Conheça a história do torneio e do Al Sadd, o maior vencedor do torneio

Um dos torneios mais disputados no país que sediará a Copa do Mundo desse ano, a Copa do Qatar premia os quatro times mais bem colocados na Liga Nacional de Futebol do Qatar. Disputada a partir de 1995, a competição tem no Al Sadd o clube com mais conquistas do torneio.

Ao todo, pelo Al Sadd, são oito títulos. Na sequência, Al-Rayyan (4), Qatar SC, Al-Gharafa e Al-Duhail (3), El Jaish (2), e Al-Arabi, Al Wakrah e Al-Khor (1), fecham a lista dos vencedores do torneio nacional.

Desenho de uma pessoa

Descrição gerada automaticamente com confiança baixa
Troféu da competição nacional almejado pelos melhores clubes do Qatar. Foto: Portal Gulf Times

Com o investimento forte dos mandatários do país e de grupos econômicos fortalecidos pela abundância do petróleo local, alguns clubes tiveram a passagem de grandes atletas ao longo de sua história.

Entre os grandes jogadores que já disputaram a competição estão nomes como de Xavi e Romário (Al-Sadd), Hierro e James Rodríguez (Al-Rayyan), Samuel Eto’o (Qatar SC) e Juninho Pernambucano (Al-Gharafa).

No caminho da mudança para treinador, Xavi viu no Al Sadd o começo de uma nova carreira

Xavi Hernández é um dos maiores jogadores da história do esporte mundial. Com quase 20 anos vestindo a camisa do Barcelona, é um dos melhores atletas que já foi revelado pelo clube da Catalunha.

O genial meia, que fez parte das conquistas recentes da Champions League nas temporadas 2005/06, 2008/09, 2010/11 e 2014/15 pelo clube catalão, também tem no currículo o título da Copa do Mundo de 2010 com a Seleção Espanhola.

Um dos grandes jogadores da história, Xavi foi o maestro do time do Barcelona por anos, formando com Iniesta uma das grandes duplas de meias do futebol. Após quase 20 anos com a camisa do clube da Catalunha, em 2015, o espanhol foi anunciado como novo reforço do Al Sadd.

Jogador de futebol

Descrição gerada automaticamente
Xavi em campo pelo Al Sadd. Foto: Torcedores

No clube do Qatar, Xavi jogou futebol por mais dois anos, até encerrar a sua carreira. Na sequência, o convite do Al Sadd, era para que o atleta fosse técnico do time. Algo que o jogador já havia declarado anteriormente, que gostaria de seguir a profissão.

Ali, Xavi deu uma virada em sua vida, e começou a trabalhar como técnico de futebol. O ex-jogador, por curiosidade, foi convidado pela CBF à fazer parte da comissão técnica de Tite ao longo da trajetória até a Copa do Mundo de 2022.

Porém, Xavi decidiu por permanecer no Al Sadd. Decisão que precisou ser revista, após o convite formal do presidente do Barcelona, Joan Laporta. O ex-atleta do clube catalão, foi anunciado como novo treinador da equipe no fim do ano passado, e se mantém no cargo até o momento.

James Rodríguez busca se preparar da melhor maneira para a Copa do Qatar

Um dos maiores nomes da Seleção Colombiana, o meia James Rodríguez desembarcou no Qatar, para jogar pelo Al-Rayyan essa temporada. O atleta que conviveu com diversos problemas de lesão durante sua carreira, viu no projeto do clube do Qatar, uma boa oportunidade para se aprimorar e chegar inteiro para ajudar a Seleção da Colômbia.

Ao longo da carreira, James se mostrou um jogador muito habilidoso, e com um grande talento e capacidade de mudar as partidas das equipes em que atuava. As atuações de destaque com a camisa da Colômbia, levaram o meia ao Real Madrid.

De lá, o jogador teve passagem pelo Bayern de Munique (Alemanha) e Everton (Inglaterra), até ir para o Al-Rayyan, na última janela de transferências internacional. Na atual temporada, o jogador tem 11 jogos disputados e quatro gols marcados, além de cinco assistências.

Samuel Eto’o foi um dos grandes centroavantes do futebol mundial nos últimos anos

Jogador frio dentro da área, com ótima finalização, e uma movimentação ideal para times rápidos, Eto’o é camaronês e teve passagem por grandes clubes europeus, como Barcelona, Internazionale e Chelsea.

O atacante que foi, por muitos anos, a principal referência da Seleção de Camarões, é lembrado por torcedores do Barcelona e da Inter, como uma das peças fundamentais dos times campeões em que Eto’o jogou.

Pelo Barça, a Champions League na temporada 2005/06, formando um trio de ataque com Messi e Ronaldinho, foi uma das conquistas mágicas da carreira do atacante, que foi um dos grandes goleadores da equipe catalã naquele ano.

Jogador de futebol americano segurando bola

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Eto'o comemora gol no Qatar. Foto: O Globo

Já na Inter, o título em 2009/10 pelo time de Milão, teve em Eto’o o parceiro ideal para Milito brilhar na conquista italiana. Aquele ano, a Internazionale conquistou todos os títulos que disputou, e foi implacável no cenário europeu e italiano.

Eto’o foi anunciado como reforço do Qatar SC em 2018, após rescindir o acordo com o Konyaspor. Por curiosidade, o clube do Qatar foi o último em que o atacante jogou profissionalmente, encerrando a sua carreira, aos 38 anos.

O Al Gharafa tem uma linda história com brasileiros

Grandes atletas do Brasil como Fernandão, Diego Tardelli e Zé Roberto, já passaram pela equipe do Qatar. Porém, nenhum deles teve o sucesso que Juninho Pernambucano teve no time local.

O jogador que assinou contrato com o time do Qatar em 2009, foi heptacampeão francês com a equipe do Lyon, e tem uma história de idolatria e paixão da torcida do Vasco com ele. Na primeira passagem dele pelo clube carioca, Juninho foi campeão da Copa Libertadores da América.

Jogador de futebol

Descrição gerada automaticamente
Juninho pelo Al Gharafa. Foto: Blog O Curioso do Futebol

Pelo Al Gharafa, o jogador foi o principal nome do time tricampeão da Liga do Qatar, e das conquistas da Qatar Stars Cup e Qatar Crown Prince Cup. Em 2011, Juninho acertou seu retorno ao Vasco da Gama.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no futebol do Qatar? Aqui no Bets, você não perde nada, e fica antenado sobre tudo o que rola no mundo da bola!

Compartilhe esse conteudo