O Campeonato Brasiliense, ou Candangão como também é chamado, acontece no Distrito Federal desde a década de 50, mais precisamente em 1959, quando o futebol começou a ter visibilidade em Brasília logo após sua construção.

Inclusive, o fato curioso aqui é que ele começou a dar os primeiros passos paralelamente ao início da história da cidade, uma vez que os funcionários aproveitavam o tempo livre pós-trabalho para jogar aquela pelada e descontrair com os colegas.

Os jogos foram ganhando público cada vez mais, e as construtoras que trabalhavam na obra de Brasília montaram seus times com funcionários indo com tudo para a disputa de partidas, em busca das vitórias.

Com essa popularidade dos jogos aumentando, decidiram reunir os funcionários que curtiam bater aquela bola depois do trabalho para criar um campo de futebol na Vila Planalto. Anos depois, esse campo veio a se tornar o Estádio Ciro Machado do Espírito Santo, atual casa do Real Brasília desde 2020.

Campo criado pelos operários que hoje é a casa do Real Brasília (Foto: Divulgação/Real Brasília)

A profissionalização do futebol de Brasília

Após a criação do primeiro campo, novos clubes de futebol começaram a surgir, ainda sendo formados por trabalhadores que atuavam nas construtoras.

No ano de 1959, mais precisamente no dia 16 de março foi fundada a Federação Desportiva de Brasília para organizar as competições locais.

A primeira competição oficial aconteceu logo no mesmo ano de criação da Federação, que organizou o torneio Início Bernardo Sayão, em maio. O campeonato contou com 19 times e foi realizado no estádio Estádio Israel Pinheiro, denominado a casa do CR Guará, que inclusive se tornou o primeiro campeão.

Já na década de 60, Brasília foi inaugurada e a partir disso a competição começou a ganhar corpo. Nesse momento, algumas equipes amadoras passaram a dar lugar para equipes que ganharam força.

Foi quando começou uma grande rivalidade, entre Defelê, que conseguiu o título em seu primeiro ano de criação, e o Rabello, que também conquistou um título expressivo na Taça Governador Roberto Silveira daquela época. O duelo entre esses times era chamado de Clássico Vovô da Capital Federal.

Time Rabello, um dos primeiros clubes de futebol de Brasília (Foto: Arquivo Almanaque do Futebol Brasiliense)


Após muitas tentativas de profissionalizar a competição, e diversos torneios amadores, foi a partir da década de 70 que o campeonato se tornou profissional, no ano de 1976.

A partir desse momento, algumas equipes formadas por operários foram perdendo forças e sendo extintas, enquanto outros clubes foram surgindo e se firmando. Nessa época, Gama e Brasiliense se destacaram.

Os times mais antigos em atividade?

Ainda jogam a competição tradicionais equipes criadas na década de 60, quando o futebol em Brasília surgiu.

Entre eles, destaque para o Planaltina Esporte Clube, criado em 1963 e Associação Atlética Luziânia em 1926. Já Grêmio Esportivo Brasiliense (1959) e Associação Portuguesa de Brasília (1962) são apenas clubes sociais atualmente.

Formato da competição

A competição conta atualmente com duas divisões, uma com 10 participantes em busca do título e outra, também com 10 times, tentando seu lugar na elite do futebol de Brasília.

O torneio é disputado em formato de fase de grupos utilizando o sistema de pontos corridos, onde acontecem nove rodadas na primeira fase. Os quatro melhores classificados avançam para a próxima fase da competição. Os dois com piores desempenhos já são rebaixados neste momento.

Na etapa seguinte, os quatro melhores clubes que avançaram disputam entre si, jogos de ida e volta e definem quem são os dois melhores, ainda no sistema de pontos corridos.  Quem conseguir as duas primeiras colocações fazem a final no sistema de mata-mata em jogo único para definir o campeão do torneio.

Jogadores entrando em campo no Campeonato Brasiliense 2022 (Foto: Divulgação/Instagram FFDFoficial)


Os dois primeiros colocados na classificação final da competição, conseguem acesso a Série D 2022, Copa do Brasil de 2022 e Copa Verde de 2022.

Os maiores campeões do Campeonato Brasiliense

O Gama é o maior campeão do Campeonato Brasiliense com 13 títulos conquistados, além de 7 vice-campeonatos em sua história.

Na sequência, o Brasília segue de perto o Gama, com 10 títulos obtidos. Por seis vezes a conquista bateu na trave.

Não tão longe, mas ainda no top 3 dos maiores campeões é o Brasília, que tem 8 títulos em sua prateleira.

Jogadores do Gama comemorando mais um título na competição (Foto: Anderson Papel/Artimidia Press)

Confira outros times que também fazem parte dessa lista de campeões:

  • Taguatinga - 5 títulos;
  • Rabello e Defelê - 4 títulos;
  • Sobradinho - 3 títulos;
  • Ceilândia, Luziânia, Grêmio Brasiliense e Guanabara - 2 títulos.

Alguns times que não estão nessa lista têm apenas um título ou, até o momento, ainda não conseguiram a tão sonhada taça do estadual.

Temporada 2021 teve campeão invicto

Na última temporada, o Brasiliense conseguiu frear a sequência de títulos do Gama, que tinha conquistado a competição em dois anos consecutivos, 2019 e 2020.

O clube disputou com unhas e dentes a primeira fase e conseguiu passar de forma invicta na liderança do grupo B, com 18 pontos conquistados. Na fase seguinte, repetiu o feito e também ficou na liderança do grupo B sem perder nenhum dos três jogos que disputou.

Na etapa chamada de fase final, ainda no sistema de grupos e pontos corridos, o clube teve novamente um ótimo desempenho e se manteve na liderança.

A final do torneio foi contra o Ceilândia, que saiu derrotado pelo placar mínimo de 1x0, mas o que vale é o título conquistado. Inclusive, para abrilhantar a conquista, o time conseguiu ficar invicto no Candangão.

Time comemorou muito o título conquistado, de maneira invicta (Foto: Igo Estrela/Metrópoles)


O responsável pela artilharia do torneio foi Zé Eduardo, o veterano Zé Love, que balançou as redes 11 vezes na competição. Atrás dele tinha Gabriel do Ceilândia, com 6 gols marcados.

O que esperar do Candangão em 2022?

A temporada começou no dia 22 de janeiro de 2022, com 5 rodadas que agitaram a competição. O torneio seguirá o mesmo sistema dos últimos anos.

Participam da primeira divisão 2022:

  • Ceilândia
  • Paranoá
  • Brasiliense
  • Capital-DF
  • Brasília
  • Taguatinga
  • Gama
  • Santa Maria
  • Unaí
  • Luziânia

Entre os times que disputam a competição, dois deles acenderão da segunda divisão do Campeonato Brasiliense na temporada 2022, sendo Brasília e Paranoá e pretendem dar trabalho para seus adversários, com o objetivo de se manter na elite.

Atualmente, quem está mandando bem na competição do Distrito Federal é o Ceilândia, que repete o feito do Brasiliense na temporada passada e ainda não perdeu no torneio. Já o Luziânia é o lanterna, com o pior desempenho até o momento.

Vamos aguardar os próximos capítulos dessa trajetória. Para quem vai sua torcida? Aproveite para continuar bem informado sobre o Campeonato Brasiliense e o mundo da bola aqui no blog da Bets.

Compartilhe esse conteudo