O veterano Christian Riveros, com seus intermináveis 39 anos, marcou o gol solitário da partida, num belo toque de calcanhar

O Athletico viajou ao Paraguai para enfrentar o Libertad no estádio Tigo La Huerta e saiu derrotado por 1 a 0 pela terceira rodada da Copa Libertadores da América, na noite desta terça (26/4).

Riveros comemora o seu golaço junto aos outros jogadores do Libertad próximo à bandeirinha de escanteio. (Créditos da imagem: https://twitter.com/Monivilela/status/1519096332690104323

Com o resultado, o clube paranaense estaciona na segunda colocação, com 4 pontos, 3 atrás do Libertad, líder do Grupo B com 7 pontos. Amanhã, The Strongest recebe o Caracas no Hernando Siles. Ambos têm apenas 1 ponto.

O próximo jogo do Athletico na Libertadores será na terça, dia 3 de maio, às 19h15, contra The Strongest na Bolívia, abrindo os jogos de volta da fase de grupos.

Acostumado a perder gols em Libertadores pelo São Paulo, Pablo fez o mesmo pelo Athletico, agora em 2022. (Créditos da imagem :https://twitter.com/Monivilela/status/1519104674909102080

O Athletico teve mais posse de bola, forçando bastante o jogo pelo setor esquerdo do campo ofensivo, no entanto, pecou pela falta de pontaria: 6 chutes errados. Já o Libertad ocupou bem a faixa central, o que deixou o jogo numa temperatura bastante mediana.

Sem tantas oportunidades de gol, as mais palpitantes para os torcedores foram com Cardozo, que exigiu bom trabalho do goleiro Bento. E com Vitinho, que finalizou rente à trave mais tarde.

Na volta do intervalo, Fabio Carille fez duas mudanças: Erick, volante, e Marlos, meia, entraram nos lugares de Christian e Terans, numa tentativa de dar fôlego novo à equipe paranense.

O meia Marlos entrou muito bem na partida, por sinal. Cobrando escanteios e dando passes, ele alterou o setor ofensivo, tanto na criação de jogadas quanto no fornecimento de assistências.

Aos 10 minutos, foi a vez de Pedro Sarabia tentar alterar o jogo: o técnico do Libertad sacou Óscar Cardozo, atacante, e Bareiro, volante, para colocar 2 atacantes. Enciso e Villalba entraram em campo. Além disso, Merlini, também atacante, deu lugar ao meia Melgarejo.

E logo em seguida o prêmio: após escanteio, Bogaría cruzou na área, Riveros, aos 39 anos anos, ajeitou e deu um "taquito" de calcinhar, como se fosse um jogador de bilhar, para mandar a bola no fundo do gol.

Aos 19 minutos, Villalba perdeu boa oportunidade, chutando em cima de Bento. A chance de o Athletico empatar veio aos 33 minutos. O juiz marcou pênalti em cima de Diego Vieira. Na cobrança, o centroavante Pablo desperdiçou a sua chance.

Compartilhe esse conteudo