Franck Yannick Kessié é um jogador profissional de futebol, nascido na cidade de Ouragahio, no pouco conhecido país Costa do Marfim, no dia 19 de dezembro de 1996, tendo atualmente 25 anos de idade.

O jovem atleta foi treinado para jogar na posição de meio de campo, e com seus 1 metro e oitenta e um de altura, entra em campo pelo AC Milan, vestindo a camisa de número 79 da equipe.

Além de ser um dos atletas principais do AC Milan, Franck Yannick Kessié também joga pela seleção nacional do Costa do Marfim tendo ingressado na equipe no ano de 2013 como sub 17.

Sua carreira como atleta semiprofissional de futebol se iniciou no ano de 2010, quando aos 14 anos de idade o jovem Franck Yannick Kessié ingressou na equipe Stella Club, se você quer saber mais sobre este jogador de futebol, continue lendo este artigo.

Carreira no futebol

Kessié começou sua carreira no futebol jogando pelo Stella Club d'Adjamé, juntando-se à sua formação juvenil em 2010, anos depois em 2014, ele foi promovido ao time principal.

No dia 29 de janeiro de 2015, Kessié assinou um contrato de três anos com o clube Atalanta da Série A de futebol italiano, ele foi designado para a equipe “Primavera” do clube em sua estreia e participou de sete jogos oficiais pelo time.

Sua primeira partida na Europa ocorreu no dia 1º de março daquele ano, quando ele foi titular em um jogo finalizado com a vitória por 2 a 0, jogando fora de casa contra o AC Milan Primavera.

No dia 18 de abril de 2015, Kessié foi convocado para a primeira equipe, para disputar uma partida contra o Roma, mas permaneceu como substituto, não sendo utilizado no jogo empate 1 a 1 no dia seguinte.

Cesena

No dia 26 de agosto de 2015, o jogador se juntou ao Cesena na Série B italiana em um contrato de empréstimo de um ano. Ele fez sua estreia profissional em setembro, substituindo Antonino Ragusa em um jogo que terminou em empate contra o Perugia.

O atleta marcou seu primeiro gol profissional no dia 31 de outubro de 2015, marcando o último ponto de uma vitória por 2 gols a 0 em casa contra o Virtus Lanciano, tornando-se titular aparecendo em 37 partidas e marcando quatro gols.

Com o fim do contrato de empréstimo, o jogador retornou ao Atlanta e foi promovido ao time principal pelo técnico Gian Piero Gasperini, tendo participado da pré-temporada e fazendo sua estreia no time no dia 13 de agosto de 2016.

Franck Yannick Kessié fez sua estreia na categoria principal do futebol italiano em 21 de agosto de 2016, quando marcou dois gols em um jogo que terminou em derrota em casa por 4 gols a 3 contra a Lazio.

Posteriormente, ele se tornou um pilar no time inicial de Gasperini, marcando os gols para a vitória contra o Torino em casa por 2 gols a 1 e contra o Roma jogando em casa em uma disputa que terminou em 2 gols a 1, ambos nos pênaltis.

Kessié também marcou um gol no empate contra o Empoli no dia 20 de dezembro de 2016, com Marco D'Alessandro marcando o gol da vitória no último minuto da disputa e finalizando com placar de 1 a 1.

Franck Yannick Kessié. Twitter. https://twitter.com/search?q=Franck%20Yannick%20Kessi%C3%A9&src=typed_query&f=image

AC Milan

No dia 2 de junho de 2017, Kessié se juntou ao AC Milan, também da Serie A italiana, em um contrato de empréstimo de dois anos com a obrigação de compra, caso se estendesse.

No início, ele escolheu o 19 como seu número, mas logo foi persuadido pela administração do clube a deixar o mesmo para Leonardo Bonucci, que foi transferido para o Milan algumas semanas depois dele, Kessié então mudou para o número 79.

Após a saída de Bonucci entre uma das transferências do verão, foi oferecido a ele o antigo número de volta, mas Kessié recusou, com a justificativa de que ele não queria forçar os torcedores do Milan a gastarem dinheiro com suas camisas devido a mudança.

O jogador fez sua estreia pelo Milan e ajudou o clube a vencer a primeira fase de grupos de qualificação para a Liga Europa contra o CSU Craiova no dia 27 de julho, e em agosto daquele ano jogou na abertura da temporada do AC Milan na Série A.

Neste jogo, ele então marcou um pênalti na disputa que terminou em vitória por 3 gols a 0 sobre o Crotone, e em uma partida contra o Cagliari no dia 21 de janeiro de 2018, Kessié marcou dois gols, sendo um de pênalti, que também terminou em vitória para o Milan.

No dia 12 de julho, ele marcou um gol de pênalti na disputa que terminou em empate de 2 a 2 contra o Napoli, e em julho Kessié marcou mais um gol, desta vez contra o Parma na vitória por 3 a 1, um chute poderoso de 25 metros.

Franck Yannick Kessié. Twitter. https://twitter.com/search?q=Franck%20Yannick%20Kessi%C3%A9&src=typed_query&f=image

Carreira internacional

Franck Yannick Kessié representou seu país de origem, a Costa do Marfim nos níveis sub-17 e sub-20, aparecendo na Copa do Mundo Sub-17 da FIFA no ano de 2013 e no Torneio de Toulon em 2015.

Durante o torneio de 2013, a Federação Real de Futebol Marroquino apresentou uma queixa à FIFA alegando que o jogador Kessié tinha 22 anos e não 16, o necessário para estar na seleção sub-17, a FIFA posteriormente negou essa alegação.

Aos 17 anos, o atleta disputou seu primeiro jogo internacional com a seleção principal, começando sua estreia em um jogo que terminou em vitória por 2 a 1 em casa contra Serra Leoa, classificando o time para Copa das Nações Africanas de 2015.

Em janeiro de 2017, ele foi incluído na equipe de 23 jogadores da seleção nacional, com Michel Dussuyer antes da Copa das Nações Africanas de 2017, sendo um dos titulares em todas as partidas, mas seu time foi eliminado na fase de grupos.

Na Copa das Nações Africanas de 2019, ele foi o principal assistente do campeonato, junto a Ismaël Bennacer, com três assistências, mas não foi o suficiente e sua equipe foi eliminada nas quartas de final pela Argélia.

Franck Yannick Kessié. Twitter. https://twitter.com/search?q=Franck%20Yannick%20Kessi%C3%A9&src=typed_query&f=image

Curiosidades

Quando Franck Yannick Kessié tinha apenas 11 anos de idade, seu pai, que também foi jogador de futebol profissional em sua juventude, antes de se alistar no exército da Costa do Marfim, morreu devido a uma doença.

Devido a tal fato, Kessié decidiu homenagear seu falecido pai em seus jogos, sendo que uma de suas comemorações de gol é uma saudação militar realizada como celebração do mesmo.

Compartilhe esse conteudo