Defensor alemão realiza sonho de jogar pelo clube madrilenho; Barcelona tinha interesse em contar com o jogador, que esnobou os catalães

Antonio Rudiger chegou ao Real Madrid em grande estilo. O antigo defensor do Chelsea veio a custo zero para o Santiago Bernabéu e mostrou amor pelo clube madrilenho. Segundo o próprio alemão, ele disse a seu irmão que não havia nenhuma possibilidade de não jogar no maior clube de futebol do mundo: “Era o Real Madrid ou nada”.

Rudiger trouxe a família inteira para vestir o manto de seu novo clube. Crédito da imagem: https://twitter.com/RMadridInfo/status/1538967026345050113/photo/2

Aos 29 anos, o defensor ficará por 4 temporadas no Santiago Bernabéu. Ele declarou se sentir inspirado pela imensa galeria de troféus dos blancos: "Ver todos aqueles campeões ensina qual é o único objetivo do clube: a vitória. E eu quero fazer parte disso… Quando a final da Liga dos Campeões foi disputada, eu já sabia que ia para o Real Madrid e estava torcendo por eles. Eu amei que eles ganharam".

O presidente do clube, Florentino Pérez, mostrou o mesmo entusiasmo na apresentação de seu novo contratado: "Vem ao Real Madrid um desses jogadores que nos tornará mais fortes, um homem que deixará a alma em cada jogo. Mais um ano vamos lutar por todos os títulos. Reforçar e melhorar o nosso plantel é um grande desafio e hoje contratamos um dos melhores zagueiros do mundo”.

Antonio Rudiger

Pelo Chelsea, Rudiger ganhou uma Copa da Inglaterra, uma Liga Europa da UEFA, uma Champions League, uma Supercopa da UEFA e um Mundial de Clubes da FIFA. Faltou a ele apenas uma Premier League com a camisa dos Blues. Pela seleção alemã, no entanto, o currículo é muito menos impressionante: apenas uma Copa das Confederações, em 2017. Ele estava no elenco que decepcionou na Copa do Mundo da Rússia, no ano seguinte.

No auge da experiência, o zagueiro recebeu o número 22 e deve trazer ainda mais peso para um elenco farto e campeão, como o dos merengues. Considerada uma pechincha, já que não custou nada, a sua transferência pode ser uma das melhores de todo o mercado de verão europeu.

Por fim, ele não se furtou a comentar sobre um ídolo brasileiro, o Fenômeno: “Lembro muito do Ronaldo, por exemplo. Foi meu ídolo. Todos queriam ser atacantes onde cresci, e eu queria ser ele".

Rezando na cartilha merengue, Rudiger mostrou estar com o discurso afinadíssimo para fazer história: "Quero agradecer ao presidente do clube, que me deu a oportunidade de jogar nessa grande equipe. Aos sócios, prometo que darei absolutamente tudo. Quero ganhar todos os títulos. ‘Hala Madrid’ e nada mais".

Compartilhe esse conteudo