O Sevilla Fútbol Club foi fundado em 25 de janeiro de 1890, por um grupo de jovens britânicos e espanhóis. No dia da celebração de Burns Night, o grupo se reuniu para criar uma associação atlética, algo que compartilhavam de grande interesse em comum, e saíram da reunião com o clube formado e cargos de ofício definidos. O Sevilla FC se tornou um dos primeiros times do futebol espanhol, juntamente com o Recreativo de Huelva.

O primeiro presidente do clube foi o escocês Edward F. Johnston, que exerceu o cargo por 15 anos, até 1905. Isaías White foi o primeiro secretário do clube, também responsável por enviar uma carta ao Recreativo de Huelva, para convidá-los a uma partida oficial, que celebraria a fundação do Sevilla.

A partida aconteceu no dia 8 de março, no Hipódromo de Tablada, em Sevilha. Esta seria a primeira partida oficial do Sevilla Fútbol Club e também como a primeira partida oficial da Espanha. O Sevilla venceu de 2x0 contra o Recreativo de Huelva.

A princípio, não existiam campeonatos oficiais, que ocorriam regularmente. Era comum que o time se reunisse para partidas de amistosos com outros times da região. Esse cenário perdurou até 1915, quando foi lançada a Copa de Andaluzia. O campeonato rendeu um total de 20 temporadas, onde o Sevilla Fútbol Club conquistou 17 no total.

SEVILHA, ESPANHA - 13 DE ABRIL: Jesus Navas DO Sevilla FC celebra após vencer a partida contra o Real Betis, durante a La Liga, no estádio Ramón Sanchez-Pizjuan, em 13 de abril de 2019, em Sevilha, na Espanha. (Foto por Aitor Alcalde Colomer/Getty Images)

O Sevilla participou, também, da Copa do Rei da Espanha, evento sediado no molde semelhante à Copa do Brasil. O clube levou a primeira taça em 1935, feito que se repetiu em 1939, 1948 e, recentemente, em 2007 e 2010.

No ano de 1946, o Sevilla vence o campeonato espanhol (LaLiga), com apenas 1 ponto à frente do Barcelona. Em 26 jogos da temporada, o Sevilla somou 14 vitorias, 8 empates e 4 derrotas, com 93 gols a favor e 37 contra.

É partir de 2006 que o time surge como um dos grandes da Europa. Nesse ano, conquista a UEFA Europa League, com abertura do placar pelo brasileiro Luís Fabiano. O Sevilla derrota o time inglês de Middlesbrough, na final, com um placar de 4x0. Ainda em 2006, o time fatura a Supercopa da UEFA, derrotando o Barcelona por 3x0.

No ano seguinte, é consagrado bicampeão da liga europeia, na cidade de Glasgow, na Escócia, após vencer o Espanyol, nos pênaltis. Um evento curioso desse campeonato é que, nas oitavas de final, numa partida contra o Shakhtar Donetsk, o time perdia por 2x1, até os 49min do segundo tempo; na cobrança de um escanteio por Daniel Alves, e o goleiro Andrés Palop foi para a área e marcou de cabeça, levando o jogo para a prorrogação, vencida pelo time da Andaluzia. Ainda em 2007, o Sevilla vence a Supercopa da Espanha.

Em 2014, o clube ascende novamente na UEFA Europa League, saindo vitorioso numa final contra o Benfica. No ano seguinte de 2015, adquire o bi mais uma vez e, em 2016, se torna o primeiro tricampeão da liga europeia, numa final contra o Liverpool.

Hoje em dia, o Sevilla FC está localizado na sétima posição da classificação histórica da liga espanhola.

Curiosidades sobre o time

Diante de toda a carreira e performance grandiosa do maior campeão da liga europeia, alguns eventos se destacam.

Na década de 20, após o Sevilla rejeitar um jovem jogador de origem pobre, metade dos cargos da diretoria abandou o clube, e vieram a criar o time Real Betis, anos depois, originando uma grande rivalidade entre os dois clubes, o chamado tradicionalmente de "El Grand Derbi". Este é, até os dias de hoje, o maior Derby do futebol espanhol.

A maior goleada do Sevilla FC aconteceu na La Liga de 1940, contra o Barcelona. O time de Andaluzia venceu a partida de 11x1.

O clube conta com a ilustre presença do jogador Jesús Navas, um recordista de partidas com a camisa do time do Sevilla FC, que soma mais de 500 jogos disputados. Navas teve duas passagens pelo time, onde reintegrou a equipe em 2017, permanecendo até os dias de hoje.

SEVILHA, ESPANHA - 19 DE DEZEBRO: Visão geral do estádio Ramón Sanchéz-Pizjuán antes da partida da La Liga entre o Sevilla FC e o Real Valladolid CF, no dia 19 de dezembro de 2020, em Sevilha, Espanha. Estádios esportivos por toda a Espanha permaneceram sob restrições estritas devido à Pandemia do Coronavírus, em demanda governamental justa às regras de distanciamento social, controlando a circulação de fãs entre corredores e arquibancadas, o que resultou em partidas jogadas de portas fechadas. (Foto por Mateo Villalb/Quality Sport Images/Getty Images)

No que se diz quanto às transferências mais chamativas relacionadas ao Sevilla, sabe-se que Rony Lopes e Jules Koundé foram dos mais caros jogadores comprados pelo clube, pelo valor de 25 milhões de euros, vindos respectivamente do Mônaco e Bordeaux. Já Daniel Alves foi o jogador que mais rendeu, negociado junto ao Barcelona em 2008 por 38 milhões euros.

O Sevilla foi um dos principais times fornecedores de jogadores para a seleção espanhola.

A casa do Sevilla FC é o estádio Ramón Sánchez-Pizjuán, com capacidade para aproximadamente 45.000 torcedores. O estádio tem o nome de Pizjuán, presidente do time na época que comprou o terreno em 1937. O presidente Ramón de Carranza concluiu a obra em 1958. O Ramón Sánches-Pizjuán é o nono maior estádio de toda a Espanha.

Se você ama futebol e quer ficar por dentro de tudo que acontece no esporte, basta ficar ligado no Bets. Aqui, você encontra as notícias dos maiores clubes do Brasil e do mundo.
Compartilhe esse conteudo