América-MG fez um jogo tranquilo em casa, vencendo novamente o rival alagoano para seguir vivo no mata-mata mais importante do país

Menos de 2 mil torcedores estiveram no estádio Independência na noite desta terça feira (10/5) para apoiar o América Mineiro, que venceu o CSA por 2 a 0 e garantiu uma vaga na próxima fase da Copa do Brasil.

Se a renda gerou pouco mais de 21 mil reais, o PIX da CBF por avançar na competição será muito mais vistoso para os cofres do clube: 3 milhões de reais.

Jogadores entraram com uma faixa contra o trabalho infantil. (Créditos da imagem: https://twitter.com/AmericaMG/status/1524160083894145027/photo/2)

Como foi o jogo

Uma vez que o jogo de ida já havia garantido um bom placar (3 a 0 fora de casa), o treinador do América, Vagner Mancini, aproveitou para rodar o elenco e dar chance a jogadores que não vinham entrando como titulares.

A estratégia se provou correta e o Coelho nem precisou fazer força para vencer mais uma vez. Os donos da casa abriram o placar com Índio Ramirez logo aos 3 minutos, num golaço de fora da área: ele recebeu livre na ponta direita, teve tempo para ajeitar o corpo, mirou no ângulo e acertou um pombo sem asas e sem chances para o goleiro adversário.

O América teve muita facilidade, sem sofrer riscos. O CSA tinha falta de ideias e de talento para quebrar a defesa adversária. Tanto que o mapa de calor mostrava intensidade apenas no campo de defesa.

Rodriguinho fez o seu primeiro gol como profissional nesta noite. (Créditos da imagem: Fernando Moreno - AGIF) 

Se quisesse, o time de Vagner Mancini poderia ter forçado mais, no entanto a vantagem de 4 gols somados dava muito conforto ao Coelho. Osvaldo e até mesmo Felipe Augusto tentaram testar Jaílson mas não chegaram a causar muito arrepio nos torcedores mineiros.

A segunda etapa começou de forma diferente. O técnico Mozer deu um chacoalhão na equipe e os seus jogadores voltaram com mais ânimo do vestiário. Nos primeiros minutos, o CSA até esboçou alguma pressãozinha, com Bruno Mezenga. O América Mineiro se recolheu, esperando uma chance no contra ataque para matar o jogo duma vez.

Yann Rolim e depois Pedrinho perderam algumas chances. Aos 38 minutos, Rodriguinho ampliou o placar. Ele aproveitou a sobra de um chute de Pedrinho para colocar a pelota dentro do gol com muita classe.

No finzinho da partida, Aloísio Boi Bandido, uma das grandes contratações do Coelho para esta temporada, por pouco não fez o terceiro, para repetir o placar da partida de ida em Alagoas. Mas ficou nisso, América Mineiro 2, CSA 0.

Compartilhe esse conteudo