Galo busca a sua décima sexta final seguida de estadual; foram 7 conquistas desde 2007

→ Tags: Mineirão 2022, Atlético Mineiro, Caldense

O incrível Hulk precisou de apenas uma temporada para se tornar ídolo eterno no Galo: são 43 gols com a camisa do Atlético Mineiro


O técnico argentino El Turco Mohamed chegou nesta temporada para comandar o Atlético Mineiro, mas pode marcar o seu nome numa longa história. Desde 2007, o Galo disputa todos os anos a final do Campeonato Mineiro. E o duelo contra a Caldense, hoje, 23 de março, às 16h30, no Mineirão, é mais uma oportunidade de decidir o título estadual.

Contudo, para o jogo de ida, o Galo sofre com muitos desfalques - são 8 no total. Dodô e Mariano estão lesionados. Além disso, mais 5 atletas servem as seleções de seus países: Godín, Vargas, Savarino, Alonso e Arana.

Para piorar, o atacante Echaporã sofreu uma fratura na mão, ontem durante o treino, e também está de fora. Fábio Gomes, que passou por julgamento após se envolver em confusão com o zagueiro Rafael Caldeira, do Democrata GV, já está liberado para atuar. Ele cumpriu a suspensão de uma partida e por pintar no segundo tempo no ataque do Galo.

Assim, El Turco deve mandar a campo o seguinte onze inicial: Everson no gol (embora convocado, ele só se apresenta à seleção após a partida), com Nathan Silva e Réver na zaga. Na direita, Nathan. Já na esquerda, o maior problema: não há

nenhum lateral disponível. Quem pode ser improvisado é Calebe, ou então Allan. No meio, Otávio e Jair podem formar a dupla de volantes, atra´s de Zaracho e Nacho. Na frente, a dupla fatal: Keno e Hulk

Compartilhe esse conteudo