipes.

As equipes que terminarem do primeiro ao quarto lugar na classificação final, estarão com suas vagas garantidas na segunda divisão. E as equipes que se posicionaram do quinto ao nono lugar, jogarão um torneio reduzido eliminatório, o torneio é um “mata-mata” no qual o vencedor também garante sua vaga na Primera B Nacional.

Quanto ao rebaixamento, no final da temporada regular (turno e returno), será rebaixada a equipe com o pior promédio (pontos somados ao longo das partidas disputadas). A equipe com o pior promédio somado das últimas três temporadas, será rebaixada para a Primera C Metropolitana, quarta divisão do campeonato argentino de futebol.

Logo do Campeonato Argentino de Futebol, “Liga Profesional”, Créditos: AFA

História

Em 1899, ainda na era amadora, a Segunda Divisón(que hoje é chamada de Primeira B) foi criada e aconteceu seu primeiro campeonato. Em suas primeiras edições, os clubes disputavam o torneio de forma optativa. As equipes em sua maioria eram recém criados ou reservas dos clubes da Primeira División.

O Clube Atlético Banfield é um dos clubes de futebol mais antigos da argentina e foi o time que ganhou a primeira edição da Segunda Divisón. Em 1906 com a adoção do sistema de acesso e descenso (também conhecido como promoção e rebaixamento), a primeira equipe a subir para a primeira divisão foi o Club Atlético Porteño.

Além de ser o time que ganhou a primeira edição da Primera B o Banfield é também um dos dois clubes que mais ganharam títulos na liga, em paralelo com o Club Ferro Carril Oeste. Os dois times já ganharam sete edições dessa divisão.

Em suas primeiras edições, os atuais maiores times da Argentina também passaram pela Segunda Division:River Plate e Boca Juniors, os times que formam o maior clássico do futebol no país. Em 1908 o River Plate foi o campeão da liga e em 1910 o Boca Juniors foi o vice-campeão.

Em 1911, aconteceu um dos primeiros “rebaixamentos” da liga. A Asociación Argentina de Football ou AAF (atual AFA) criou a División Intermedia, com a finalidade de assumir o novo lugar como segunda divisão no sistema. A Primera B passou a ser a terceira divisão da pirâmide do futebol argentino.

No ano de 1926, a AAF fundiu-se com a Asociación Amateur de Football (AAm) e deu-se início à Asociación Amateurs Argentina de Football (AAAF) e juntamente com essa mudança, no início da temporada de 1927, a Primeira B voltou a ser a segunda divisão, enquanto a División Intermedia tornou-se a terceira divisão.

Em 1986, com o intuito de permitir que todos os clubes da Argentina pudessem participar de competições oficiais, a Associação do Futebol Argentino (AFA) criou a Primera B nacional.

A Primera B Nacional se tornou a segunda divisão do futebol na Argentina. Por conta dessa mudança, a Primera B voltou a ser a terceira divisão, sendo também renomeada como “Primera B Metropolitana”.

A “Primera B Metropolitana” ganhou esse nome devido ao esmagador número de clubes vindos da área metropolitana da Grande Buenos Aires.

Ao longo dos anos, a terceira divisão do campeonato argentino proporcionou histórias um tanto peculiares no ambiente do futebol, como na final de 2016/17. O Jogo, que definiria o time a ser promovido de liga, aconteceu no dia 30 de julho em Buenos Aires e foi suspenso faltando 5 minutos de partida.

Essa final foi disputada entre o Desportivo Riestra e o Comunicaciones Fútbol Club. Na disputa, o Riestra estava com vantagem no placar e começou a ser pressionado pelo Comunicaciones, no entanto, chegando ao final da partida ocorreu uma invasão de campo, o que levou o árbitro a interromper a partida. Curiosamente o responsável pela invasão foi o meio campo do Riestra, Leandro Freire.

Confusão que interrompeu a final da B Metropolitana 2016/17. (Foto: Reprodução/Toda Pasion)

Depois de toda essa confusão, a AFA determinou a continuação da final em campo, de forma neutra. A continuação da final teve cinco minutos e foi disputada em um tempo de três e um tempo de dois.

A decisão foi contrária a própria regulamentação da entidade, que prevê derrota em caso de desordem promovida por um dos times. O vencedor da final, como era de se esperar, foi o Desportivo Riestra com um placar de 2 a 0.

Em 2022, acontece a octogésima terceira edição da B Metropolitana como terceira divisão do campeonato argentino. Nesta edição disputam dezessete times.






Compartilhe esse conteudo