Equipe Bélgica na Copa Davis: saiba tudo sobre a trajetória da equipe

Pedro F
Pedro F,
5 em minutos de leitura
Equipe Bélgica na Copa Davis: saiba tudo sobre a trajetória da equipe

Encontre aqui tudo sobre a equipe que representa a Bélgica dentro da Copa Davis. Boa leitura!

A Copa Davis é, e foi quase que desde sempre, a principal competição de tênis profissional quando o assunto são as competições entre equipes de nações do mundo todo.

Sua primeira temporada, que aconteceu no ano de 1900, contou somente com dois países, que eram os dois interessados nessa disputa. Os países eram os Estados Unidos e a Inglaterra.

Com o passar dos anos, a copa foi recebendo cada vez mais participantes, chegando a ter 39 países na disputa já em 1960. Atualmente a copa conta com 134 países, número que se estabilizou no ano de 2005.

Dentre os primeiros países a se juntar aos Estados Unidos e às Ilhas Britânicas temos a Bélgica, que participou da sua primeira edição já no ano de 1904, e que já disputou 98 edições até o presente momento.

Neste artigo, entraremos em detalhes acerca da formação da equipe, história dentro da copa em si, além de citar algumas características importantes como melhores campanhas e jogadores que se destacaram nesses anos.

História

blog photos
Equipes da Inglaterra e Bélgica da Copa Davis de 1904 na mesma foto. Sentados estão os jogadores da Bélgica Paul de Borman e William de Maire de Warzée, e de pé estão Reginald Doherty e Lawrence Doherty, da Inglaterra. Fonte: Wikimedia Commons

A primeira aparição da Bélgica na Copa Davis aconteceu no ano de 1904, sendo essa apenas a quarta edição da competição.

A edição desse ano contou com equipes de 3 países, sendo eles a Bélgica, a França e a Inglaterra. É preciso notar que os Estados Unidos, equipe que foi uma das fundadoras da competição, acabou não participando nesse ano.

Essa ausência da equipe estadunidense foi devido a uma falha de organização, o que fez com que a equipe não estivesse pronta antes do dia 7 de março daquele ano, data limite para o ingresso.

Sendo assim, a competição seguiu mesmo com apenas 3 equipes disputando o título. O primeiro jogo da edição foi realizado entre a Bélgica e a França, que daria a vaga para a final.

A equipe da Bélgica, nesse momento, era formada por nomes como Paul de Borman e William le Maire de Warzée, jogadores que disputariam tanto as partidas de simples quanto as duplas.

A disputa para a vaga na final contra a Inglaterra (então chamada de Ilhas Britânicas) foi extremamente disputada, resultando em um placar agregado de 3x2 a favor dos Belgas.

Assim, a Bélgica conseguiu sua primeira vaga na final da competição logo na sua edição de estreia na Copa Davis.

Contudo, apesar da animação pela vaga, a equipe belga ainda não estava nem perto do nível necessário para vencer uma série contra a Inglaterra naquele momento.

O resultado dessa final foi um destruidor 5x0, sendo que uma dessas derrotas foi dada por w/o, já que William le Maire de Warzée falhou em comparecer à partida de simples contra Laurence Doherty.

Apesar desse início muito forte, que pode ser atribuído ao baixo número de equipes na competição, a Bélgica acabou vendo a qualidade do tênis jogado cair daqui para frente.

Isso pode ser provado pela lacuna de 49 anos até que uma nova campanha de expressão fosse protagonizada pela equipe belga dentro da Copa Davis, que aconteceu somente no ano de 1953.

Nessa edição, a equipe da Bélgica contava com Jacques Brichant e Philippe Washer como os principais nomes do elenco, e os dois conseguiram levar a Bélgica a um patamar jamais visto.

blog photos
Jacques Brichant e Philippe Washer, jogadores da Davis Cup pela Bélgica, em partida no Wimbledom de 1953. Créditos: Ernest Allen/ANL/Shutterstock

Iniciando a edição de 1953 na Zona Europa, a Bélgica precisou vencer 5 partidas para que pudesse se classificar para as finais interzonais, e foi exatamente isso que a equipe fez.

A primeira partida foi quase que de graça, já que a Bélgica recebeu um bye no sorteio das chaves. Então, já na segunda rodada a Bélgica enfrentou a Hungria, vencendo essa partida por 5x0 sem dificuldades.

As quartas de final já trouxeram um adversário de peso, a Inglaterra. Contudo, a Bélgica de Jacques e Philippe não se deixou levar por isso, e bateu os ingleses por 4x1, conquistando a vaga na semifinal da Zona Europa.

Para a semifinal, o embate foi realizado contra a Itália, jogo que foi duro, mas que, ainda assim, foi a favor da Bélgica por 3x2. E a final, também disputada, foi vencida pelos belgas por 3x2 em cima da Dinamarca.

Tendo já conquistado um grande feito, que foi entrar para as finais interzonais, a Bélgica encontrou a Índia no primeiro jogo dessa fase, vencendo a partida por um incrível 5x0.

Dessa forma, faltaria apenas uma vitória contra os Estados Unidos para que a Bélgica se classificasse para a “rodada desafio”, que até 1981 era jogada contra o atual campeão para se decidir o novo detentor do título.

