Jogador atuou pelo Cruzeiro no início do ano, mas fez apenas três jogos pelo Campeonato Mineiro

De volta para o futebol paulista depois de cinco anos, o zagueiro Maicon é o novo reforço do Clube da Vila para a temporada de 2022. Após acordo com o antigo clube do atleta, Cruzeiro, o término do contrato de Maicon ficou datado para o fim de 2023.

O atleta foi um pedido do ex-técnico, Fábio Carille, que deixou o Peixe em fevereiro. Seu estilo de jogo chamaram a atenção não apenas do técnico, mas também da diretoria do clube paulista que viam com bons olhos a técnica desempenhada por Maicon e a liderança exercida nos clubes por onde passou.

Vivendo um conflito dentro do Cruzeiro com parte da diretoria do clube, a conversação de Maicon com os dirigentes do Santos ficou mais fácil. Com a saída de Carille do comando do clube, era necessário que o novo treinador desse aval para a contratação do zagueiro. O que não foi difícil, já que Fabian Bustos elogiou o atleta em sua apresentação no Santos.

O novo treinador exaltou a contratação do defensor, dizendo que ele pode ajudar o clube com seu estilo de jogo: “analisamos, é importante, com bons antecedentes. Se conseguirmos contratá-lo, pode nos ajudar a competir melhor e vai trabalhar por uma vaga com nossos zagueiros”, revelou Bustos, em entrevista coletiva.

Sobre uma possível vaga como zagueiro titular, o novo professor também expôs sua opinião: “que os reforços venham para nos ajudar. Quem vier tem de chegar para jogar, com a certeza de que brigará para ser titular, pois elenco nós já temos”, enfatizou.

Passagem pelo Cruzeiro

O zagueiro foi anunciado no clube celeste ainda em dezembro do ano passado, como a primeira contratação do time para a atual temporada. Defendeu a camisa por apenas três jogos do Campeonato Mineiro, e desfalcou em cinco. Nas partidas contra Tombense, Uberlândia e Villa Nova, pelo estadual, e no confronto contra o Sergipe, pela Copa do Brasil.

Isso aconteceu porque questões financeiras mal resolvidas fizeram com que o jogador deixasse de jogar pelo time, ficando isolado dos demais e limitado apenas aos treinos.

Com contrato até o fim de 2024, Maicon acabou entrando em conflito com a diretoria do clube depois de pedido de readequação salarial, e se tornou alvo do Santos FC, que almejava a contratação do jogador.

O próprio técnico da Raposa, Paulo Pezzolano, chegou a comentar a razão para não escalar Maicon nas partidas. Segundo ele, as ordens partem da diretoria do time que preferem que o defensor não entre em campo. A informação era que Maicon só voltaria a jogar quando definisse se ficaria ou não no Cruzeiro.

Maicon, zagueiro do Cruzeiro - Reprodução/Facebook oficial do Cruzeiro
Primeira contratação da temporada, Maicon fez apenas três jogos pelo Cruzeiro. Foto: Reprodução / Cruzeiro EC


Sonho da família

O pai do jogador sempre sonhou em ver o filho entrar em campo vestindo a camisa do Santos, já que é santista roxo. Saber sobre a possível chegada do zagueiro ao Clube da Vila deixou o torcedor orgulhoso.

Segundo apuração do portal UOL, Maurides Roque já chegou a torcer contra o filho quando ele atuava pelo São Paulo FC, entre os anos de 2016 e 2017. Isso aconteceu em dia de clássico San-São, e Seu Maurides se recusou a torcer contra o clube do coração.

Diretor do São Paulo abre o jogo sobre possível interesse em Maicon
Maicon durante partida pelo São Paulo em passagem em 2016. Foto: Reprodução / São Paulo FC

Carreira do atleta

Maicon iniciou a carreira atuando pelas categorias de base do Cruzeiro, onde ficou de 2006 a 2007. Logo após, migrou para o futebol de Portugal, onde se destacou. Defendeu a camisa dos clubes Nacional da Madeira e Porto por oito anos.

O mau desempenho neste último fez com que o zagueiro retornasse para o futebol brasileiro, em 2016. Ele vinha entregando jogos abaixo do nível habitual no clube que, visando o bem para o time, optou por afastá-lo. Maicon então decidiu voltar para o Brasil.

Havia um clube interessado no futebol do zagueiro, o São Paulo FC. Foi neste que o defensor ficou conhecido como ‘God of Zaga’, apelido carinhoso dado pela torcida tricolor. Maicon chegou por empréstimo, mas logo após foi comprado por quatro temporadas.

Divulgação/Al-Nassr
Maicon enquanto atuava pelo Al-Nassr, da Arábia Saudita. Foto: Reprodução


A passagem pelo São Paulo durou apenas uma temporada e, em seguida, foi vendido para o Galatasaray, da Turquia, por 7 milhões de euros fixos (R$ 25,7 milhões). Assinou contrato de quatro anos, mas na metade do período foi emprestado para o Al Nassr, em 2019. Depois que o empréstimo terminou, foi comprado pelo clube onde atuou até 2021.

Compartilhe esse conteudo