Técnico deixa o clube com os mesmos números e aproveitamento que Fernando Diniz

A tarde desta sexta-feira (18) começou agitada para os santistas após o último comunicado publicado pelo clube praiano. Depois da segunda derrota do time sob o comando de Fábio Carille no Campeonato Paulista, o técnico deixou o cargo.

Segundo divulgado, a saída aconteceu em comum acordo entre a diretoria do clube e o próprio treinador. A equipe técnica composta pelo auxiliar Leandro Silva, pelo preparador físico Walmir Cruz e pelo analista de Dênis Lupp também deixam o Clube.

Jogador de futebol

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Carille foi responsável pela permanência do Santos na série A em 2022. Foto: Ivan Storti / Santos FC / Flickr

Um dos motivos principais para a saída de Carille do comando do Santos fica claro ao observar o time em campo. O mau desempenho da equipe neste início de Campeonato Paulista foi crucial para a tomada de decisão do Comitê de Gestão do clube.

A derrota no último confronto foi a gota d’água. Antes dos 36 minutos do primeiro tempo, Santos já perdia por 3 a 0 para o Mirassol. Havia tomado o primeiro gol aos 23 minutos de jogo, e o segundo três minutos depois.

O gol que fechou a porteira para o time interiorano veio aos 35 minutos, com Rafael Silva. O Santos até conseguiu diminuir na segunda etapa, com Madson aos 50 minutos e Marcos Guilherme aos 59, mas o empate não aconteceu.

No grupo D do Paulistão, o Peixe se encontra na segunda colocação, com nove pontos, atrás apenas do Red Bull Bragantino, que tem 13. Em sete partidas disputadas, possui apenas duas vitórias. São três empates e duas derrotas, com oito gols sofridos e oito marcados.

Fábio Carille foi demitido após a derrota para o Mirassol (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Fábio Carille na beira do gramado durante seu último jogo como técnico do Peixe. Foto: Ivan Storti / Santos FC


Passagem de Carille pelo Santos

O ex-técnico do rival Corinthians chegou ao Peixe em setembro de 2021, com contrato até o fim de 2022. Ele estava desempregado depois de deixar o Al-Ittihad Jeddah, da Arábia Saudita. Carille foi contratado para substituir Fernando Diniz, que deixou o alvinegro após comandar 27 jogos e somar 45% de aproveitamento.

Ocorre que o desempenho de Carille foi simplesmente igual ao de seu antecessor. Segundo levantamento de números realizados pelo portal Terra, o técnico também esteve à frente do Santos em 27 jogos, conquistou 37 pontos de 81 possíveis assim como Diniz e igualou o aproveitamento em 45%.

Fábio Carille durante jogo do Santos no Paulistão — Foto: Ettore Chiereguini/AGIF
Carille deixa o clube após cinco meses no comando. Foto: Ettore Chiereguini / AGIF

Dirigiu o Peixe em 27 jogos somando nove vitórias, dez empates e oito derrotas com 23 gols marcados e 24 sofridos. Fábio Carille também disputou as quartas de final da Copa do Brasil logo quando chegou. Esteve a frente do clube no jogo de volta contra o Athletico Paranaense.

Sobre o comando de Fernando Diniz, o Peixe já havia perdido o primeiro jogo por 1 a 0. Carille obteve o poder de reverter o placar jogando em casa, mas ele foi novamente repetido e essa se tornou a primeira desclassificação do técnico defendendo as cores branco e preto.

O desempenho no Brasileirão foi diferente. O Clube da Vila fazia um péssimo campeonato, correndo sérios riscos de cair para a segunda divisão da competição, justamente pensando nisso, a diretoria optou pelo técnico que chegou com a “missão” de salvar o Peixe. A chegada de Fábio foi um alívio para o torcedor aflito.

Grupo de pessoas jogando futebol

Descrição gerada automaticamente
Santos durante preparação para o Campeonato Paulista. Foto: Ivan Storti / Santos FC / Flickr

Carille passou a atuar na beira do campo a partir do duelo contra o Bahia, jogando em casa. No Campeonato Brasileiro, disputou 19 partidas, ganhou sete vezes, empatou outras sete e perdeu cinco. Ao todo, conquistou 28 pontos dos 57 possíveis, permitindo a permanência do Santos na Série A.

Durante coletiva de imprensa após a derrota para o Mirassol, Carille assumiu a responsabilidade: “eu tenho uma equipe que a gente conversa, mas sou eu quem decido quem vai para campo”.

Busca por um novo treinador

Agora o Peixe entra na corrida para encontrar o substituto de Fábio Carille. Os santistas estão animados nas redes sociais comentando possíveis nomes para assumirem o time. Um dos mais comentados é o ex-técnico do rival São Paulo: Hernán Crespo.

O treinador argentino foi campeão paulista com o tricolor na última temporada, tirando o clube de uma fila de nove anos sem conquistar títulos. Atualmente Crespo está sem clube, já que desde que foi trocado por Rogério Ceni, não voltou a defender outra camisa.

Mais um nome bastante repercutido nas redes sociais é o do treinador do Defensia y Justicia, Beccacece. Entretanto, no caso dele uma possível negociação pode ser mais complicada, já que o treinador já está empregado.

Enquanto a diretoria do clube avalia possíveis técnicos para treinar o time nesta temporada, o elenco se prepara para o próximo jogo. O Santos volta a campo neste domingo (20), contra o São Paulo às 18h30 na Vila Belmiro, pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

Compartilhe esse conteudo