O time foi fundado em 1947 depois da unificação de quatro clubes locais.

Marek_Time.jpg
Time do Marek Dupnitsa. Foto: Media

Os jogos em casa ocorrem no Bonchuk Stadium, onde o Marek derrotou o Bayern de Munique no ano de 1977. O estádio Bonchuk tem capacidade para mais de 15.000 pessoas. O time jogou pela última vez futebol de primeira divisão durante a temporada 2014-2015. Depois, foi parar na terceira divisão.

A maior conquista do Marek foi ter ganhado a Copa da Bulgária no ano de 1978, fato lembrado até hoje.

HISTÓRIA

História inicial (1919-1947)

O povo de Dupnitsa assistiu ao futebol sendo jogado pela primeira vez por tropas estrangeiras, que estavam estacionadas na cidade durante a Primeira Guerra Mundial. Nos anos seguintes, quatro clubes foram fundados na cidade: Slavia, Levski, ZHSK e Athletic.

Em 1923, esses times participaram da formação da Southwest Football League e, entre 1935 e 1944, estavam com frequência nas finais dos torneios nacionais. No ano de 1944, cada um dos quatro times tinha seu próprio estádio.

Marek (1947-1970)

Em 1947, Slavia, Levski, ZHSK e Athletic resolveram se fundir em um único time, que levou o nome de Marek, em homenagem ao apelido de Stanke Dimitrov, um herói local do partido comunista.

No ano de 1948, o Marek jogou na primeira divisão recém-criada, A PFG, terminando em oitavo lugar de dez times na temporada 1948-1949. O time foi rebaixado para a 2ª divisão, a B PFG, em 1950.

O Marek, depois, ganhou promoções para a A PFG em 1952 e 1956, seguido pelo rebaixamento imediato para a B PFG nas temporadas subsequentes, 1953 e 1957, respectivamente.

Durante esses anos, a maior conquista do Marek foi um 5º lugar na A PFG durante a temporada 1960-1961. O técnico da equipe na época era Lyuben Petrov. Até meados da década de 1970, o Marek oscilou muito, indo e voltando da 2ª divisão do futebol búlgaro.

Sucesso na Bulgária e na Europa (1975-1981)

Os grandes êxitos do Marek ocorreram no fim dos anos 70 e começo dos anos 80, quando o time terminou na terceira colocação no campeonato em 1977 e ganhou a taça em 1978, vencendo o franco favorito CSKA Sofia por 1 a 0 diante de 75.000 espectadores no Estádio Vasil Levski, em Sofia.

Na temporada 1976-1977, o Marek derrotou o CSKA em duas ocasiões, em casa e fora, pelos placares de 2 a 1 e 3 a 1, respectivamente. Naquela temporada, o time liderou o campeonato durante várias rodadas e, no fim, o time lutou bravamente com o Slavia Sofia pelo terceiro lugar na classificação.

O Marek venceu o jogo decisivo contra o Slavia, em Dupnitsa, por 1 a 0, terminando em 3º lugar e conquistando uma vaga na Copa da Uefa de 1977-1978. Esse é o melhor resultado do Marek até os dias de hoje na primeira divisão do futebol búlgaro.

Nesse período, o time também jogou na Europa: Taça Uefa, Taça das Taças e Taça Intertoto. As vitórias se referem a jogos contra o Bayern (2 a 0), contra o Ferencváros da Hungria (3 a 0) e contra o Aberdeen da Escócia (3 a 2), então comandado pelo treinador Alex Ferguson.

Alex Ferguson.jpg
Alex Ferguson, o técnico que fez o Marek brilhar na Europa. Foto: Media

O jogo de volta na Escócia estava empatado em 0 a 0 até o fim, quando o substituto Gordon Strachan marcou um gol e, depois, levou seu time a uma vitória por 3 a 0.

ESTÁDIO E TORCEDORES

O Marek é famoso por seus torcedores leais e o estádio local Bonchuk Stadium é conhecido por ser um lugar difícil para as equipes visitantes. O Bonchuk Stadium tem capacidade para 16.050 pessoas.

Marek_Estádio.jpg
Visão ampla do Bonchuk Stadium, o estádio do Marek Dupnitsa. Foto: Media.

A cidade de Dupnitsa era conhecida como a "cidade sobre rodas", porque milhares de fãs leais do Marek seguiam o time em jogos fora de casa para regiões muito afastadas da Bulgária.

JOGADORES FAMOSOS

Entre os jogadores mais famosos do Marek estão Stoyan Stoyanov (goleiro), Dimitar Isakov, Sasho Pargov, Nikolay "Shultz" Krastev, Kiril Milanov, Ivan e Ventzi Petrov, Asen Tomov e Dimitre Dimitrov-Miki. O técnico responsável pelos sucessos do Marek é Yanko Dinkov.

