Fortaleza bateu o Ferroviário e Caucaia empatou com o Iguatu para se classificarem para a decisão do estadual

Fortaleza 2 x 1 Ferroviário

Em um jogo com dois tempos distintos, o Fortaleza conseguiu confirmar a sua classificação, resistindo à pressão do Ferroviário na segunda etapa, graças a uma excelente atuação do goleiro Max Walef.

Mesmo com a vantagem do empate, o Leão do Pici mandou a campo, na Arena Castelão, o que tinha de melhor. Assim, o técnico Juan Pablo Vojvoda escalou o Fortaleza com Max Walef no gol e uma linha de três defensores a sua frente: Titi, Landázuri e Marcelo Benvenuto. No meio, Matheus Jussa, Lucas Lima e Ronald jogavam por dentro, com Yago Pikachu e Lucas Crispim nas alas. Na frente, a dupla Moi´ses e Robson.

Como esperado, o técnico do Ferrão, Paulinho Kobayashi, veio no seu 433: Jonathan na baliza, Vitão e André Baumer na zaga, Marquinhos Carioca e Éder Lima nas laterais. Dudu e Robson Alemão compunham a volância, enquanto Mauri fazia a meia. Na frente, Breno, Edson Cariús e Wandson.


O Fortaleza subiu ao gramado decidido a resolver a questão logo na primeira etapa. Com 3 minutos, Robson quase abriu o placar numa bela manobra de voleio. Mas quem cabeceou para o fundo das redes foi mesmo Moisés, quase dentro do gol.

Assim, o Leão do Pici continuou sufocando o adversário, perdendo mais quatro chances antes do terço inicial. Depois, o Ferrão conseguiu uma boa oportunidade: Edson Cariús, o centroavante, recebeu cara a cara e fuzilou, mas parou em Max Walef, que seria o personagem da partida.

Contudo, o time de Vojvoda seguia em cima, mantendo a pressão: num chute de fora da área, Lucas Lima fez Jonathan trabalhar. No rebote, Moisés virou uma bicicleta por cima do gol.

Moisés tem sido um dos destaques do Fortaleza nesta temporada, tanto com gols quanto com assistências


Paulinho Kobayashi mudou o atacante Wandson por Gabriel Silva, tentando renovar as energias ofensivas da equipe coral. No intervalo, o técnico do Ferroviário fez ainda mais duas alterações: saiu o atacante Breno para o lateral Emerson e o volante Dudu deu lugar ao meia Clisman.

O jogo virou na segunda etapa, ficando a favor do Ferrão. Logo aos 18 minutos, Max Walef teve de se esticar todo para defender um chute forte de Edson Cariús. Os dois começavam a travar um grande duelo no sábado de calor em Fortaleza.

Juan Pablo Vojvoda notou que a sua equipe começava a se complicar no jogo e decidiu colocar sangue novo. Matheus Vargas rendeu Lucas Lima e Renato Kayer, a contratação mais cara da história do clube, substituiu Moisés.

Finalmente, aos 28 minutos, Edson Cariús conseguiu superar Max Walef: ele testou forte no chão, após cruzamento de falta da intermediária. O Ferroviário chegava ao empate, assustando os torcedores do Leão do Pici. Foi o nono gol de Cariús, artilheiro do Cearense 2022.

Num jogo lá e cá, ambas as equipes perderam oportunidades cara a cara: primeiro Kayzer, depois Cariús. Mas aos 44 minutos, a semifinal enfim teve o seu resultado final: André Baumer tentou cortar o cruzamento de Pikachu e acabou mandando a bola para dentro do próprio gol. Assim, o Fortaleza se classificava para a final.


O Fortaleza fez até um pôster para as mídias sociais, festejando a classificação para o seu quarto título consecutivo

Fala de Vojvoda

O treinador argentino Juan Pablo Vojvoda reconheceu que o jogo teve predomínio do adversário na etapa final, mas preferiu elogiar o início da partida:

O primeiro tempo foi muito bom. O ser humano sempre fica com os comentários ruins. Eu sou o responsável, o time tem que sustentar a regularidade no segundo tempo. Nele não tivemos o mesmo funcionamento, o adversário jogou bons 45 minutos e nivelaram a partida. Conseguiram o empate e nós não tivemos o nível do primeiro tempo”, afirmou na coletiva.

Iguatu 1 x 1 Caucaia

Na outra perna da semifinal, o Caucaia podia até perder por um gol de diferença fora de casa, no Morenão, para o Iguatu, que ainda se classificaria. Mas o empate bastou para levar à primeira final em 17 anos do clube.

Iury Tanque abriu o placar de pênalti, aos 36 minutos do primeiro tempo, ampliando ainda mais a vantagem da Raposa. O Iguatu esboçou uma reação logo aos 6 minutos da etapa final, empatando com Otacílio Marcos, mas não teve mais forças para tirar a imensa desvantagem.

Assim, a final irá opor dois invictos. O Caucaia tem 9 vitórias e 7 empates, enquanto o Fortaleza tem 4 vitórias, sendo 9 gols a favor e apenas 1 contra.

A decisão será também em jogos de ida e volta. A primeira será no dia 27 de março e a segunda em 3 de abril.

Compartilhe esse conteudo