Os jogos de futebol pelo Cracóvia eram totalmente despretensiosos desde 1890, quando se iniciaram os jogos. Eles eram sem regulamento e jogavam somente por lazer entre amigos. Porém, em 1906, com a vinda dos times de Lviv, as coisas começaram a mudar.

Nessa mesma época, os clubes de duas cidades se juntaram e começaram a disputar entre si. No seu primeiro jogo, disputaram, Czarni Lwów contra um time de estudantes do ensino médio da Cracovia, os Przodownica (Studenci).

Já em outra partida, jogaram os alunos de Lviv contra membros do público, o Akademicy. Este evento acelerou o crescimento do futebol na Cracóvia, portanto, no dia 13 de junho do mesmo ano, houve uma publicação de um jornal, no qual, incentivava as pessoas a participarem do evento, então, o Akademicy realizou seu primeiro treinamento.

Consequentemente, nasceu o futebol polonês, e em setembro de 1906, o Akademicy assumiu um novo nome. A partir daí, eles se chamariam, Akademicki Klub Footballowy Cracóvia.

Na mesma época, o clube Przodownica, recebeu o nome Branco Vermelho, devido a sua camisa ser nessas cores. Então, essas duas equipes decidiram se unir, após participarem do torneio de outono. O novo grupo ficou com o nome da Akademicy.
Perdeu seu primeiro jogo em 1908 para o Troppauer Spotverein por 4 a 2. Três anos após perder este jogo, ganhou o título de equipe de elite de primeira classe da Federação Austríaca de Futebol, mesmo após ter perdido outro jogo. Já em 1913, ganhou o Campeonato da Galícia austríaca.

Período Pós-Guerra

Depois da Primeira Guerra Mundial, começaram os tempos de glória do clube. A começar pelo Campeonato organizado pelo departamento da Federação Polaca de Futebol. No  primeiro jogo internacional da Polônia contra a Hungria, 7 jogadores da Cracóvia integraram o time.

Em 1949, os clubes foram reorganizados à moda soviética, e recebeu o nome de Związek Sportowy Ogniwo Cracovia. No mesmo ano, em junho, as autoridades obrigaram o time a não usar as cores vermelho e branco nas camisas e passou a se chamar Terenowe Koło Sportowe Sparta.

No ano de 1955, finalmente, o clube retornou com seu nome. Os clubes então passaram a ficar sob o comando dos sindicatos, e Cracóvia ficou sob o comando do MPK (Associação Municipal de Transporte Público) e depois a uma cooperativa de consumidores.

Colocação nas Divisões

No período entre as guerras, o clube ganhou três vezes o Campeonato Polonês: 1930, 1932 e 1937 e depois em 1948. A cada ano que se passava, devido a má gestão, Cracóvia caía cada vez mais. Em 1954, foram rebaixados para a Segunda Divisão.

Isso se tornou rotina, até chegarem à Terceira Divisão. Até que, na temporada de 1970/71, subiu para a Segunda Divisão. Após esse feito, em 1982/83, foi para a Primeira Divisão, um grande momento para o time.

O sucesso não durou na década de 90, quando só permaneceram fora da Terceira Divisão por apenas 3 temporadas. Nessa mesma década, precisamente, em 97, o clube foi transformado em uma sociedade por ações esportivas, mas sem fundos para se livrar de todos os problemas.

Graças aos fãs associados ao “Grupo dos 100”, o clube evitou a falência. Logo após entrar em colapso, ele obteve patrocínio do Comarch. O que deu sorte ao clube, pois, na temporada de 2002/03, subiu para a Segunda Divisão e, um ano depois, para a Primeira.

História na Primeira Divisão

Sua volta à Primeira Divisão foi um sucesso, ganhou em 5º lugar e quase se classificou para os Jogos de Intertoto. Com a estabilidade financeira do clube resultou na expansão de instalações de treinamento, transferências e convocações para a Seleção Nacional da Polônia.

Nessa época estava sob o comando do técnico Orest Lenczyk, depois, em 2010 por Rafał Ulatowski. Porém, logo na temporada de 2010/11, devido ao mau desempenho do atual treinador, ele teve de ser substituído por Jurij Szatałow.

Apesar das mudanças de técnicos em temporadas tão próximas, na temporada de 2011/12, a Cracóvia saiu da Primeira Divisão da Polônia. Wojciech Stawowy, após ficar alguns anos fora do clube, se tornou novamente técnico e retornou ao clube à Primeira Divisão em sua primeira temporada.

Nas próximas temporadas, o clube teve seus momentos de glória, confira:

  • 2013/14: terminou a temporada em 14º lugar;
  • 2014/15: acabou em 9º lugar no final da temporada;
  • 2015/16: classificado em 4º lugar no campeonato, o que lhe garantiu um lugar na fase de qualificação na Liga Europa pela primeira vez na história;
  • 2016/17: ficou um lugar acima da zona de rebaixamento;
  • 2017/2018: sob o comando do novo e atual técnico do clube Michał Probierz desde junho de 2017, terminou a temporada como melhor time de uma parte inferior da tabela;
  • 2018/19: voltaram a Liga Europa.

O time tem seu próprio centro de treinamento com capacidade para receber pouco mais de 500 pessoas, equipado com uma área de quase 90 mil metros quadrados.

Novo centro de treinamento do Cracóvia desde o início de 2021 / Foto: Divulgação Cracóvia FC
Novo centro de treinamento do Cracóvia desde o início de 2021 / Foto: Divulgação Cracóvia FC. 


Quebra de jejum de 72 anos sem títulos

Após 72 anos sem conseguir nenhum título, Cracóvia venceu o Lechia Gdansk por 3 a 2. O adversário já havia levado a Copa da Polônia no ano anterior, porém, esse ano foi a vez do time mais antigo do país levar a taça para casa.

Cracóvia ganha a Copa da Polônia na temporada de 2019/2020 / Foto: Divulgação Cracóvia FC
Cracóvia ganha a Copa da Polônia na temporada de 2019/2020 / Foto: Divulgação Cracóvia FC
Naquele momento, 4 brasileiros faziam parte do elenco do clube: Diego Ferraresso (lateral), Matheus Santos (volante), Thiago (meia) e Vinícius Ferreira (ponta).
Diego Ferraresso atuando no Cracóvia / Foto: Divulgação Cracóvia FC
Diego Ferraresso atuando no Cracóvia / Foto: Divulgação Cracóvia FC

Em 2020, na Supercopa da Polônia, o time ganhou o título após os pênaltis por 5 a 4 contra o Legia Warszawa.

Fique por aqui para saber de todas as novidades no mundo do futebol ao redor do mundo na Bets!

Compartilhe esse conteudo