Tivemos nessa terça-feira (26/04) a partida entre Chapecoense e Novorizontino. Esse jogo valia muito para ambos os clubes, que precisavam da vitória por motivos distintos.

O Novorizontino, que ainda não havia vencido na competição, precisava da vitória para se manter fora da zona de rebaixamento. Contudo, a derrota fez o clube cair duas posições, chegando na décima oitava colocação.

Imagem: Gustavo Ribeiro/Grêmio Novorizontino

Já a Chapecoense vinha fazendo uma grande campanha até o momento, e não decepcionou o torcedor nessa rodada. Com a vitória, a Chape chegou na segunda colocação da tabela.

Resumo do Jogo

Poucos segundos após o apito o Novorizontino trouxe grande perigo para o gol da Chape. A chance veio a partir de Quirino, que buscou a finalização que parou nas mãos de Vagner.

Contudo, a pressão do Novorizontino não se manteve por muito tempo, com o clube ficando bem tímido após essa primeira finalização.

Foi então que, a partir daqui, a Chape começou a impor o ritmo de jogo. Na primeira chance real que a equipe teve, o primeiro gol já foi marcado.

Quem abriu o placar foi Perotti, que aproveitou uma péssima saída de bola do Novorizontino na defesa e levou a bola com categoria para o fundo da rede quando Giovanni se adiantou.

A partir daqui, até o final da primeira etapa, o Novorizontino teve somente mais uma chance de gol, seguida de duas boas chances para a Chape.

Imagem: Gustavo Ribeiro/Grêmio Novorizontino

No final da primeira etapa algo crucial, que pode ter definido a partida, aconteceu com o Tigre. O ocorrido foi a expulsão de Danielzinho devido a uma entrada forte sinalizada pelo VAR.

As consequências desse desfalque pareceram não demorar para serem vistas, já que a Chape levou mais uma bola ao gol no final da primeira etapa de jogo.

Dessa vez quem marcou para a Chape foi Matheus Bianqui, jogador que havia entrado em campo há poucos minutos e brilhou logo em sua primeira chance na partida.

Com o início do segundo tempo, o Novorizontino conseguiu, mesmo com um a menos, trazer certo perigo ao gol da Chapecoense. Contudo, a oportunidade não rendeu um gol para a equipe.

Já a Chape teve algumas chances e, aos 17 minutos, Matheus Bianqui aproveitou perfeitamente a oportunidade dada por Wálber, que falhou miseravelmente. Assim, o terceiro e último gol da Chape foi marcado.

A equipe da Chapecoense ainda teve algumas chances de ampliar mais ainda o placar, mas sem sucesso em nenhuma delas. Assim, a Chape atropelou seu adversário e promete muito para essa temporada.

Compartilhe esse conteudo