HISTÓRIA RECENTE (2001-2010)

1998–2004

Em 1983, o Marek foi rebaixado para a B PFG e, em seguida, para a terceira divisão do futebol búlgaro. Após mais de uma década jogando nas divisões inferiores, por fim, o Marek retornou triunfante à A PFG búlgara no ano de 2001.

Como participante da Copa Intertoto, o Marek empatou em 1 a 1 com o time alemão da Bundesliga VfL Wolfsburg, em 2003, mas acabou sendo derrotado fora de casa no jogo de volta, por 2 a 0, sendo eliminado da competição.

O time terminou em 7º lugar no fim da temporada 2003-2004, em 9º no fim da temporada 2004-2005, em 11º na temporada 2005-2006 e em 12º na temporada 2006-2007 da primeira divisão búlgara A PFG (entre 16 equipes).

O Marek conseguiu garantir seu lugar na primeira divisão búlgara para a temporada seguinte vencendo por 1 a 0 o CSKA Sofia, em casa.

Na temporada 2007-2008, o Marek teve vários problemas com lesões de jogadores importantes, algumas mudanças de técnico e um conflito não bem resolvido entre os jogadores profissionais do time: Angelo e Yanek Kyuchukov e o presidente do clube, Yordan Andreev.

Yanek.jpg
Yanek Kyuchukov, jogador do Marek Dupnitsa. Foto: Media.

E, para piorar as coisas, o Marek vendeu seu melhor e mais talentoso jogador, Enyo Krastovchev, para o Levski Sofia. Com isso, o time terminou na última colocação, um 16º lugar, tendo apenas 5 vitórias em 30 jogos, na A PFG búlgara. O time foi rebaixado para a B PFG na temporada 2008-2009.

Antes do começo da temporada 2008-2009 na B PFG, o Marek fez seu treinamento de pré-temporada na França em uma tentativa do presidente do clube, Andreev, de montar um time só de jovens jogadores estrangeiros.

O Marek teve até um técnico português para os primeiros jogos daquela época. A temporada regular começou de forma desastrosa para o Marek. Depois de várias derrotas seguidas, o treinador português foi demitido, e todos, exceto um dos jogadores estrangeiros, saíram do clube.

O Marek jogou muito mal a temporada 2008-2009 na B PFG, ficando em 14º lugar de 16 times, vencendo apenas 7 de 30 jogos da temporada regular, tendo 29 gols marcados e 48 gols sofridos.

Na temporada 2009-2010, na B PFG, o Marek foi treinado por Velin Kostadinov e pelo jogador-treinador Angelo Kyuchukov. O time melhorou um pouco seu rendimento e acabou ficando em 10º lugar na tabela, com 41 pontos.

UM NOVO COMEÇO (2010–2022)

A Federação Búlgara de Futebol proibiu o Marek de disputar a B PFG na temporada 2010-2011 por causa das dívidas financeiras do clube.

Dessa forma, o Marek precisou recomeçar e competir no nível mais baixo do futebol búlgaro, ou seja, na liga amadora regional, Zona Rila. O novo técnico do time foi o ex-jogador da equipe, Ivaylo Pargov.

Durante a temporada 2010-2011, o Marek fez um bonito papel na divisão amadora local e, depois de vencer todos os jogos, exceto um de seus jogos da temporada regular, ganhou um jogo de playoff contra o PFC Belasitsa Petrich, lutando pelo direito de jogar na terceira divisão búlgara, a V AFG.

O jogo do playoff terminou empatado aos 90 minutos, em 1 a 1, e o Belasitsa acabou vencendo o Marek nos pênaltis.

O Marek conseguiu acesso à terceira divisão na temporada 2012-2013, terminando em primeiro lugar no Southwest V AFG e, assim, conseguiu subir direto para a segunda divisão.

O Marek fez a alegria de seus inúmeros fãs com uma temporada impecável em 2013-2014 na segunda divisão, dominando seus adversários e conseguindo acesso para a A PFG, tendo ainda quatro jogos para disputar.

A volta à primeira divisão mostrou ser difícil, porque o Marek terminou a temporada 2014-2015 em penúltimo lugar, e, é claro, o time foi rebaixado. O Marek ganhou apenas seis jogos em toda a temporada.

Após o fim da temporada 2014-2015, o Marek voltou a ser impedido de jogar por ter dívidas com instituições governamentais; o time novamente foi rebaixado para as divisões amadoras.

Depois de uma temporada invicta e passando por duas rodadas de playoffs, o Marek conseguiu subir para a 3ª divisão na temporada 2016-2017.

Após muitos anos disputando a terceira divisão, o Marek agora está voltando à segunda divisão para a temporada 2021-2022.

Caro leitor, curtiu este artigo? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhe esse conteudo