Meia atacante de apenas 20 anos fez o gol da vitória após críticas da torcida

O Nacional, tradicional equipe uruguaia, entrou em campo na segunda-feira (09/05), para disputar mais uma partida válida pelo Campeonato Uruguaio e conseguiu, pelo placar mínimo, triunfar sobre a equipe do Fénix, em jogo disputado no Gran Parque Central, estádio dos “Tricolores”.

Se não foi uma partida empolgante para os torcedores do Nacional, ao menos uma pessoa tem motivos para comemorar: o meia atacante Manuel Monzeglio.

Manolo, como é conhecido Monzeglio, comemora o gol beijando o escudo do Nacional (Foto: Leonardo Carreno)

O jovem habilidoso de apenas 20 anos de idade se tornou o principal responsável, segundo a fanática torcida, pela derrota sofrida dias antes, em duelo válido pela Libertadores da América, contra o Estudiantes em La Plata, na Argentina.

Entre algumas das críticas é que Manolo anda em campo e erra muitos passes, porém, o jovem, que é declarado torcedor do Nacional tem apenas 20 anos e está em sua primeira temporada regular.

O gol e a vitória, devem atenuar, momentaneamente, essa pressão imposta pelos torcedores.

Como foi a vitória do Nacional diante do Fénix

A partida começou de uma maneira morna, sem muito perigo, mas com um domínio um pouco superior do Fénix, mesmo fora de casa.

O Nacional, é verdade, contava com dois desfalques importantes, o atacante Brian Ocampo e o meia Alex Castro, o que dificultava a qualidade na criação dos donos da casa.

Porém, aos 32 minutos da primeira etapa, o zagueiro Techera colocou a mão na bola e foi marcado pênalti para o Nacional.

O cobrador oficial da equipe é o atacante argentino Emmanuel Gigliotti, mas após uma conversa entre os companheiros a batida fica com Manuel Monzeglio.

A torcida parecia não acreditar na decisão, mas a cobrança foi certeira e gol pro Nacional.

Na sequência, uma comemoração tímida do jovem “enganche” que beija o escudo do time do coração e recebe os cumprimentos dos companheiros, em especial do camisa 9 argentino.

(Jogadores do Nacional celebram gol do jovem Manolo. Foto: Leonardo Carreno)

No segundo tempo o Fénix mudou de postura e partiu para o ataque, fazendo com que o Nacional recuasse, porém, o ataque não teve profundidade e Rochet, goleiro dos “Tricolores” pouco teve o que fazer.

Próximos desafios do Nacional e Fénix

O Nacional que está em quarto lugar no Campeonato Uruguaio, com 19 pontos, encara o Defensor, fora de casa, no sábado (14/05), às 18h (horário de Brasília) precisando de outra vitória para seguir no encalço dos líderes.

O Fénix, por sua vez, que se encontra na 10ª colocação, encara o Danubio, no domingo (15/05), em casa, às 13h15 (horário de Brasília).

Compartilhe esse conteudo