Contudo, os Estados Unidos estavam com uma força extrema naquele ano, e a equipe belga acabou perdendo a partida por 4x1, tendo que se contentar então com a terceira colocação na Copa Davis de 1953.

A próxima grande campanha, que foi praticamente um espelho dessa de 1953, aconteceu na Copa Davis de 1957. Exatamente o mesmo caminha foi percorrido, mas com adversários diferentes.

As vitórias na Zona Europa foram contra a Hungria (4x1), México (3x2), Reino Unido (3x2) e Itália (3x2). Assim, a Bélgica conquistou sua vaga nas finais interzonais.

Contando um pouco com a sorte a Bélgica acabou recebendo um bye no sorteio, o que fez com que já fosse direto para a grande final interzonal, mas nem tudo seriam flores...

O adversário aqui foi os Estados Unidos, equipe essa que já tinha tirado o sonho dos belgas em 1953, e aqui não foi diferente. A partida foi perdida pelos belgas por 3x2.

Após esse momento, com a saída de Jacques Brichant e Philippe Washer, a equipe da Bélgica caiu muito de nível, fazendo com que um período enorme de campanhas fracassadas fosse visto.

A próxima campanha de expressão realizada pela Bélgica foi vista mais de 50 anos depois da citada acima, em 2015.

Nessa edição, a equipe conseguiu chegar na final da Copa Davis, vaga essa que não era conquistada desde a estreia da equipe em 1904, caracterizando mais de 100 anos sem uma vaga na final!

Nessa edição, já com o formato do Grupo Mundial estabelecido há mais de 30 anos, a Bélgica se mostrou forte dentro da Copa Davis novamente.

Contando com a equipe formada por David Goffin, Ruben Bemelmans e Steve Darcis, a Bélgica iniciou o Grupo Mundial vencendo a Suíça por 3x2 na primeira fase.

blog photos
David Goffin após vencer partida simples contra Tsonga na final da Copa Davis 2017 contra a França. Créditos: Reuters/Yves Herman

Já nas quartas de final, o adversário foi o Canadá, que não teve chance contra os belgas, perdendo por 5x0 a série. Nas semifinais a Bélgica enfrentou a Argentina que, apesar de ter vendido a derrota caro, perdeu por 3x2 essa disputa.

Disputando a final contra o Reino Unido, a Bélgica venceu apenas uma das 4 partidas, vitória essa conquistada por David Goffin em cima de Kyle Edmund no primeiro jogo. O resultando final foi um 3x1 para os ingleses.

A última grande campanha da equipe aconteceu log após essa citada acima, no ano de 2017. Para essa edição o elenco continuou o mesmo, tendo como a única mudança a adição de Joris De Loore.

O caminho percorrido aqui foi praticamente o mesmo de 2015, vencendo jogos contra a Alemanha, Itália e Austrália, mas perdendo na final por 3x2 para a França, que conquistou aqui seu décimo título da Copa Davis.


































ARTIGOS RELACIONADOS

Vitória magra da Bélgica sobre a Polônia garante a vice-liderançaVitória magra da Bélgica sobre a Polônia garante a vice-liderança
Vitória magra da Bélgica sobre a Polônia garante a vice-liderança

Agora os belgas estão 3 pontos atrás da seleção holandesa, que lidera o grupo 4 da Liga das Nações A Polônia recebeu a Bélgica na tarde desta terça feira (14/6) e foi derrotada no estádio Nacional de Varsóvia por 1 a 0. Com o resultado, os belgas ...

Gab
2 em minutos de leitura
#Bélgica,#Polônia,#Liga das Nacoes da UEFA,#Notícias do Dia,#Futebol

Rolo compressor belga trucida os poloneses em Bruxelas

Apesar de ter tomado o primeiro gol, de Robert Lewandowski, a seleção de ouro belga não se deixou abater e enfiou 6 A Bélgica recebeu a Polônia, pela segunda rodada da Liga das ...

Gab

2 em minutos de leitura

#Bélgica,#Jason Denayer,#Futebol

JASON DENAYER: saiba tudo sobre o jogador da Bélgica

O atleta belga Jason Gregory Marianne Denayer, ou simplesmente Jason Denayer, é um jogador de futebol profissional, contratado atualmente pelo clube francês Olympique Lyonnais, d...

Eliseu

6 em minutos de leitura

#Bélgica,#Mousa Dembele,#Futebol

CONHEÇA MAIS SOBRE O ATLETA MOUSA DEMBÉLÉ

O atleta belga Mousa Sidi Yaya Dembélé, também chamado apenas como Mousa Dembélé, é um jogador profissional de futebol que atualmente está contratado pelo clube da Super Liga chin...

Eliseu

5 em minutos de leitura

#Futebol,#Bélgica,#Alex Witsel

Axel Witsel: conheça a história e carreira do atleta

Axel Laurent Angel Lambert Witsel nasceu no dia 12 de janeiro de 1989 em Liège, Bélgica, e atua como meio campista no Borussia Dortmund e também na Seleção da Bélgica. Honrarias...

Yusuf

4 em minutos de leitura