O Al-Fateh é um clube multiesportivo da Arábia Saudita

Conheça mais sobre a história do time que tem em Cueva seu principal jogador hoje em dia

Arábia Saudita, Professional League, Al-Fateh, Futebol

Al Ahsa é um dos territórios mais conhecidos da Arábia Saudita. O estado que tem no seu clima deserto a principal característica local, é o lar dos maiores desertos da Arábia Saudita, e o lar do time local, Al-Fateh Sports Club.

A cidade localizada no oeste do país do Oriente Médio, tem uma população de mais 1 milhão de habitantes, e no time do Al-Fateh, o grande representante da região na elite do futebol árabe.

Fundado em 1958, as glórias do Al-Fateh são recentes

Com a ideia de formar um time local, vendo o crescimento do esporte no país, jovens da região de Al Ahsa, em 1958, fundaram o time do Al-Fateh. A equipe não teve alteração nas cores tradicionais, permanecendo desde sua fundação, com o verde, branco e azul, como as cores que marcariam a equipe.

Considerado um clube modelo entre os times sauditas, a equipe do Al-Fateh tem na sua estrutura o seu grande atrativo para grandes atletas chegarem até a equipe. Além do futebol, outros esportes ganham destaque no clube do Al-Fateh.

Pessoas jogando futebol em um campo

Descrição gerada automaticamente
Jogador comemora seu gol. Foto: Teloun

Equipes de basquete, natação, ciclismo e tênis de mesa, por exemplo, são mantidos pelo clube para a disputa de competições. Outro ponto da história da equipe que marca sua trajetória, é a revelação de jogadores a nível de jogarem com a seleção da Arábia Saudita.

No futebol, o time do Al-Fateh conviveu na sua história com a disputa em divisões menores do cenário nacional, ficando distante da elite nacional. As conquistas da terceira divisão nacional aconteceram nas temporadas 1982/83, 1996/97 e 1998/99. Com destaque também para o vice-campeonato em 2002/03.

Já na segunda divisão nacional, a única campanha de destaque do time aconteceu na temporada 2008/09, com 2º lugar na classificação geral da competição. Porém, aquela que é considerada a melhor temporada da história do Al-Fateh, aconteceria em 2012/13.

O primeiro título da equipe da Arábia Saudita

Vencer a Saudi Professional League é sempre especial. Para o Al-Fateh, não foi diferente. A equipe que conviveu nas divisões inferiores, tem nessa conquista a grande glória da sua curta trajetória na elite do futebol local.

O ano de 2013 é marcado também, pela vitória da equipe na Saudi Super Cup, vencendo os dois torneios mais importantes no âmbito nacional. Dali em diante, a equipe seguiu mantendo-se na primeira divisão e passou a disputar as competições continentais.

Homem com os braços para cima

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Jogador da equipe comemora seu gol. Foto: Lance

Atualmente, o time é um dos mais fortes da Liga da Arábia Saudita e tem um time qualificado, que conta com jogadores de renome internacional para ajudar na conquista do bicampeonato nacional.

Entre eles, o grande atleta e referência da equipe do Al-Fateh, é o meia peruano que teve destaque aqui no Brasil e é o atual camisa 10 do time: Christian Cueva.

A contração de Cueva foi comemorada entre os torcedores

Christian Cueva é peruano e um dos grandes jogadores da atual geração que conseguiu levar a seleção nacional a campanhas marcantes nas competições da América do Sul e a obter uma vaga na Copa do Mundo da Rússia em 2018.

Ao lado de Guerrero e Farfán, Cueva se tornou uma das peças chaves do esquema do treinador argentino Ricardo Gareca. O meia é habilidoso e tem no toque cadenciado e na sua visão de jogo, suas armas para se destacar em campo.

A história do meia para o cenário internacional, começa a aparecer em 2016, na Copa Libertadores da América. O jogador teve uma campanha de destaque na competição e foi contratado na sequência para um dos maiores clubes brasileiros: o São Paulo.

No tricolor do Morumbi, o peruano chegou com status de craque e um dos principais jogadores do time paulista. Logo no primeiro ano do jogador, ele teve atuações de destaque com a camisa do São Paulo, especialmente nos dois clássicos contra o Corinthians, grande rival da equipe paulista.

Uma imagem contendo Texto

Descrição gerada automaticamente
Cueva apresentado pelo Al-Fateh. Foto: Blog Futebol Interior

Cueva fez o gol de empate no Campeonato Brasileiro de 2016 na casa do rival, válido pelo primeiro jogo na competição entre as duas equipes, e no returno foi o principal jogador da equipe que goleou o rival por 4 a 0.

Dali em diante, Cueva se manteve no Morumbi até 2018, quando foi vendido para o Krasnodar, da Rússia. Lá o meia permaneceu até 2019, quando retorna ao Brasil para defender outro gigante do futebol paulista: o Santos.

Dali em diante, Cueva rodou por outras equipes como o Pachuca (México) e o Malatyaspor (Turquia), até chegar no ano passado ao Al-Fateh. O meia tem sido fundamental para a equipe conseguir suas vitórias, e é uma das peças chaves do esquema do atual treinador, o grego Giorgios Donis.

Entre as disputas internacionais, algumas campanhas de destaque na Liga dos Campeões da Ásia

A partir de 2012, a equipe do Al-Fateh passa a ser mais conhecida no cenário continental, disputando as fases preliminares da Liga dos Campeões da Ásia. Na temporada de 2012/13, o time enfrenta o Al-Jahra e o Al-Arabi no torneio.

Contra o primeiro, a vitória por 3 a 1 no placar agregado dos dois jogos, sendo uma vitória em casa por 1 a 0 e fora de casa por 2 a 1, garantiram a classificação para a próxima fase. Na sequência, a derrota para o Al-Arabi por 5 a 4 no placar agregado, elimina o time da Arábia Saudita.

Jogador de futebol com jogadores no campo

Descrição gerada automaticamente
Jogadores comemoram gol da equipe pela AFC. Foto: Blog Futebol Interior

A equipe ainda participaria das edições de 2014 e 2017, não indo tão longe na competição. Atualmente, a equipe é a 12ª colocada no Campeonato Saudita e briga para alcançar posições melhores e que podem levar às competições continentais.

Quer ficar ligado em tudo o que acontece no futebol do Oriente Médio? Acompanhe o Bets, porque aqui, você não perde nenhum lance.


Compartilhe esse conteudo