O Boca Junior já teve um dos grandes times de basquete de toda a Argentina!

Saiba tudo sobre a história desse gigante do futebol e do basquete dos hermanos

Um dos clubes de maior tradição no cenário argentino, o Boca Juniors é um clube que tem no futebol a maior força da equipe e o principal esporte. Mas, o basquete do time argentino é uma das potências argentinas.

O país que tem no basquete o segundo esporte mais popular, passou por uma reformulação completa da estrutura organizacional da liga argentina para a melhor do time e da seleção da Argentina.

Além dos grandes atletas, um treinador fez história no time do Boca Juniors. Ruben Magnano foi o grande nome das temporadas de 1999 e 2000 da equipe de Buenos Aires, e foi convidado para dirigir a Seleção Argentina.

O início da história do basquete do Boca

A sessão de basquete na equipe de Buenos Aires é inaugurada no ano de 1929. A tentativa rejeitada pela Federação Argentina de Basquete de filiação, fez com o clube disputasse as competições menores por alguns anos.

Jogador de basquete com bola na mão

Descrição gerada automaticamente
Jogador do Boca tenta jogada. Foto: Portal da Liga Argentina

Mesmo com a falta da filiação a maior entidade do basquete argentino, o Boca acaba por se tornar membro da Associação de Basquete de Buenos Aires, criada em 1936. O time argentino permanece com a ABBA até 1973, quando passa a se filiar a Federação Argentina de Basquete.

A partir de 1938, um esquadrão é montado

O time de basquete do Boca Juniors passa a representar o clube a altura do peso da camisa, na década de 1940. Com um time recheado de grandes jogadores argentinos e que marcaram o nome no esporte nacional, o Boca passa a ter um destaque maior na liga local.

Destaque esse que, somado aos grandes jogadores do plantel, deram ao Boca Junior sua primeira conquista do torneio argentino da Liga. A vitória do time de Buenos Aires no Torneo Apertura de 1938 e 1939, deu ao Boca status semelhante ao que o clube tem no futebol.

Grupo de pessoas posando para foto com bola de basquete

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Time do Boca aplaude seus torcedores ao final do jogo válido pela Liga Argentina. Foto: Blog Fla Resenha

Com o passar dos anos, as conquistas vão se tornando cada vez mais frequentes, e em diversas competições nacionais e continentais. Entre as taças da história do Boca no basquete, estão seis títulos do Torneo Apertura (1938, 1939, 1961, 1962, 1963 e 1964), três taças da Liga Nacional de Basquete (1996/97, 2003/04, e 2006/07) e das cinco conquistas da Copa da Argentina (2002, 2003, 2004, 2005 e 2006).

Pelo continente, o Boca vence o Sul-americano de clubes nos anos de 2004, 2005 e 2006, vencendo o Delfines da Venezuela, Uberlândia do Brasil e o Guaros de Lara, também da Venezuela, nas decisões do torneio, respectivamente.

A transformação do basquete argentino passa por um ex-treinador do Boca Juniors

Historicamente conhecido como o segundo esporte favorito da população argentina, o basquete argentino teve um momento de dificuldade e pouca representatividade no cenário internacional de conquistas e glórias.

Porém, isso mudaria com o projeto que levou o técnico Rubén Magnano ao comando da seleção argentina. O treinador comandou o Boca Juniors por duas temporadas, e foi um dos grandes destaques da equipe nos anos de 1999 e 2000.

O treinador assume a Seleção Argentina com o objetivo de reconstruir um time confiável para o país, e que fosse digno de vencer grandes conquistas no cenário do basquete mundial. Magnano não só fez isso, como preparou uma seleção que seria adversário duríssimo para todos os outros times.

Entre as conquistas com a Argentina, Magnano tem o Campeonato Sul-Americano de 2001, a boa campanha do vice-campeonato do Mundial de Basquete de 2002 e o auge na conquista da medalha de ouro olímpica em Atenas, 2004.

O time montado por Magnano vence a Itália na final, com direito a uma vitória tranquila dos argentinos, que antes de vencer os italianos na decisão, passaram pelo time com mais tradição no basquete internacional: os Estados Unidos.

Homem com os braços levantados

Descrição gerada automaticamente com confiança baixa
Rubén Magnano pela Seleção Argentina. Foto: Portal FIBA

Com a vitória por 89 a 81 na semifinal contra os EUA, a final contra a Itália só confirmava o melhor momento da equipe argentina, que vence a disputa e é consagrada com o ouro olímpico em Atenas, com a vitória por 84 a 69 em cima dos italianos.

Magnano não só ficou reconhecido pelo povo argentino, mas por todos os amantes de basquete do mundo. Além de entrar para o grupo de grandes treinadores do mundo, o argentino ainda comandou a Seleção Brasileira e atualmente é técnico do Uruguai.

Atualmente, o Boca é um dos times mais fortes do cenário argentino

Buscando alcançar a tradição obtida pelo clube com o futebol, o basquete do Boca Juniors vive uma ótima temporada na Liga Argentina, se destacando e até agora, é o quarto colocado da liga nacional.

A campanha do Boca é de 12 vitórias e cinco derrotas em 17 jogos. A equipe segue a caça de Quimsa, Penarol e Gimnasia, que estão à frente do time de Buenos Aires na classificação geral.

O time comandado pelo argentino Gonzalo García tem no central Miller Tavario o principal jogador e maior destaque da equipe do Boca. Com alguns jogos atrasados da Liga, a tendência é que o Boca chegue à decisão dos playoffs nacionais com o time embalado.

Jogador de basquete com bola na mão

Descrição gerada automaticamente
Jogador do Boca tenta o arremesso em partida válida pela Liga Argentina. Foto: ESPN

Além disso, a torcida do Boca é uma das mais fiéis em jogos do basquete da equipe. Um dos maiores diferenciais do clube de Buenos Aires, está nas arquibancadas, com o incentivo de diversos doentes pelo Boca Juniors. A característica que marca a torcida do time no futebol, é o retrato dela no basquete do clube também

Quer ficar ligado em tudo o que acontece no basquete argentino? Aqui no Bets, você não perde nenhum lance e vive antenado sobre tudo o que acontece nas quadras!

Compartilhe esse conteudo