Em abril, Fury defendeu o cinturão dos pesados com um nocaute no sexto round sobre Dillian Whyte, diante de mais de 94 mil espectadores no Estádio de Wembley, em Londres.

Atualmente com 33 anos, o lutador britânico decidiu se aposentar e ao que parece vai continuar sem entrar no ringue. Tyson Fury justifica o desejo de não lutar mais por não ter mais nada para provar no esporte.

Tyson Fury - campeão do peso pesados do WBC - Imagem: All Belo/ AFP

Dono de um cartel perfeito, com 32 vitórias, sendo 23 delas conquistadas por nocaute, Fury é bicampeão mundial dos pesos-pesados, detendo os títulos da WBC e The Ring desde 2020, quando derrotou Deontay Wilder.

Sobre a aposentadoria, afirmou estar gostando de não ter compromissos no esporte:

"Estou muito feliz e contente por estar aposentado. Já faz muito tempo e estou gostando muito da minha aposentadoria", disse em entrevista.

Investida do WBC

Apesar de ter anunciado a aposentadoria, Tyson Fury ainda não abdicou dos cinturões, o que levantou a suspeita de que pode voltar. Isso levou ao pronunciamento do presidente do WBC, Mauricio Sulaiman, que revelou que a organização entrará em contato em breve para confirmar os planos do lutador.

- Se Fury indicar a eles que planeja se aposentar, o cinturão ficará vago e os dois principais candidatos serão obrigados a lutar pelo título. "O WBC estará se comunicando com Tyson Fury e seus promotores sobre seus planos futuros na próxima semana.

É nosso sonho ver os lutadores se aposentarem com tanta grandeza. Campeão invicto, protegido financeiramente com uma família amorosa e um grande futuro fora do ringue, ", afirmou Sulaiman à Sky Sports.

Sobre uma possível mudança de planos de aposentadoria, o presidente do WBC disse estar feliz, e se for a decisão final, vai apoiá-lo totalmente.

Confronto com Francis Ngannou

Desafiado pelo campeão do peso-pesado do UFC, Francis Ngannou, não planeja retornar aos ringues profissionais, mas pode participar de lutas de exibição.

Francis Nganoou vs Tyson Fury pode acontecer - Imagem: Estadão

Francis chegou a comparecer ao estádio de Wembley e subir no ringue após a apresentação, dando a entender que poderia haver um confronto. Na ocasião, o campeão do UFC, chegou a dizer que seria uma luta no ringue de boxe, mas com luvas de MMA e recebeu uma boa resposta do pugilista.

Fury mencionou o cenário de participar de lutas de exibição, como a combinada com Francis Ngannou: “Ele está na minha lista de alvos em uma luta de exibição, no entanto, ele quer. Em uma gaiola, em um ringue de boxe, luvas de boxe, luvas do UFC - nós podemos fazer isso acontecer", disse Fury.

O britânico revelou que muita gente quer ver um embate entre os dois pesos pesados. O campeão comparou os dois como “monstros” e uma luta entre os dois seria um “confronto de titãs."

Compartilhe esse conteudo