O futebol iraniano é um dos mais tradicionais e fortes do Oriente Médio e de todo o continente asiático. Não é à toa que hoje em dia a seleção do Irã é reconhecida como talvez a mais forte da Ásia, contando com jogadores fortes e organizados em campo.

Historicamente, um clube do Irã é famoso por servir e revelar jogadores para a seleção nacional do país e por ser uma das principais figuras do futebol local: o Persepolis.

O Persepolis Football Club faz parte do Persepolis Athletic and Cultural Club, um clube multiesportivo fundado pelo ex-boxeador iraniano Ali Abdo, após sua vitoriosa carreira nos EUA. Sediado em Teerã, capital do Irã, o clube leva o nome da antiga capital do Império Aquemênida, o Primeiro Reino Persa, e que hoje é um famoso patrimônio histórico e ponto turístico do país.

O primeiro time de futebol do Persepolis, criado em 1968, foi composto por jogadores de outro clube de futebol de Teerã, o Shahin Football Club, que atuava desde os anos 1940. Assim, o Persepolis herdou a popularidade do Shahin, e assim sua torcida começou a crescer exponencialmente.

Hoje em dia, o time é controlado pelo Ministério do Esporte e da Juventude da República Islâmica do Irã, que também controla o arquirrival do Persepolis, o Esteghlal.

As duas equipes, que protagonizam uma das maiores rivalidades do futebol asiático, o Derby de Teerã, jogam no principal estádio do país, o Azadi, que também recebe jogos da seleção do Irã. O palco hoje tem capacidade para pouco mais de 78 mil pessoas, mas em seu auge o Estádio Azadi já teve capacidade máxima para 100 mil torcedores.

A rivalidade do Persepolis com o Esteghlal é bastante ferrenha, principalmente por ambos terem as maiores torcidas do país, sempre tentarem atrair atletas do time rival para seus elencos e serem os dois clubes mais vitoriosos do país. E um dos episódios mais peculiares dessa rivalidade aconteceu em 1973, quando o Persepolis aplicou uma goleada de 6x0 sobre o Esteghlal, sendo a maior vitória que já aconteceu no Derby.

Além do Esteghlal, o Persepolis também tem rivalidades com outras equipes do Irã, como é o caso do Sepahan e do Tractor Sazi, times que são de outras cidades (Esfahan e Tabriz, respectivamente)

Ao longo da história o Persepolis viu a sua popularidade crescer cada vez mais no Irã, além de conquistar muitos títulos. Hoje estima-se que a torcida do Exército Vermelho (um dos apelidos do clube) ultrapassa 40 milhões de torcedores não apenas no Irã, como também em outros países do Oriente Médio.

O clube também é o maior campeão nacional iraniano, com 14 títulos - 7 deles da atual Persian Gulf Pro League, onde inclusive é o atual pentacampeão consecutivo da liga. O time também já venceu seis vezes a Copa do Irã, sendo o segundo maior vencedor do torneio, atrás por um título do Esteghlal, e mais três Supercopas do Irã. Outros títulos conquistados no Irã são das antigas Liga de Teerã (6 títulos), Copa de Teerã (2), e a Copa Shahid Espandi (1).

A única conquista continental do Persepolis foi da antiga Copa dos Campeões de Copa da Ásia, vencendo a competição pela primeira e única vez na temporada 1990-1991. Na Liga dos Campeões da Ásia, o time iraniano teve como melhores desempenhos dois vice-campeonatos, ambos bem recentes, em 2018 e 2020.

Como antecipado, vários jogadores que defenderam a seleção do Irã também já jogaram pelo Persepolis, inclusive disputando a Copa do Mundo pelo seu país enquanto jogador do clube de Teerã.

Alguns nomes conhecidos dentre esses jogadores são Mehdi Mahdavikia, Jalal Hosseini, Reza Haghighi, Ali Karimi e Ali Daei, o maior artilheiro histórico da seleção e que foi por muito tempo o jogador que mais fez gols por seleções em jogos oficiais.

O maior artilheiro histórico do Persepolis é, que fez 153 gols em 211 jogos, enquanto o atleta com mais aparições pelo clube é Ali Parvin, que disputou 241 partidas entre 1970 e 1988.

O Persepolis é o atual pentacampeão iraniano, venceu a Persian Gulf Pro League de 2017 a 2021 (Foto: Divulgação/AFC)

Em 2022, o Persepolis defenderá o título de campeão iraniano e buscará mais uma vez conquistar o título inédito da Liga dos Campeões da Ásia. O time chega como um dos favoritos, já que foi duas vezes finalista nas últimas quatro temporadas, enquanto o time também busca o hexacampeonato consecutivo nacional.

Ainda em 2020, no quarto título, o clube já tinha conquistado um feito inédito no país de títulos nacionais seguidos. Talvez seja uma questão de tempo até o clube conquistar um título continental e começar a ser mais reconhecido no Ocidente pela força que tem.

Siga conosco no Bets e conheça mais sobre o futebol brasileiro e internacional!
Compartilhe esse conteudo