Time de Graham Potter aproveitou o desinteresse dos Red Devils para aplicar uma goleada de 4 a 0, placar que no fim das contas saiu até barato


Mais de 31 mil espectadores viram o Brighton golear sem dó nem piedade o Manchester United na tarde deste sábado (7/5). Os 4 a 0 sobre os Red Devils ficarão marcados na história do pequeno clube azul e branco. Por seu turno, o United sofre mais uma humilhação antes do fim da temporada, enquanto aguarda a chegada do novo técnico Ado Den Hag.

Com o resultado, o Brighton chega aos 47 pontos em 36 partidas, ficando em nono lugar. Bastante honroso para as pretensões do clube. Já o Manchester United fica nos 58 pontos, com apenas mais uma partida por fazer. Está na sexta colocação, classificado para a Liga Europa.

Cucurella até chorou após marcar o segundo gol do Brighton contra o United

Mas West Ham, com 52, e Wolverhampton, com 50, têm ainda 3 jogos por disputar. Assim, até mesmo uma vaguinha na próxima Liga Europa da UEFA está a perigo.

Como foi o jogo

O Brighton entrou no 3421, enquanto o Manchester United veio no 4231, com Cristiano Ronaldo isolado no comando de ataque, suportado por Juan Mata e Bruno Fernandes.

Pogba, Sancho, Luke Shaw, Rashford eram desfalques dos Red Devils.

O primeiro terço da etapa inicial foi de muita intensidade e movimentação. Mas finalizações com perigo faltaram. O primeiro chute a gol já entrou. Moisés Caicedo bateu da intermediária no cantinho do gol. De Gea não conseguiu alcançar. A torcida comemorou fazendo tremer as vigas do estádio.

A partir daí, o Manchester United se lançou mais ao ataque, mas não conseguiu criar boas tramas ofensivas. Ao mesmo tempo, o meio dava espaço ao Brighton, que pecava pela falta de técnica.

A dupla Welbeck e Trossard comemora

Apesar de envolver os visitantes, os comandados de Graham Potter não tinham capacidade para finalizar ao gol de David De Gea.

Após o intervalo, Fred e Cavani vieram a campo nos lugares de Elanga e Matic.

Mas nem deu tempo dos Red Devils se assentarem nos novos posicionamentos. O Brighton ampliou com Cucurella, que recebeu um passe de Trossard para enfiar o pé na bola: ela morreu no ângulo e o cabeludo foi às lágrimas. Ele foi apenas o décimo segundo jogador do Brighton a marcar gols nesta temporada da Premier League.

Aos 12, Pascal Gross fez o terceiro. Bela jogada coletiva pelo lado esquerdo. Dessa vez foi Gross quem rompeu a grande área, dominando e tirando do goleiro adversário.

2 minutos depois, a goleada foi sacramentada: Welbeck deu uma cavadinha, a bola superou de Gea, o zagueiro tentou tirar mas Trossard estava na boca do gol. Ela bateu em seu peito e entrou.

United coroa a pior temporada da Premier league com uma atuação digna de time rebaixado, enquanto o Brighton pode adicionar mais uma vitória - com goleada - neste returno da Premier League. Já havia superado Tottenham e Arsenal recentemente. Esta foi a primeira vitória em casa no ano de 2022.  

Compartilhe esse conteudo