Foto: Media.

Habitat das filiais de clubes como Barcelona e Real Madrid, dela vieram alguns dos maiores jogadores do mundo

O Campeonato Espanhol é organizado em divisões, similarmente ao Brasileirão. Se aqui temos quatro divisões (Séries A, B, C e D), na Espanha eles tem La Liga, Segunda División, Segunda División B e Tercera División (que não é a terceira divisão).

Aqui no Brasil, a terceira divisão é 20 times divididos em dois grupos onde os quatro melhores de cada um se classificam. Já na Espanha a quantidade varia, mas em 2020–21 aumentou para 102 por conta da pandemia, para evitar o rebaixamento. Os clubes são divididos entre quatro grupos regionais, três de 20 equipes e dois de 21.

Ao final da competição, os quatro primeiros são classificados para uma eliminatória em quatro chaves, onde o campeão de cada uma é promovido à segunda divisão. Os quatro últimos de cada grupo caem diretamente para a quarta divisão. O quinto de cada grupo disputa uma eliminatória onde dois são rebaixados.

Clubes filiais

É na terceira divisão que costumam estar as equipes B dos grandes clubes de La Liga: Barcelona, Real Madrid, Atlético Madrid e Sevilla, apenas para citar os maiores. Com isso, alguns dos melhores jogadores do mundo quando jovens já passaram pela terceira divisão antes de conquistar espaço no profissional.

As filiais, entretanto, não são consideradas times quaisquer, e precisam obedecer a regras específicas. Elas não são elegíveis para a primeira divisão, a La Liga, e não podem participar da Copa do Rei (não mais). Os jogadores da equipe b podem ser alternados entre ela e a principal desde que sejam sub-23, ou abaixo de 25 se tiver contrato profissional.

Confira abaixo, as principais equipes secundárias do futebol espanhol, que nem sempre estão na terceira divisão, mas que tem ela como habitat.

Barcelona B

Em 6 de março de 2004 estreava pelo Barcelona B, na terceira divisão do Campeonato Espanhol, Lionel Messi (Foto: fcbarcelona.fr)

Foi fundado em 1970 como Fútbol Club Barcelona Atlètic, após Barcelona comprar e fundir o Club Desportivo Condal e o Atlético Cataluña Club de Fútbol.

A partir dos anos 90, com Johan Cruyff, e 2000 com Van Gaal, foi adotada nas categorias de base do clube o mesmo estilo de jogo da equipe principal. Graças a isso se tornou muito mais simples e eficaz a promoção de jovens talentos, por dispensar a adaptação tática.

Desde então, as categorias de base do clube catalão se tornaram referência mundial com a formação de craques como Xavi Hernández, Andrés Iniesta e o maior de todos, Lionel Messi.

A consagração desse trabalho foi no dia 25 de novembro de 2012, quando na vitória por 4–0 sobre o Levante o Barcelona teve em campo todos os 11 jogadores formados em La Masia, suas categorias de base: Valdes, Montoya, Puyol, Piqué, Alba, Xavi, Busquets, Iniesta, Pedro, Messi e Fábregas.

Real Madrid B

Empate sem gols entre as equipes B do Barcelona e do Real Madrid em 2021 (Foto: fcbarcelona.fr)

Fundado em 1930, o AD Plus Ultra era um time pouco expressivo da terceira divisão, até que em 1952 foi incorporado ao Real Madrid como sua equipe amadora, se tornando o Castilla CF. Em 1991, com a proibição de equipe b ter nome diferente da principal, Castilla CF se tornou Real Madrid Desportiva, e depois Real Madrid B.

De lá vieram jogadores como Iker Casillas, Raúl e Soldado, e por lá passaram estrangeiros como Petkovic, Eto'o e Cambiasso, além dos brasileiros Casemiro e Vinicius Júnior. Lá também iniciaram suas carreiras Vicente del Bosque e Rafa Benítez, tanto como jogadores quanto como técnicos.

Atlético Madrid B

Em 1964, foi fundado o Reyfra Atlético OJE, que em 70 foi fundido ao Aviaco Madrileño CF e absorvido pelo Atlético Madrid, recebendo o nome Atlético Madrileño Club de Fútbol. Em 91, mudou de nome para Atlético Madrid B.

