Abel Ferreira escalou uma equipe mista para vencer o Emelec no Equador

O Palmeiras viajou a Guayaquil para enfrentar o Emelec na noite desta quarta-feira (27/4) e saiu de lá com mais uma vitória, por 3 a 1, mantendo o 100% de aproveitamento. Mesmo sem usar forçar máxima, o Verdão conquistou os 3 pontos.

Gabriel Veron e Rony comemoram o gol do jovem, para espanto de Gustavo Scarpa. (Créditos da imagem: https://twitter.com/LibertadoresBR/status/1519507273210601475/photo/4

Agora, a classificação na Copa Libertadores da América está encaminhada. São 9 pontos em 3 jogos, 5 a mais do que o segundo colocado, o Deportivo Táchira. A próxima partida do Palmeiras no torneio continental será no dia 3 de maio, terça feira, às 21h30, no estádio Olímpico Pátria, contra o Independiente Petrolero, que levou 9 gols em sua visita ao Allianz Parque.

Antes do apito final, Breno Lopes ainda teve tempo para guardar um golaço.(Créditos da imagem: https://twitter.com/LibertadoresBR/status/1519507273210601475/photo/2)

Na primeira etapa, o Palmeiras impôs a sua força, mesmo jogando fora de casa. Rony abriu o placar, se tornando o maior artilheiro do Verdão na competição. Ele superou Alex e agora tem 13 gols. Em seguida, o jovem Gabriel Veron marcou o segundo, numa boa arrancada.

Na segunda etapa, Rojas diminuiu, embora o Palmeiras continuasse na pressão e pudesse até ter feito o terceiro gol. Isso só aconteceu no finzinho, quando Breno Lopes encobriu o goleiro adversário, num golaço.

O volante Jaílson foi bastante homenageado pelos seus colegas. Eles levaram camisas com o seu nome e ergueram após o fim da partida. Jaílson rompeu os ligamentos no treino e terá de ficar seis meses afastado dos gramados.

Com a vitória, o Palmeiras quebrou mais um recorde: já são 17 partidas seguidas de invencibilidade como visitante na Copa Libertadores da América. A última derrota foi em abril de 2019, quando perdeu para o San Lorenzo na Argentina, pela fase de grupos. Ao todo, são 5 empates e 12 vitórias.

Após a partida, o técnico Abel Ferreira, que fez a sua estreia nesta edição da Copa Libertadores da América, pois esteve suspenso nas duas primeiras rodadas, reconheceu que o Palmeiras poderia ter sofrido o empate, embora a vitória no fim das contas tenha sido o resultado mais justo:

“Tivemos muitas oportunidades para deixar o Emelec fora da partida, mas quando você tem uma, duas, três e não mata o jogo fica com a sensação: ‘O que vai acontecer agora’? Neste momento o Emelec cresceu e teve oportunidade para empatar o jogo.

Aí a sorte também conta. Depois das substituições nossa equipe melhorou. Nos 90 minutos, a equipe que mais criou oportunidades de gol fomos nós”, afirmou Abel Ferreira.

Compartilhe esse conteudo