Técnico bicampeão da Copa Libertadores da América ficará no Verdão até o fim de 2024

A noite de sábado foi especial para o torcedor palmeirense. Não apenas garantiu presença em mais uma final de Campeonato Paulista, pela terceira vez consecutiva, como fez o torcedor abrir um sorriso ainda maior com a confirmação de que Abel Ferreira seguirá comandando o Alviverde até o fim da temporada de 2024.

Segundo informações, o seu salário deve ficar em torno de R$35 milhões por ano, embora a diretoria palestrina tenha negado tais valores.

A presidente Leila Pereira disse: “Durante a nossa gloriosa história de 107 anos, poucos profissionais se identificaram tanto com os nossos valores e tradições quanto ele. Assim como cada um de nós, o Abel respira Palmeiras. Tem a cabeça fria e o coração verde”. Ela ainda afirmou: "O Abel é um excepcional treinador e tem a nossa confiança para seguir a sua trajetória de sucesso no clube".

#DiaDoFico: Abel Ferreira é só amor para o seu clube brasileiro

Nas redes sociais, a divulgação do anúncio veio acompanhada da hashtag DiaDoFico. Uma alusão às palavras do imperador Dom Pedro, que em 1822 decidiu permanecer no Brasil.

Após a vitória contra o Red Bull Bragantino, por 2 a 1, no Allianz Parque, Abel Ferreira concedeu entrevista coletiva. Ele falou à imprensa e aos torcedores sobre como foi a negociação: “Se eu vim para o Brasil foi por responsabilidade do [ex-presidente Maurício] Galiotte, e se eu continuo é por responsabilidade da Leila [Pereira]. Ela fez um esforço muito grande. Tive apenas uma reunião com ela. Ela disse uma frase e me marcou: ‘Você só não fica no Palmeiras se não quiser’”.

9a final, 9a vitória seguida: Abel Ferreira só tem motivos para comemorar


Abel quis - e segue sua trajetória gloriosa no comando Palmeirense. Além do bicampeonato da Copa Libertadores da América, o técnico português também tem uma Copa do Brasil (em 2020) e uma Recopa Sul-Americana (2022). Agora, ele está pronto para mais uma decisão, a do Paulistão.

Dono da melhor campanha da competição, com 86% de aproveitamento, uma das melhores defesas em toda a história, e ainda invicto, o Palmeiras espera a definição do seu adversário, que será o vencedor do clássico Majestoso, no Morumbi.

Ferreira agradeceu também ao seu elenco: "Essa renovação só acontece, também, fruto da qualidade, da vontade dos nossos jogadores. Vocês dão muita importância ao treinador. Mas quem faz acontecer, os protagonistas, são os jogadores. E para eles também o meu muito obrigado".

E fez uma promessa aos torcedores: "A única coisa que eu posso prometer é que o Palmeiras, jogue onde jogar, com quem for, jogue para ganhar. Mas não vamos ganhar sempre. Não há equipes imbatíveis. Vamos perder. Vamos manter a toada. Quem defende esse clube sabe que tem de jogar no limite".

Por fim, Abel Ferreira também comentou a situação da sua família. A sua permanência no Brasil estava atrelada à vinda da esposa e das filhas, que vivem em Portugal: “Foi isso que fez a diferença. Eu só ficaria se eles viessem. E posso dizer que quem tratou do meu contrato foi minha esposa, meu empresário e meu advogado da família. Não sei se é só comigo, mas lá em casa quem manda é ela. Eu fico muito contente”.
Compartilhe esse conteudo