O maior artilheiro do Atlético Madrid B é Juan Carlos de Diego, que atuou pela equipe entre 1988 e 1990, onde marcou 36 gols. Ele formou dupla com o segundo maior artilheiro do time, Manolo Alfaro, que de 89 a 92 marcou 34 vezes.

Sevilla Atlético Club

Foto oficial da segunda equipe do Sevilla em 2019–20, os talentos do futuro (Foto: sevillafc.es)

O Sevilla Atlético foi fundado em 1º de março de 1950 como Club Deportivo Puerto. Apesar de ter passado perto de chegar à segunda divisão, não tinha grandes perspectivas para o futuro e assim se associou ao Sevilla em 1958.

A nova equipe fez sua estreia na segunda divisão espanhola em 1962–63, o mais alto que ele pode chegar, já que não pode disputar a mesma divisão do time principal. Sua melhor temporada foi em 2007–08, quando ficou na nona colocação.

Temporada

Campeão grupo 1

Campeão grupo 2

Campeão grupo 3

Campeão grupo 4

1977–78

Racing Ferrol

Almería

-

-

1978–79

Palencia

Levante

-

-

1979–80

Barakaldo

Linares

-

-

1980–81

Celta Vigo

Mallorca

-

-

1981–82

Barcelona B

Xerez

-

-

1982–83

Athletic Bilbao B

Granada

-

-

1983–84

Sabadell

Lorca

-

-

1984–85

Sestao

Rayo Vallecano



1985–86

Figueres

Xerez



1986–87

Tenerife




1987–88

Eibar

Mollerussa

Salamanca

Alzira

1988–89

Athletic Bilbao B

Palamós

Atlético Madrid B

Levante

1989–90

Avilés

Lleida

Albacete

Orihuela

1990–91

Real Madrid B

Racing Santander

Badajoz

Barcelona B

1991–92

Salamanca

Sant Andreu

Cartagena

Marbella

1992–93

Leganés

Alavés

Murcia

Las Palmas

1993–94

Salamanca

Alavés

Gramenet

Extremadura

1994–95

Racing Ferrol

Alavés

Levante

Córdoba

1995–96

Las Palmas

Sporting Gijón B

Levante

Jaén

1996–97

Sporting Gijón B

Aurrerá

Vitoria

Gimnàstic

1997–98

Cacereño

Barakaldo

Barcelona B

Málaga

1998–99

Getafe

Cultural Leonesa

Levante

Melilla

1999–00

Universidad LPGC

Gimnástica Torrelavega

Gandía

Granada

2000–01

Atlético Madrid B

Burgos

Gramenet

Cádiz

2001–02

Barakaldo

Barcelona B

Real Madrid B

Motril

2002–03

Universidad LPGC

Real Unión

Castellón

Algeciras

2003–04

Pontevedra

Atlético Madrid B

Lleida

Lanzarote

2004–05

Real Madrid B

Ponferradina

Alicante

Sevilla B

2005–06

Universidad LPGC

Salamanca

Badalona

Cartagena

2006–07

Pontevedra

Eibar

Alicante

Sevilla B

2007–08

Rayo Vallecano

Ponferradina

Girona

Écija

A partir de 2009 a competição adotou um quadrangular para determinar um campeão único:

  • 2008–09: Cádiz
  • 2009–10: Granada
  • 2010–11: Murcia
  • 2011–12: Real Madrid Castilla
  • 2012–13: Alavés
  • 2013–14: Albacete
  • 2014–15: Oviedo
  • 2015–16: UCAM Murcia
  • 2016–17: Cultural Leonesa
  • 2017–18: Mallorca
  • 2018–19: Fuenlabrada
  • 2019-20: Em março de 2020 foi suspensa por conta da pandemia de coronavírus na Espanha

Para ficar por dentro de tudo sobre a Trophée des Champions, fique ligado aqui no Bets! Aqui você encontra as últimas novidades e histórias dos maiores clubes e campeonatos do mundo.

Compartilhe esse conteudo