O SC Cambuur é o time da cidade de Leeuwarden, capital da província da Frísia com pouco menos de 100 mil habitantes. Desde sua fundação em 1964, o time passou por altos e baixos, migrando entre a Eredivisie (primeira divisão) e a Eerste Divisie (segunda divisão).

Ao vencer o título da série B na temporada 2020-21, conseguiu o acesso depois de cinco anos amargando na divisão de acesso. Foi um feito memorável, que mesmo com a pandemia, levou muitos torcedores ao Cambuur Station.

Os Yellow Blues, como são conhecidos por conta das cores adotadas, não pensam em cair novamente tão cedo. Para isso, trouxe vários jogadores para se manter na elite do futebol holandês nas próximas temporadas.

Escudo do SC Cambuur – créditos da imagem: PNGWing

Últimas temporadas do SC Cambuur

Na temporada 2013-14, o SC Cambuur retornou à primeira divisão após alguns anos na segundona. Nas duas primeiras temporadas, ficou na décima segunda posição, mas a terceira, o time não teve tanta sorte e retornou a divisão de acesso.

Em 2016-17, após uma boa campanha, terminou a competição com 71 pontos, apenas 3 atrás do segundo colocado. Quase retornou, mas o campeonato só disponibiliza duas vagas.

Na seguinte, o time decaiu e, com 58 pontos, ficou em oitavo. Mesma posição de 2018-19. Na temporada de 2019-20 marcou 66 pontos, mantendo-se na primeira colocação. Sua média de público foi muito boa, chegando próximo das 9 mil pessoas, mas veio a pandemia e essa média caiu para 346.

Além disso, o Campeonato Holandês daquele ano terminou sem campeão e rebaixados em todas as divisões. Dessa forma, o SC Cambuur não teve a chance de subir. Quando a competição voltou na temporada 2020-21, os Yellow Blues competiram novamente e dessa vez consagram-se campeões da Eerste Divisie e o acesso.

SC Cambuur conquista o acesso a primeira divisão – créditos da imagem: Soccer Tips


Na temporada 2021-22, a média de público aumentou para pouco mais de 4.700 pessoas, com o SC Cambuur figurando no meio da tabela.

Elenco

O clube buscou reforços por empréstimos e compras. Foram 9 atletas que chegaram desde 2021 para manter o alto nível. Entre eles, o centroavante Roberts Uldricks, 23, que veio do FC Sion, o lateral esquerdo Marxin Gullt, 23, comprado do AZ Alkmar.

Outros vieram como empréstimo, a exemplo dos dois pontas - esquerda Patrick Josten, 25, do FC Groningen, e Tamás Kiss, 21 emprestado pelo Puskas Akademia, da Hungria.

Em geral, é um time relativamente jovem, com muitos jogadores estrangeiros ou com dupla cidadania, visto a limitação de atletas de outros países. A variedade de idade oscila entre 21 e 29 anos, com apenas dois jogadores que passaram dos 30.

Elenco SC Cambur – créditos da imagem: World of Football


O time titular conta com o goleiro Sony Stevens, 23, os zagueiros Calvin Mac - Intosch, 32, e Marco Tol, 23. Na lateral direita Jondly van Der Meer, 19, e na lateral esquerda Alex bangura, 22.

O meio de campo é formado pelo volante Jamie Jacobs, 24, que está jogando improvisado no lugar do titular Mees Hoedemakers, 29, que está contundido. São dois meias, Robin Maulun, 25, e Mitchel Paulissen, 27.

Na frente, o ponta esquerda Patrick Joosten, 25, o ponta direita Nick Dodeman, 25, o centroavante da Letônia Roberts Uldrikis, 23.

O técnico Henk de Jong, presente no cargo desde 2019, escala um time ofensivo, mas versátil, com dois meias que apoiam a construção das jogadas e apertam a marcação. Ao mesmo tempo os laterais também avançam, por isso ele mantém jogadores novos e com pique.

A preferência do treinador é o 4 - 3 - 3, com dois pontas e um centroavante, mas também pode recuar um dos atacantes, colocar mais um meia de criação em um 4 - 4 - 2 sem perder a ofensividade.

História

O FC Cambuur é um time que veio da necessidade de uma cidade apaixonada por futebol ter um representante forte no campeonato holandês. Em 1964, a temporada de futebol acabou para a cidade de Leeuwarden e região. O time profissional da cidade, o Leeuwarden VV Leeuwarden faliu, deixando uma legião de fãs órfãos.

A cidade se viu então retornar aos tempos de futebol amador no país, o que exigiu uma atitude dos amantes do esporte. Dessa forma, a sociedade e o governo local se uniram para criar a Fundação SC Cambuur para substituir o time falido.

O primeiro time formado foi realmente competitivo, e logo conquistou o título da Segunda Divisão, o que resultou na promoção automática para a Primeira Divisão. A partir daí, o SC Cambuur passou a ser um clube temido nos campeonatos que participou e foi assim por 27 anos.

Na época, o escudo adotado tem como origem o brasão da Casa de Cammingha, uma família nobre da região da Frísia, uma província na parte norte da Holanda.

Na temporada 1991-92 veio o começo do declínio do time, que caiu para a segunda divisão. Embora não tenha durado muito tempo, a queda foi um indicativo que algo não ia bem para os fortes Yellow Blues.

O retorno só veio em 1998, mas a aventura na elite do futebol holandês só duraria duas temporadas. O clube quase chegou a falência em 2005, mas o esforço dos diretores e torcedores permitiu sua reconstrução em 2006, e desde 2010 apresenta estabilidade financeira.

Apesar de ser um time atuante e até considerado folclórico em sua cidade natal, o clube não possui muitos títulos. Suas principais honrarias são:

Eerste Divisie (segunda divisão) - Vencedores: 1991–92 , 2012–13 e 2020–21; vice campeão em 1996–97 , 1997–98  e  2009–10

Tweede Divisie: (terceira divisão) - Vencedores em  1956-57 e 1964-65.

Estádio

Os Yellow Blues leva sua calorosa torcida para o Cambuur Stadium, ao leste de Leeuwarden. Inaugurado em 1936, o estádio passou por algumas reformas e hoje tem capacidade para 10.500 pessoas.

Cambuur Stadium – créditos da imagem: Goalzz

A vantagem do estádio está no programa de sócio-torcedor do Cambuur, o MI-Side, que oferece ingressos mais baratos para as alas norte e sul. A média de público é de 8.600 torcedores, mas em dias de jogos decisivos, mais de 10 mil ingressos são vendidos.

Os torcedores mais fanáticos do clube se posicionam na ala norte, próximo a arquibancada dos torcedores visitantes. Já os mais tímidos preferem ficar nas alas laterais e sul, principalmente os participantes do MI-Side.

Compartilhe esse conteudo