O Gangwon Football Club é um time de futebol profissional sul-coreano com sede na província de Gangwon.

Antes da criação da equipe, algumas empresas como a Kia Industries consideraram o estabelecimento de um time de primeira liga na província. Em 2008, então, foi criado o Gangwon FC, que disputou a K-League como 15º participante.

A primeira notícia da criação do time em Gangwon foi dada pelo governador da província, em 28 de abril de 2008.

Um comitê para a fundação da equipe foi montado, e em 5 de novembro do mesmo ano, o Conselho de Administração da Federação de Futebol Profissional aprovou a proposta. Em dezembro, o time foi lançado oficialmente com 23 jogadores já selecionados.

Escudo do Time em suas cores emblemáticas. (Foto: Wikipédia)

Os patrocinadores e comissão técnica estavam animados com o início da temporada e, após revelarem o emblema oficial e os uniformes, só restava a estreia na K-League. Ela aconteceu no dia 8 de março de 2009 e foi muito animadora para todos, já que derrotaram o Jeju United por 1 a 0.

O restante das partidas não traçou uma trajetória brilhante do Gangwon e a equipe terminou a temporada em 13º lugar. Mas apesar disso, o futebol ofensivo cativou a torcida coreana e vários jogadores foram destaque, assim como o técnico Choi Soon-ho.

No ano seguinte, o desempenho também não surpreendeu. Conquistou o 10º lugar ao final da temporada, sem muitos destaques.

O time coreano em campo em 2021. (Foto: K League United)

No entanto, a temporada de 2011 está gravada na memória do torcedor do Gangwon, infelizmente de forma negativa. Até a quarta rodada, não tinham acumulado nenhuma vitória e o técnico Choi Soon-ho renunciou ao cargo. Kim Sang-ho assumiu, mas sem produzir mudanças: o time continuou sem vitórias.

Após 216 dias sem vencer, o clube derrotou o Busan I-Park por 1 a 0 na 13ª rodada do campeonato coreano. Acabaram a temporada com o gosto amargo do saldo de três vitórias e apenas 14 gols.

Na temporada seguinte, de 2012, a K-League implementou o sistema de promoção no campeonato. E o Gangwon reforçou seu sistema de defesa com os craques Hyoseong Bae, Myeong-jung Kim e Eun-jung Kim. Terminou a segunda rodada em 6º lugar.

https://1.bp.blogspot.com/-XLnDHhSSdXU/YOxFS6PBqyI/AAAAAAAAAoo/gWHC8mikosUdLdsjORztqMQI8omebIUhQCLcBGAsYHQ/s16000/0C8A6642%2B%25281%2529.jpg
Elenco do time reunido. (Foto: www.kleagueunited.com)

Após algumas trocas na direção técnica, o primeiro técnico estrangeiro assumiu o clube. O brasileiro Arthur Bernardes, que anteriormente era contratado do Atlético Paranaense para a equipe Sub-23, foi o escolhido da equipe.

Começaram a temporada de 2014 lentos, mas depois da 8ª rodada conseguiram algumas vitórias e saltaram algumas posições. Bernardes, no entanto, recebia muitas críticas do elenco e da comissão técnica, que não concordavam com seu estilo de gerenciamento e treinamento.

“O sistema do técnico é teimoso e insistente mas dá poucos resultados” segundo o que diziam os diretores e os próprios jogadores à época. O brasileiro foi demitido em setembro de 2014 e substituído por Hyo-jin Park. O time, apesar disso, acabou o ano com um excelente resultado, ocupando o 3º lugar.

Em 2015, o clube enfrentou alguns conflitos com patrocinadores, investigações de corrupção e polêmicas. Mas sua temporada seguinte garantiu a subida inédita para a K-League Classic, a primeira divisão do campeonato.

Durante a temporada, o time teve um desempenho consistente e progressivo, o melhor desde a sua criação. Tinha uma defesa forte e habilidosa, que conquistou o 4º lugar na tabela e o fez disputar a promoção à K-League Classic de 2017 e garantir a vaga.

Então, em 1º de outubro, empataram com o Ulsan Hyundai e entraram na primeira divisão pela primeira vez na história.

Nesta foto fornecida pelo Gangwon FC em 6 de julho de 2017, o novo zagueiro do Gangwon, Gerson, posa para a câmera com o emblema do clube.  (Talvez)
Nesta foto de 6 de julho de 2017, o zagueiro do Gangwon, Gerson, posa para a câmera com o emblema do clube. (Foto: www.koreaherald.com)

A primeira temporada na K-League Classic contou com a participação de três brasileiros no elenco: Diego Maurício, Gerson e Serginho. Eles contribuíram para uma boa temporada que garantiu mais um ano na primeira divisão.

O jogador Kim Ji-hyeon foi premiado com o título K-League Young Player do ano, pelo desempenho durante a campanha de 2018. Esta foi comandada pelo treinador Kim Byung-soo, que no ano seguinte, 2019, terminou a temporada elogiado por jogadores e torcedores.

Em 2019, terminou em 6º lugar na tabela, mas com excelentes resultados. O Gangwon liderou a primeira divisão em posse de bola, tentativas de passe, passes e conclusão de passes para a frente, além de terceiro lugar em número de gols.

O técnico Kim Byung-soo tinha como principal preocupação, após a análise dos resultados de 2019, a parte defensiva da equipe. Contratou para a campanha de 2020 Lim Chai-min, Shin Se-gye e Kim Young-bin, entre outros jogadores que conseguiriam melhorar a defesa.

O treinador fez mais uma boa temporada, terminando em 7º lugar no ano de 2020. Infelizmente, a era Byung-soo acabou em 2021, pois o fantasma do rebaixamento começou a rondar o clube, após derrota de 4 a 0 para o Pohang Steelers.

Seu sucessor, Choi Young-soo, conseguiu manter o time na primeira divisão nas partidas que decidiram os rebaixados desse ano.

A temporada de 2022 está no começo, mas o Gangwon já joga de maneira preocupante. De 9 rodadas só obteve 2 vitórias e acumula 10 pontos. Não ganha uma partida pela K-League desde o dia 5 de março.

Mas os torcedores se mantém esperançosos e acreditam na recuperação do clube. Há muito campeonato pela frente!

Fique ligado no Bets e saiba os próximos passos do Gangwon na K-League, além de notícias dos seus times preferidos!

Compartilhe esse conteudo