Incheon United Football Club é um clube da Coreia do Sul fundado pelo governo e os cidadãos de Incheon. A equipe foi inaugurada em 2003 e participa da K-League desde a temporada de 2004. É o único clube provincial de Mingu da K-League que manteve sua primeira divisão sem rebaixamento.

Seu estádio é o Incheon Football Stadium, também conhecido como Sungui Arena Park, desde 2012. Anteriormente, o clube usava o Incheon Munhak Stadium, uma arena multidesportiva construída para a Copa do Mundo de 2002, mas os espectadores não tinham boa visão do gramado e precisavam de nova casa.

353-3533685_incheon-united-fc.png (1045×1434)
Emblema do Clube. (Foto: Wikipédia).

O emblema oficial do Incheon United usa uma forma oval não usada por outros clubes existentes para representar a imagem da entidade fundadora, Incheon City, cidadãos e empresas harmonizando suavemente.

O padrão do emblema combina a forma de uma âncora que simboliza o Incheon, uma chave de direção que leva ao caminho certo e uma asa voadora, refletindo a forte vontade do Incheon United de se tornar um novo líder no futebol profissional coreano.

Além disso, as listras azuis e pretas representando Incheon, uma cidade marítima, no padrão amarelo e na borda simbolizam o dinamismo e o espírito empreendedor de Incheon United estendendo-se ao mundo.

Voltando ao início do clube, as discussões sobre o estabelecimento de um time de futebol profissional baseado na cidade metropolitana de Incheon começaram a se materializar em 2003.

O clube foi provisoriamente chamado de 'Equipe de Futebol Profissional do Cidadão de Incheon' e estabeleceu 15 bilhões de won como o fundo de fundação inicial, e começou a arrecadar fundos através dos 3 bilhões de won restantes após a Copa do Mundo Coréia-Japão de 2002, bem como fundos corporativos e uma oferta pública para os cidadãos.

As discussões estão avançando rapidamente, e a K-League de 2004 anunciou a participação do clube. Em outubro, o nome do clube foi finalmente confirmado como Incheon United FC. No entanto, como foi previsto por conta das pontuações baixas em 2004, na primeira temporada na K-League, ele terminou em 13º.

Foto capturada em jogo do clube. (Foto: www.kleagueunited.com).

A temporada mais importante registrada na história do Incheon é a K-League de 2005, que foi o seu segundo ano na liga desde sua fundação.

Ao contrário dos clubes de grande porte que recebem apoio de grandes corporações, o Incheon, que não tinha disponibilidade de fundo para fornecer jogadores de forma adequada. 1,5 bilhão de won foram oferecidos por Taewook Choi, que foi avaliado como o principal jogador da equipe, e transferido para Shimizu S-Pulse da J-League.

Sem isso, o elenco não teve escolha a não ser encurtado. Porém, a equipe foi treinada exaustivamente e alcançou 7 vitórias, 3 empates e 2 derrotas no primeiro tempo do campeonato, 2º lugar com 7 vitórias, 3 empates e 2 derrotas, 5º com 6 vitórias, 3 empates e 3 derrotas no segundo tempo do campeonato.

Além disso, nos playoffs, eles derrotaram o Busan I-Park, time vencedor da liga, por 2 a 0, e avançaram para a partida do campeonato da K-League, aumentando as expectativas para a vitória combinada.

Mas o avanço de Incheon é barrado por Ulsan Hyundai Tiger. O time terminou com uma derrota por 3 a 6, e o recorde final foi o de vice-campeonato da liga.

Embora tenha ficado somente em segundo lugar, os holofotes se concentraram em Incheon com os elogios da imprensa e torcedores da K-League. O técnico Chang Woe-Ryong mostrou excelente habilidade em liderança e operação tática e ganhou a reputação de maestro do Incheon.

Assim, a tempestade que Incheon causou em 2005 foi transformada em filme: em 14 de dezembro de 2006, um documentário "Emergency" com o tema da temporada de 2005 de Incheon United foi lançado.

O Incheon, que ficou em nono lugar em 2006, nono em 2007 e sétimo em 2008, não conseguiu reviver o clima de 2005, pois estava frustrado no limiar dos playoffs das semifinais. Na temporada de 2009, quem está à frente de Incheon é o técnico da vitória de 2005, Chang Woe-Ryong. Mas Omiya Ardija, clube da J-League, negocia com o clube coreano e contrata Woe-Ryong.

Incheon imediatamente preencheu a ausência do técnico Woe-Ryong ao contratar Ilija Petkovic. O técnico Petkovic foi quem trouxe a seleção nacional de futebol da Sérvia e Montenegro para as finais da Copa do Mundo FIFA de 2006.

Incheon registrou 6 vitórias, 5 empates e 3 derrotas em 14 jogos na primeira metade da temporada, iluminando a possibilidade de avançar para os playoffs, mas perdeu para o Seongnam Ilhawa Chunma.

Petkovic renunciou ao cargo no meio da temporada de 2010, devido a problemas pessoais. O clube nomeou em seu lugar Huh Jung-Moo, o técnico da seleção coreana, que no mesmo ano havia chegado às oitavas de final da Copa do Mundo.

No mesmo ano, o clube teve seu primeiro artilheiro da liga, Yoo Byung-Soo, com 22 gols em 28 jogos, sendo o jogador mais jovem a ganhar o prêmio. Apesar disso, o Incheon United terminou na 11ª posição ao final da temporada.

Foto capturada no Estádio do time. (Imagem do acervo do clube).

Em 2014, o time sofria algumas crises. Após polêmica com o uniforme e envolvimento do técnico em desavenças com a torcida, haviam boatos de déficit no orçamento e problema com o salário dos jogadores. Muitas vendas de jogadores importantes aconteceram, mas o clube não foi rebaixado.

Kim Do-Hoon, em 2015, ajudou a equipe a chegar à final da FA CUP, posição inédita, apesar da derrota para o FC Seoul. O terceiro técnico estrangeiro do time foi o norueguês Jorn Andersen, que permaneceu até 2019.

Em 2020, Lim Wan-Sup comandou a equipe. Atualmente, o ex-jogador Kim Han-Yoon está nessa posição.

Na temporada passada, do ano de 2021, o clube não surpreendeu e terminou em 8º lugar na tabela. A K-League segue o modelo com 12 times na primeira divisão.

Para continuar acompanhando esse e outros times da competição coreana K-League, fique ligado aqui no Bets!

Goleiro do time em partida contra Gwangju, em abril de 2022. (Foto: site oficial do clube)

Compartilhe esse conteudo