Desperdiçando várias chances, inclusive um pênalti, o Timão continua com boas chances de classificação

O Corinthians viajou até a Colômbia para enfrentar o Deportivo Cali e saiu de lá com um empate sem gols na noite desta quarta-feira (4/5). Um pênalti desperdiçado para cada lado fez com que o placar não fosse alterado.

Primeira defesa de Cássio num pênalti este ano e a vigésima segunda em sua carreira pelo Corinthians, atrás apenas de Ronaldo, que tem 5 a mais. (Créditos da imagem: https://twitter.com/arenamilgrau_/status/1522031229821931522

O pontinho ganho em Cali é importantíssimo para o Timão. Agora, são 7 pontos, na liderança do Grupo E. Boca Juniors, que venceu o Always Ready por 1 a 0 na quarta rodada, chegou a 5, enquanto o Deportivo ficou com 5 e o time boliviano amarga a lanterninha com 4. No entanto, todos ainda têm chances matemáticas de classificação.

A próxima partida do Corinthians será contra o time argentino, em La Bombonera, às 21h30 do dia 17 de maio. O último jogo é no dia 26, na Neo Química Arena, contra o Always Ready. Portanto, mesmo uma derrota para o Boca pode fazer com que baste uma vitória contra o fraco time boliviano para avançar à fase de playoffs.

O ídolo Fábio Santos perdeu pela primeira vez um pênalti com a camisa corintiana, eram 12 cobranças e 12 gols. (Créditos da imagem: https://twitter.com/Vessoni/status/1522030199176667138

Como foi o jogo

O primeiro tempo trouxe muitas emoções. Logo no início, o lateral direito Fagner se machucou e teve de dar lugar a Lucas Piton, que acabou fazendo uma partida com grande personalidade. Vítor Pereira decidiu rodar o elenco, deixando alguns medalhões no banco de reservas, como os meias Renato Augusto e William.

Quem acabou provocando um salseiro foi Gustavo Mosquito, ele amarelou vários jogadores do Deportivo Cali graças a sua velocidade nas arrancadas, compensando a falta de técnica com muita entrega.

Aos 25 minutos, Cássio apareceu pela primeira vez, numa defesaça em chute de Teo Gutiérrez. A torcida começava a ficar apreensiva, embora o Corinthians tivesse mais de 60% de posse de bola, sofria perigo de levar o gol.

Aos 38 minutos, Mantuan jogou pelo alto a melhor chance corintiana: após boa trama de passes, vinda de um contra ataque, Du Queiroz escapou pela ponta esquerda, encontrando Jô, que apenas cruzou para Mantuan: mas ele chegou batendo de prima por cima da baliza.

O segundo tempo mostrou ainda mais chances desperdiçadas, principalmente pênaltis. Aos 18, Cássio fez penalidade máxima em Rodríguez e defendeu a cobrança de Teo Gutiérrez, parando o atacante pela segunda vez. Já no finzinho da partida, Fábio Santos retribuiu e também chutou para fora o seu pênalti.

Ficou nisso, um empate sem gols, que não retratou o que foi a partida. Talvez a igualdade fosse mais justa, mas com bola na rede para fazer a alegria de ambas as torcidas.

Compartilhe esse conteudo