Equipe carioca foi derrotada nos pênaltis pelo Olimpia, do Paraguai, após vencer o primeiro jogo com ótimo desempenho

O Fluminense está eliminado da Copa Libertadores. Após sucumbir a pressão do Olimpia, no Defensores del Chaco, a equipe carioca foi eliminada nos pênaltis nesta quarta-feira(16),  após perder por 2 a 0 no tempo normal. O ótimo jogo que fez no Rio, vencendo por 3 a 1, não voltou a aparecer neste segundo jogo.

Desde o começo da partida, o Flu adotou uma postura recuada, deixando o Olimpia ter a posse de bola e avançar até a área. Defendendo em praticamente duas linhas, o Time das Laranjeiras não tinha opções de contra-ataque. Cano era o mais adiantado, mas pouco participou durante o primeiro tempo. Os jogadores de lado e de velocidade, Arias e Luiz Henrique, estavam comprometidos na marcação e ofereciam poucas opções ofensivas.

Aos 7 minutos da primeira etapa, a bola sobrou na área para o zagueiro David Braz, que dominou a bola e mandou para o fundo das redes. O árbitro Roberto Tobar, no entanto, interpretou que a bola bateu primeiro no braço de Braz, anulando o gol.

David Braz - Fluminense
O gol anulado de David Braz poderia ter alterado os rumos da partida. Foto: Lucas Merçon/ Fluminense FC.

O Olimpia manteve o controle do jogo e sofria para avançar na defesa do Fluminense, que estava bem posicionada com todos seus jogadores. Restou a equipe paraguaia abusar das bolas aéreas. Aos 35 minutos, uma bola lançada na área foi ajeitada para Recalde só empurrar para dentro do gol de Fábio. Primeiro gol do Olimpia na partida.

A melhor chance do Flu, após gol anulado no começo, só sairia aos 41 minutos. Jhon Arias puxou contra-ataque em velocidade e tocou para Cano. O argentino recebeu livre, na entrada da área, mas finalizou próximo ao goleiro, que fez boa defesa.

Na segunda etapa, o jogo pouco mudou. O Olimpia seguiu pressionando com lançamentos e a equipe carioca com muita dificuldade de impor seu jogo, como aconteceu no jogo de ida. Luiz Henrique, que sofreu forte pancada no Rio e era dúvida para o jogo, não conseguiu contribuir da mesma forma. Deu lugar Willian aos 16 minutos.

Luiz Henrique comemora seu bonito gol pelo Fluminense contra o Bragantino — Foto: André Durão
Um dos principais destaques no jogo de ida, Luiz Henrique não conseguiu desempenhar bom futebol na volta. O jogador foi negociado com Bétis, da Espanha, por R$ 70 milhões e deixará o time no meio do ano. Foto: André Durão.

A melhor chance do Flu no segundo tempo aconteceu com Gabriel Teixeira, que havia acabado de entrar no lugar de Arias. Willian lançou para o jogador, que saiu cara a cara com o goleiro. Teixeira finalizou rasteiro e a bola foi defendida por Oliveira.

Para piorar a situação, Nino foi expulso aos 34 minutos, prejudicando a estratégia defensiva da equipe visitante. Paiva sairia cara a cara com Fábio, mas sofreu falta do zagueiro um pouco antes da entrada da área, resultando no cartão vermelho.

https://explosaotricolor.com.br/wp-content/uploads/2020/12/50764683591_9a73bdfc23_k-678x381.jpg
A expulsão de Nino fragilizou o sistema defensivo da equipe, que sofria a todo o momento com os lançamentos do Olimpia. Foto: Lucas Merçon/ Fluminense FC.

A principal jogada do Olímpia durante o jogo persistiu até o fim. E premiou o time que teve mais intensidade e buscou o gol a todo o momento.  A bola foi lançada na área do Flu, aos 43, resultando em boa cabeçada, defendida por Fábio. Na sobra, a bola foi cruzada rasteira na pequena área e Paiva se jogou para marcar o segundo gol da equipe e levar o jogo aos pênaltis.

https://1.bp.blogspot.com/-_ZgSvqH3wn8/XkrRQPkPdBI/AAAAAAAAcU4/DZNhbj75tr0ECPBXIyYkizRNIkpleC8eACLcBGAsYHQ/s640/derlis_olimpia.jpg
Derlis González, principal jogador do Olimpia, foi fundamental na classificação. Buscou o jogo a todo o momento e deu trabalho para a defesa do Fluminense. O segundo gol do Olimpia ocorre após arrancada e cruzamento na área pelo jogador. Foto: Divulgação/ Club Olimpia

Nas cobranças, os paraguaios contaram com o brilho de Oliveira. O goleiro defendeu as cobranças de William e do capitão Felipe Melo, ambas batidas no mesmo canto. O Olimpia, por sua vez, não desperdiçou nenhuma e Derlis González, ex-Santos, converteu a quarta cobrança, que garantiu o time na fase de grupos da Copa Libertadores.

Compartilhe esse conteudo