Times se enfrentam neste sábado (12), no Mohammed Bin Zayed Stadium

Dudu comemora segundo gol do Palmeiras no Mundial com jogadores e torcida - Michael Regan/Getty Images
Dudu comemora segundo gol contra Al Ahly no Mundial com jogadores e torcida. Foto: Michael Regan / Getty Images

Fã de futebol, você já tem compromisso marcado para a tarde do próximo sábado, às 13h30 (de Brasília), para prestigiar o jogão entre Palmeiras e Chelsea, pela final do Mundial de Clubes FIFA 2021. O alviverde chegou à última fase da competição após bater o Al Ahly na semifinal por 2 a 0. Já o time inglês, venceu o Al-Hilal por 1 a 0.

Palmeiras e Chelsea venceram os principais campeonatos de futebol de seus continentes para chegarem ao Mundial de Clubes, sendo a Copa Libertadores da América para o Verdão em 2021 e a Liga dos Campeões da UEFA 2021 para os Blues.

Esse é o segundo ano seguido que o time paulista chega à competição, já que venceu a Libertadores de 2020 também. Entretanto, naquele ano, a equipe não conseguiu passar da semifinal, e perdeu para o Tigres por 1 a 0, com gol de pênalti de André Pierre Gignac.

Já o Chelsea chegou à final do torneio apenas uma vez, contra o Corinthians em 2012. Assim como agora, naquela época era considerado um dos favoritos a levantar a taça, mas foi parado pelo Timão que estava em ascensão pós rebaixamento.

Prognóstico para o duelo

Palmeiras e Chelsea se enfrentem neste sábado (12), às 13h30 (de Brasília), em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. O Estádio Mohammed Bin Zayed será palco do grande confronto.

Você poderá assistir ao jogo na TV aberta pela Band e na TV fechada pela Band Sports. Também será possível acompanhar as transmissões no site band.com.br e pelo aplicativo oficial da emissora, disponível no Google Play e App Store.

Imagem mostra jogadores durante comemoração.
Palmeiras enfrenta o Chelsea neste sábado, em Abu Dhabi. Foto: Divulgação / Palmeiras

Depois de vencer (e convencer) na semifinal, Palmeiras aumentou a confiança de sua torcida que busca gritar “é campeão” em breve.

A partida contra o Al Ahly foi agitada e dinâmica, mesmo com o time egípcio desfalcado, não é fácil bater de frente com eles. Têm uma equipe forte e costuma dar muito trabalhos aos seus adversários.

Entretanto, o Palmeiras não quis saber disso, soube se impor e matar o jogo de uma forma eficaz. Diferente dos Blues que encontraram dificuldades para bater o Al-Hilal, um time veloz que buscava jogo a todo momento.

O técnico Thomas Tuchel, que testou positivo para covid e está sendo substituído por Zsolt Löw, não esteve no comando do time na beira do gramado, mas suas ideias de jogo sim.

Os Blues muitas vezes estiveram posicionados por completo atrás do meio-campo para contra-atacar, mas não conseguiam ser efetivos e não encaixavam os contra-ataques.

Outra diferença destacada por muitos aconteceu fora de campo, mais especificamente nas arquibancadas.

Mesmo com a torcida do Chelsea batendo recorde na edição da competição (até o momento), com 19.175 torcedores no estádio Mohammed Byn Zayed, quem chamou atenção pelos cânticos foram os torcedores palmeirenses.

Lukaku comemora gol do Chelsea contra o Al Hilal na semifinal -
Lukaku comemora gol do Chelsea contra o Al Hilal na semifinal do Mundial de Clubes. Foto: Giuseppe Cacace / AFP 

Críticos comentaram a “falta de barulho” vindo por parte dos torcedores dos Blues, que não gritaram em excesso nem quando o time abriu o placar aos 32 min do 1.º tempo com Romelu Lukaku.

Diferente da torcida do Palmeiras que foi exaltada diretamente pela FIFA. Em seu site, a Federação Internacional de Futebol destacou o barulho dos torcedores alviverdes no estádio Al Nahyan, em Abu Dhabi (EAU).

Palmeiras no Mundial de Clubes 1999

Na época chamada Copa Intercontinental, Palmeiras enfrentou o Manchester United em jogo único no Estádio Olímpico de Tóquio. A partida apresentada pelo time brasileiro foi aplaudia por muitos, porém, as atuações dos goleiros de ambos os clubes foram cruciais para decidir o campeonato.

O Palmeiras encontrou inúmeras dificuldades para balançar as redes do clube inglês, que tinha o “paredão” goleiro australiano, Mark Bosnich, a frente do gol.

Do outro lado, a torcida alviverde contava com o goleiro Marcos, renomado e titular insubstituível, mas ninguém contava com uma falha crucial do arqueiro que possibilitou o único gol da partida que deu o título mundial ao United.

Palmeiras no Mundial de Clubes 2020

A passagem do Palmeiras pelo Mundial de 2020 não foi das melhores. Logo na estreia foi desclassificado da final após perder para o Tigres do México por 1 a 0, com gol de pênalti de André Pierre Gignac.

Restou para o Verdão a disputa do terceiro lugar, mas o time também não foi feliz naquela partida. Perdeu para o Al Ahly nos pênaltis por 3 a 2 e se tornou o primeiro brasileiro derrotado na disputa do terceiro lugar no Mundial.

Chelsea no Mundial de Clubes 2012

Último clube europeu a não vencer o Mundial de Clubes da FIFA, o Chelsea disputou a competição apenas uma vez, mas não foi feliz.

Em 2012, o time que tinha Hazard, Lampard, David Luiz, Fernando Torres e Cech foi parado pelo poderoso Corinthians que tinha o goleiro Cássio em seu auge. Paolo Guerrero foi o algoz dos Blues, que marcou o gol da vitória.

Mesmo sendo comum a estigma de que times da Europa “não têm interesse” no Mundial de Clubes, para o Chelsea essa história não procede. Esse é o único título que o clube inglês ainda não conquistou desde que foi comprado pelo magnata russo Roman Abramovich, há quase 20 anos.

Torres não gostou também de uma saída de Cássio e reclamou com o corintiano
Torres não gostou de uma saída de Cássio, na final do Mundial de Clubes 2012, e reclamou com o corintiano. Foto: Reuters
Compartilhe esse conteudo