No Estádio Nhozinho Santos, a decisão ficou mesmo para as penalidades máximas: deu o Gavião-do-Carcará

A Tombense conseguiu uma classificação épica nas penalidades máximas, derrotando o Moto Clube fora de casa. Com a vitória no Maranhão, a equipe do interior de Minas Gerais leva R$1,9 milhão para casa, além da classificação para a terceira fase da Copa do Brasil.

O jogo começou a milhão, com o Moto Clube querendo fazer a alegria de sua torcida. O Papão do Norte veio com fome, atacando e dando espaço para o adversário, o que tornava a partida bem animada.

E logo aos 13 minutos, os torcedores do Moto Clube puderam comemorar um golaço no Nhozinho Santos: Ted Love fez uma linda jogada pelo setor direito do campo, mandando um belo passe para Emerson. Ele deu apenas uma cavadinha para encobrir o goleiro Rafael Santos, da Tombense. Uma pintura no Maranhão!

A Tombense sentiu o golpe, sem saber como levar perigo ao gol adversário. Até que aos 26 minutos, Ciel, conhecido da torcida maranhense por ter jogado no Sampaio Corrêa, obrigou o goleiro João Paulo a trabalhar bastante, num tirombaço de primeira. O Moto Clube não se abateu e ainda teve mais duas chances, uma com Dagson e outra com Emerson Nike.

Emerson comemora o seu golaço no Nhozinho Santos

(Créditos da imagem https://ge.globo.com/ma/futebol/copa-do-brasil/jogo/16-03-2022/moto-club-tombensefutebolclube.ghtml)

Porém, quem conseguiu balançar as redes foi mesmo Ciel. Dessa vez não deu para João Paulo, que até encostou na bola, mas não conseguiu bloquear totalmente a finalização do adversário. A Tombense empatava ainda antes do fim da primeira etapa. E dominou a partida até o intervalo.

A segunda etapa começou igual: com um minuto, o meia Jean Lucas arrancou tinta do travessão de João Paulo, num chute forte que não provocou a virada por muito pouco mesmo.

Até a metade do segundo tempo, houve poucas chances de fato para alterações no placar. Então os técnicos decidiram agir. No Moto Clube, Enzzo rendeu Emerson, uma troca de meia por outro meia. Já a Tombense também fez o feijão com arroz: o lateral direito David entrou no lugar de Diego Ferreira, e Vinicius Mingotti substituiu Ciel, que fazia boa partida, além do gol, causou bastante preocupação na defesa adversária.

Mas no fim a decisão acabou indo para as penalidades máximas. Logo na segunda cobrança, o meia Ozeias desperdiçou o seu chute para o Papão do Norte. Todos os outros pênaltis foram convertidos, até que Enzzo, que entrara na segunda etapa, sucumbiu à pressão e também errou a sua batida.

Com a vitória, a Tombense já acumula mais de R$3 milhões, por avançar de fase. O próximo confronto na Copa do Brasil ainda não está definido.














Compartilhe esse conteudo