Eternamente em altos e baixos, ao longo de sua trajetória como clube profissional, o Stuttgart intercala momentos como o rebaixamento em 75 e o título nacional 10 anos depois. Até hoje o clube segue em sua gangorra, que pende esporadicamente entre flertes com o rebaixamento e títulos.

O último deles foi o da Bundesliga na temporada 2006–07, vencida pelos Suários graças a boa fase do brasileiro Cacau e os então jovens Khedira e Mario Gómez. Com aquela grande equipe, chegou a seu terceiro título na competição, repetindo 1983-84 e 1991–92.

Entretanto, aquele foi seu quinto título no total, pois havia conquistado duas vezes a maior competição nacional em meados do século passado. Antes da profissionalização do esporte na Alemanha, o time brilhou entre os principais do país.

Títulos anteriores à Bundesliga

Fundado em 1893 na Alemanha, Verein für Bewegungsspiele Stuttgart, em livre tradução significa Associação Atlética Stuttgart. Contando atualmente com mais de 60 mil sócios, é o quinto maior clube do país, isso em parte por conta de sua era vitoriosa nos idos dos anos 50.

O técnico Georg Wurzer, no comando da equipe desde 1947, formou um elenco que combinava jovens talentos e veteranos das redondezas. Como resultado, surgiu ali uma equipe entrosada com um futebol técnico e ofensivo, que logo daria um grande retorno.

Assim, os Suábios venceram seu primeiro título nacional, na época a Oberliga, em 1950. Com gols de Erwin Läpple e Walter Bühle, superou por 2 a 1 o Offenbacher Kickers diante de quase 100 mil torcedores no Estádio Olímpico de Berlim. Na volta para casa, seus jogadores foram recebidos com festa por milhares de pessoas celebrando o feito.

Dois anos depois, o time novamente conquistou o título com uma vitória sobre o Saarbrücken, por 3 a 2, diante de mais de 80 mil pessoas no Südweststadion. Novamente em uma decisão dramática, contou com um gol de Robert Schlienz, dois de Otto Baitinger e defesas milagrosas do goleiro Karl Bögelein.

Destaque na Copa da Alemanha

Na temporada 1953–54, foi a vez do Stuttgart chegar a uma inédita final da Copa da Alemanha. Em partida contra o Colônia, começou tomando conta das ações ofensivas e teve sorte com o adversário perdendo um pênalti. Com a persistência do empate, a decisão foi levada para a prorrogação, onde um tento salvador de Erwin Waldner deu o título aos Suábios.

Em 16 de novembro de 1958, mais uma vez chegava a uma final da Copa da Alemanha, nessa ocasião contra o Fortuna Düsseldorf. Novamente uma partida tensa e disputada, aos quinze minutos já tinha tido pênalti desperdiçado de um lado e gol anulado por impedimento do outro.

Nos últimos 10 minutos do primeiro tempo, Dieter Praxl abriu o placar para o Suábios, que cedeu o empate no começo da segunda etapa. O jogo seguiu disputado gol a gol até terminar em 3 a 3, placar que persistiu até levar a decisão para a prorrogação. Um tento de Lothar Weise deu ao Stuttgart sua segunda Copa da Alemanha.

Crise e ressurgimento

O Stuttgart campeão da Bundesliga de 1983–84 (Foto: Bundesliga/Twitter)
O Stuttgart campeão da Bundesliga de 1983–84 (Foto: Bundesliga/Twitter)

Com o passar das décadas, o Stuttgart ficou para trás na profissionalização do futebol e na adoção de práticas como parcerias com patrocinadores. Assim, chegou aos anos 70 em crise financeira e flertando cada vez mais com o rebaixamento, que parecia ser questão de tempo. A queda finalmente ocorreu na temporada 1974–75, por um empate na última rodada.

Em sua primeira temporada na segunda divisão, os Suábios fizeram péssima campanha, terminando na 11ª colocação. A virada de chave foi a contratação de Karlheinz Förster e Hansi Müller, que coincidiu com a chegada do técnico Jürgen Sundermann. O novo treinador adotou um jogo mais focado em Ottmar Hitzfeld, que dois anos depois levou o clube de volta à elite do futebol alemão.

Edição onde a Bundesliga teve seu maior número de gols, 1983–84, teve 1084, 53 deles marcados no mesmo dia. O campeonato terminou com Stuttgart empatado com Hamburguer e Borussia Mönchengladbach, levando a melhor no saldo, conquistando assim o título.

Reencontro com os títulos

Em maio de 1989, o Stuttgart ocupava a terceira colocação do Campeonato Alemão e era semifinalista da Copa da Alemanha. Entretanto, sua maior expectativa era sua primeira final internacional, contra a Napoli na Liga Europa da UEFA. Levou a melhor a equipe italiana, que contando com Careca e Maradona, ganhou o jogo de ida em casa e segurou o empate na volta.

Na temporada 1991–92, tornou a faturar a Bundesliga. Uma competição emocionante, chegou ao seu último dia com três times vivos na disputa pelo título: Stuttgart, Borussia Dortmund e Eintracht Frankfurt. Terminando empatado com Borussia, o Suários levaram a melhor pelo saldo mais uma vez.

Venceu ainda da Copa da Alemanha em 1996–97, o Stuttgart começou levando um susto contra o Fortuna Köln, ao se classificar apenas nos pênaltis. Na segunda rodada, pegou o Hertha BSC e com um empate por 1 a 1 novamente passou nos pênaltis. Na grande final, em pleno Estádio Olímpico de Berlim, bateu o Energie Cottbus por 2 a 0, com dois gols de Élber.

O último timaço

A equipe de 2006–07 deixou saudades no torcedor do Stuttgart (Foto: Stuttgart)
A equipe de 2006–07 deixou saudades no torcedor do Stuttgart (Foto: Stuttgart)

No começo dos anos 2000, o Bayern de Munique ainda não era tão dominante na Bundesliga quanto se tornou a partir de 2012. Assim, na temporada 2006–07 o clube bávaro teve um desempenho decepcionante com 10 derrotas, perdendo muitos pontos e terminando na quarta colocação. Sua queda foi uma oportunidade para os outros clubes.

Naquele ano, treinado por Armin Veh, o Stuttgart conquistou o título com o menor número de derrotas, melhor ataque e terceira melhor defesa da competição. A equipe encaixou unindo jogadores experientes como o atacante brasileiro Cacau, e jovens promissores sedentos para se provar. Entre eles estavam Sami Khedira e Mario Gómez, que em poucos anos seriam titulares na seleção alemã.

Com a dissolução daquela que é considerada sua última grande equipe, o clube de lá para cá vem oscilando. Chegou a ser rebaixado em 2015–16, sendo campeão da segunda divisão no ano seguinte.

De volta ao presente, o Stuttgart, a apenas um ponto da zona de rebaixamento, joga no sábado (11) às 14h30, contra o Wolfsburg fora de casa.

Para finalizar, confira no quadro abaixo os títulos dos Suábios:

Competição

Número de Títulos

Ano

Campeonato Alemão

5

1950, 1952, 1983–84, 1991–92 e 2006–07

Copa da Alemanha

3

1953–54, 1957–58 e 1996–97

Supercopa da Alemanha

1

1992

2. Bundesliga

2

1976–77 e 2016–17

Para ficar por dentro de tudo sobre o Stuttgart, fique ligado aqui no Bets! Aqui você encontra as últimas novidades e histórias dos maiores clubes e campeonatos do mundo.
Compartilhe esse conteudo