Escaladas como treinadoras do The Ultimate Fighter, Amanda Nunes e Julianna Peña devem fazer a luta principal da final do reality show. Na edição deste ano, competem atletas dos pesos-pesados masculino e do peso-mosca feminino. Gravações já começaram.

Com a confirmação das duas lutadoras como treinadoras para o TUF 30, fica encaminhada a revanche para a disputa do cinturão peso-galo (61 kg), mas a data ainda não foi definida. Em dezembro, Julianna venceu Amanda, tomou o cinturão e ainda acabou com a sequência de 12 vitórias seguidas da Leoa.

Juliana Peña quando venceu Amanda Nunes - Imagem: UFC

Na ocasião, a americana considerada zebra na disputa, surpreendeu a todos os fãs do MMA ao finalizar Amanda no segundo round. Com a vitória, Julianna Peña destronou a Leoa, que detinha o cinturão desde 2016.

A primeira defesa de cinturão da americana será justamente contra a Amanda e possivelmente será no episódio final do reality show, já que costumeiramente, os treinadores se enfrentam. Agora resta a brasileira, que ainda detém o cinturão peso pena (66 kg), tentar reaver o título dos galos.

A surpresa de Julianna Peña

Logo que começaram as gravações, a atleta americana notou a alta entrega de Amanda Nunes, reconhecendo que a rival deve vir mais focada que nunca para o reencontro no octógono. Em entrevista ao Morning Kombat da CBS Sports, Julianna revelou como é o treinamento ao lado da rival.

Juliana Peña no TUF 30 - imagem: The Ultimate Fighter 

"Ela tem uma entrega nos treinos maior do que pensava inicialmente", revelou Peña. Segundo a atleta, sua “vantagem mental” sobre Amanda é maior, insinuando que sua equipe terá uma melhor preparação e consequentemente um desempenho superior.

Julianna acredita que Amanda ficou com uma certa mágoa, o que levará a um desafio maior quando elas se encontrarem novamente na “gaiola”: “Acho que acendi uma lata de gás bem embaixo dela atrás. Ela vai estar mais focada do que nunca. Acho que ela vai ser a melhor Amanda que já foi, o que é engraçado porque foi isso que ela disse que faria pela primeira vez, enfatiza a campeã.

Segundo a americana, Amanda vai entregar 110% na luta e que vai pegar uma melhor versão da lutadora: “Isso é ótimo porque eu estava pronta para aquela melhor versão de Amanda Nunes em agosto.

Eu estava pronta para aquela melhor versão de Amanda Nunes em dezembro. Sempre que essa data acontecer, espero que em setembro naquele card de Jon Jones, eu esteja pronto para aquela melhor versão de Amanda Nunes. Estarei disposta  e capaz”, finalizou a atleta.

Enquanto a revanche não é marcada, os fãs do MMA podem acompanhar o TUF 30 a partir de maio, pelo Globo Play.





Compartilhe esse conteudo