Ricardo Domingos Barbosa Pereira, conhecido também como Ricardo Pereira, é um jogador de futebol nascido no dia 6 de outubro de 1993 (28 anos) na cidade de Lisboa, capital e local mais populoso de Portugal.

O jogador tem 1,75m e em torno de 69kg, atuando como lateral direito com seu pé dominante sendo o direito.

Por clubes, já atuou em 299 partidas, marcando um total de 21 gols e 33 assistências.

Pela Seleção de Portugal, atua desde as categorias de base somando 43 jogos e 12 gols, sendo que nenhum deles foi pela seleção principal.

Ricardo Pereira jogou durante a maior parte de sua carreira por clubes de Portugal, tendo passagem por empréstimo pelo Nice da França e jogando pelo Leicester da Inglaterra desde 2018.

Pelo clube inglês, usando a camisa número 21, já conquistou os maiores títulos de sua carreira, a Copa e a Supercopa da Inglaterra.

Também foi um dos jogadores convocados pela Seleção de Portugal para a Copa do Mundo de 2018, atuando em 2 partidas.

Para que você conheça melhor quem é Ricardo Pereira e seu potencial, preparamos esse artigo com sua carreira, títulos e premiações individuais que destacam sua força técnica no futebol internacional.

Carreira de Ricardo Barbosa Pereira no futebol internacional

Foto de Ricardo Pereira comemorando título da Supercopa da Inglaterra pelo Leicester - Fonte: Reprodução/Twitter (https://twitter.com/ricbpereira/status/1424423128877391874/photo/1

O jogador Ricardo Pereira iniciou sua carreira no futebol aos 10 anos, treinando nas categorias de base do Sporting, onde se manteve até os 16 anos de idade.

Ainda pelas categorias de base, foi treinar no Clube Naval em 2010, onde ficou apenas por uma temporada até chegar a base do Vitória Guimarães em 2011 com 17 anos ainda.

Começou a se destacar desde então, sendo convocado para a Seleção de Portugal Sub-19, participando também de 3 jogos pela equipe profissional de seu clube.

Na temporada 2012-2013 começou a atuar efetivamente pela equipe profissional do Vitória Guimarães, participando de 38 jogos, marcando 8 gols e conquistando seu primeiro título de importância, a Taça de Portugal, torneio que também foi artilheiro.

Contratação pelo Benfica e empréstimo ao Nice

Para a temporada 2013-2014, o clube Benfica fez a contratação de Ricardo Pereira depois de seu destaque no Vitória Guimarães e artilharia no campeonato, o que é um marco difícil para um jogador da defesa.

Em sua primeira temporada pelo clube, participou de 21 partidas e marcou 2 gols, participando também pela primeira vez da UEFA Champions League.

Na temporada seguinte, não teve tantas oportunidades e participou apenas de 13 partidas, sem marcar gols, sendo então emprestado para o Nice da França para as próximas 2 temporadas.

Pelo clube francês foi titular absoluto na lateral direita, participando de 57 partidas e marcando 2 gols nas duas temporadas.

Com o fim do empréstimo, voltou ao Benfica por mais uma temporada, sendo titular da equipe e participando de 43 partidas e registrando apenas 2 gols na campanha que deu o título do campeonato português ao clube.

Mesmo que seu destaque inicial tenha sido a artilharia da Taça de Portugal, seu maior potencial fundou-se na velocidade e criação de jogadas rápidas, ligando defesa e ataque com bons passes.

Isso fez com que clubes de outros países tivessem o interesse pela contratação de Ricardo Pereira, que no final da temporada 2017-2018 já negociava com o Leicester.

Chegada ao Leicester

Foto de Ricardo Pereira comemorando título da Copa da Inglaterra pelo Leicester - Fonte: Reprodução/Twitter (https://twitter.com/ricbpereira/status/1393879472399659009/photo/1

Chegando ao clube inglês para a temporada 2018-2019, Ricardo Pereira tinha a missão de ser titular em um time que acabava de se fixar na 1ª divisão da Inglaterra e que conquistou o campeonato inglês na temporada 2015-2016.

Em sua primeira temporada, participou de 37 partidas e marcou 2 gols, sendo um dos melhores jogadores da equipe na campanha.

Na temporada seguinte, voltou a atuar de maneira convincente participando de 33 partidas e marcando 4 gols.

Já na temporada 2020-2021, o jogador tinha tudo para se estabilizar como um dos melhores laterais direito de Portugal, mas sofreu uma lesão grave no início de 2020, rompendo ligamentos do joelho, que deixou o jogador de fora da maior parte da campanha.

Ricardo Pereira voltou a campo no final de 2020, sendo essencial para a conquista do Leicester da Copa e Supercopa da Inglaterra, dois grandes títulos do país.

Na atual temporada, já participou de 12 jogos, marcando 1 gol e ajudando a equipe com 2 assistências.

Participação na Seleção de Portugal

Foto de Ricardo Pereira pela seleção de Portugal - Fonte: Reprodução/Twitter (https://twitter.com/ricbpereira/status/1300784546204585985/photo/2)

Na seleção profissional de seu país, Ricardo Pereira teve a chance de participar da Copa do Mundo de 2018.

Porém, a equipe não conseguiu avançar além das oitavas-de-final, quando perdeu para o Uruguai, permitindo apenas duas participações do jogador na competição.

Ele também participou de competições com as categorias de base da Seleção de Portugal, sendo uma das promessas do país.

Porém, desde a chegada do treinador Fernando Santos, ele tem dado preferência ao lateral direito João Cancelo, jogador do Manchester City e, por isso, não tem atuado com maior frequência pela seleção de seu país.

Curiosidades e marcas pessoais

Apesar da nacionalidade portuguesa, Ricardo Pereira tem pais nascidos em Cabo Verde e, por isso, o jogador possui dupla nacionalidade.

Sua primeira oportunidade para jogar futebol veio através de um olheiro do Benfica, que solicitou aos pais do jogador que o deixasse ir para as categorias de base do clube.

Outra curiosidade de seu começo de carreira, é que Ricardo Pereira se inspirou em Robinho, seu maior ídolo, e por isso tentava imitar seu jeito de jogar bola e fazer passes.

Por esse motivo, se tornou um lateral direito agressivo que, além de boa técnica defensiva, tem muita explosão e bons passes.

Essas características foram demonstradas desde o início de sua carreira e também em sua participação pelas seleções de base de Portugal.

Em 2015, junto com a Seleção de Portugal sub-21, chegou à final da EuroCopa UEFA Sub-21, perdendo para a Suécia na disputa de pênaltis.

Sendo sua melhor atuação pelo Leicester, o jogador se tornou ídolo da torcida devido às boas campanhas.

Assim, ganhou o título de melhor jogador do ano na equipe pela campanha realizada na temporada 2018-2019, sua primeira pelo Leicester.



Compartilhe esse conteudo