O ponta foi contratado por cerca de 15 milhões de euros; veja quanto o São Paulo deve receber

O Benfica confirmou hoje a contratação de David Neres. O jogador de 25 anos chega para um contrato de 5 temporadas, após breve passagem pelo Shakhtar Donetsk. Ele não chegou a entrar em campo pelo clube ucraniano, por conta da invasão da Rússia, que transformou todo o panorama geopolítico europeu e mundial, afetando não apenas o universo futebolístico.

O antigo ponta tricolor vai vestir novamente uma camisa vermelha em sua carreira: Benfica até 2027. Crédito da imagem: https://twitter.com/slbenfica_en/status/1538958008515969024

Ao todo, o clube português deve desembolsar pouco mais de 15 milhões de euros por David Neres. Vale lembrar que os encarnados acabaram de vender Everton Cebolinha para o Flamengo. O montante da negociação do antigo atacante gremista ficou na faixa dos 13 milhões de euros, com cláusulas que beiram os 16 milhões. Além disso, colaborou para a transferência o fato de o clube ucraniano dever aos portugueses, em outra negociação, envolvendo mais um brasileiro, o atacante Pedrinho, ex-Corinthians.

David Neres busca reabilitar a carreira

Promessa da base de Cotia, David Neres teve uma carreira meteórica, jogando apenas um semestre no elenco profissional do São Paulo antes de se transferir para o Ajax. Lá, o ponta explodiu, num futebol ofensivo, fazendo parte de uma geração que alcançou a semifinal da Champions League.

No entanto, lesões e a forte concorrência - até mesmo de brasileiros, como a chegada de Antony, do próprio São Paulo - atrapalharam a carreira de David Neres. Ele se transferiu para o Shakhtar Donetsk em busca de mais minutos em campo, mas a guerra da Rússia com a Ucrânia dificultou o seu plano de voltar a jogar em alto nível.

Agora, num dos maiores clubes portugueses, David Neres tem tudo para mostrar o seu futebol novamente. Quem comemorou a transferência foi o São Paulo: como clube formador, o tricolor paulista vai receber cerca de 2 milhões de reais. Por conta do mecanismo de solidariedade da FIFA, tem direito a 3% da negociação.

Já o Benfica busca retomar a hegemonia em solo local. Apesar de ter avançado para o mata-mata da Champions League, eliminando o Barcelona na fase de grupos, os encarnados sofreram muito na liga portuguesa, terminando em terceiro lugar.

Compartilhe esse conteudo