Telekom Baskets Bonn, conhecido também como Baskets Bonn, é um time de basquete profissional alemão, cuja sede se localiza em Bonn, Alemanha. O clube joga na Bundesliga de basquete, que é o nível mais alto do basquete na Alemanha.

O patrocinador do time é a empresa alemã Deutsche Telekom, uma gigante da telefonia e internet, que também atua no ramo da telefonia celular nos Estados Unidos. A arena do clube é o Telekom Dome.

O INÍCIO

O Telekom Baskets Bonn foi fundado em 1992, quando os times alemães Godesberger Turnverein 1888 eV e SC Fortuna Bonn decidiram promover uma fusão. O time de basquete da Godesberger TV havia sido fundado no ano de 1970, ao passo que o SC Fortuna Bonn teve sua fundação em 1973.

O Godesberger TV obteve acesso à Basketball Bundesliga em 1990. Um ano após, o time foi rebaixado e os problemas financeiros relacionados ao rebaixamento acabaram levando à fusão no ano de 1992 dos departamentos de ambos os times de basquete para o BG Bonn 92.

ENTRADA DA DEUTSCHE TELEKOM E PRIMEIROS ANOS NA BUNDESLIGA

No mês de abril de 1995, o Telekom Baskets Bonn revelou que seu objetivo era o de ser promovido à Bundesliga em 1997. Mas já na temporada 1995-1996 a equipe encerrou a segunda divisão invicta e ganhou acesso para a principal liga de basquete da Alemanha.

Então, o Baskets conseguiu se estabelecer rapidamente, recebendo o apoio de uma multidão em êxtase no novo Hardtberghalle do Hardtberg School Center. Em sua primeira temporada, o Baskets conseguiu chegar até as finais do Campeonato Alemão. Mas, infelizmente, eles perderam por 3 a 1 para o Alba Berlin.

Nos anos que se seguiram, o Baskets sempre conseguiu chegar aos playoffs até a temporada 2004-2005. No ano de 2005, o Baskets encerrou a temporada regular na 9ª colocação.

TELEKOM DOME E A ERA MIKE KOCH

No ano de 2008, o Baskets foi para o recém-construído Telekom Dome. Dessa forma, o Telekom Baskets se tornou o primeiro clube de basquete da Alemanha a erguer a sua própria arena com um centro de treinamento ao lado.

O Telekom Dome foi construído pelo Baskets que, assim, foi o primeiro time de basquete alemão a ter sua própria arena.

Telekom Dome_OK.jpg
Vista geral do belíssimo estádio Telekom Dome, construído pelo Baskets. (Foto: https://www.telekom-baskets-bonn.de/telekomdome.html)

O Baskets então intensificou o treinamento de seus próprios jogadores jovens. Na temporada 2006-2007, foi iniciada uma cooperação com o ex-rival Dragons Rhöndorf.

Sob o nome de SG Bonn-Rhöndorf, o time enviou diversas equipes juvenis para as principais divisões juvenis da Alemanha. O objetivo do clube era aumentar o número de jogadores próprios com o objetivo de ir para o plantel do primeiro time.

As primeiras histórias de sucesso do time foram escritas por nomes como Fabian Thülig e Jonas Wohlfarth-Bottermann. Sob o comando do treinador Mike Koch, o Baskets conseguiu chegar às finais da Liga Nacional de Basquete em 2007-2008, bem como em 2008-2009.

Mike Koch.jpg
O grande técnico Mike Koch, que fez o Baskets chegar às finais da Liga Nacional de Basquete na temporada 2007-2008. (Foto: https://alchetron.com/Michael-Koch-(basketball))

O Baskets conquistou o segundo lugar, junto com o Alba Berlin e o EWE Baskets Oldenburg. A temporada 2010-2011, porém, foi a de desempenho mais fraco desde que o Baskets subiu para a primeira divisão da Alemanha.

Com apenas 14 vitórias e 20 derrotas, o Baskets chegou ao fim da temporada em 13º lugar e perdeu os playoffs pela segunda vez na história do clube.

Para a temporada 2011-2012, Mike Koch continuou sendo o técnico do Baskets e reformulou totalmente o time. Novas contratações, como Benas Veikalas, Tony Gaffney, Talor Battle, Daniel Hain e Andrej Mangold e mais o brilhante ex-jogador Jared Jordan foram agregados à equipe.

Jared Jorgan_OK.jpg
O brilhante jogador Jared Jordan. (Foto: https://basketball.realgm.com/wiretap/198276/Jared-Jordan-Focusing-On-Career-In-Europe)

DUAS NOVAS CARAS PARA AS PRINCIPAIS TAREFAS DO CLUBE

No mês de maio de 2013, para o lugar de Michael Koch, o Baskets contratou Mathias Fischer para ser o novo técnico principal. Fischer já havia atuado no mesmo cargo no LTi Giessen 46ers anteriormente e foi o responsável por diversos programas envolvendo os jovens e as seleções nacionais da Alemanha.

Sob seu comando, especialmente no que diz respeito ao desenvolvimento dos jogadores jovens, o projeto de Mathias Fischer está se expandindo e recebendo cada vez mais incentivo à cooperação com os Dragões Rhöndorf. Além de Fischer, o Baskets apresentou Michael Wichterich como novo dirigente do clube em tempo integral.

Wichterich é um ex-jogador do Baskets and the Dragons Rhöndorf. Ele já tinha trabalhado para os Dragões, e se encontrava em uma posição parecida à de Arvid Kramer no ano de 2004. Wichterich é o segundo técnico em tempo integral do clube. O dirigente anterior Andreas Boettcher continua envolvido na gestão.

Após duas temporadas comandando o time, foram vistos resultados sólidos na temporada regular e saídas da primeira rodada nos playoffs. O Baskets teve um início de 6 a 1 na temporada 2015-2016, antes de estabelecer um recorde importante.

O Baskets acabou com um recorde de 22 a 12 que levou em conta uma série de 14 derrotas seguidas na BBL e na FIBA EuroCup, o que acarretou a demissão de Fischer.

Ele foi substituído pelo técnico interino Carsten Pohl e, tempos depois, sucedido por Silvano Poropat. Depois de terminar a temporada de forma regular, o dirigente optou também por dispensar o armador Andrej Mangold, que estava no Baskets havia cinco anos.

Após Poropat deixar o time no mês de setembro de 2016 por causa de uma doença não revelada, o ex-técnico Predrag Krunić voltou ao Baskets para uma segunda passagem exercendo a mesma função.

As principais contratações para a temporada 2016-2017 incluíram o ex-jogador do Bamberg Ryan Thompson, o armador Josh Mayo e o pivô Julian Gamble. Na temporada 2016-2017, o Baskets conseguiu se recuperar e chegou à fase dos playoffs, terminando a temporada regular na sétima colocação com um recorde de 18 a 14.

Nos playoffs, o Baskets conseguiu ganhar o primeiro jogo das quartas de final contra o atual campeão Brose Bamberg, mas terminou perdendo a série por 3 a 1.

Na temporada 2017-2018, o Baskets quase conseguiu obter vantagem em casa na primeira rodada dos playoffs, mas decepcionou, muito embora tenha conseguido ficar em quinto lugar, com um recorde de 21 a 13.

Caro leitor, gostou deste artigo? Comente abaixo, please!

Compartilhe esse conteudo