Time de Manuel Pellegrini mostrou soberania fora de casa e venceu novamente o Valencia, após a conquista da Copa do Rey

Em repetição do duelo que fez a final da Copa do Rey no fim do mês passado, o Valencia recebeu o Betis e foi goleado por 3 a 0 no estádio Mestalla no começo da tarde desta terça feira (10/5). No duelo entre o retranqueiro Bordalas e o ofensivo Pellegrini, vitória do chileno.

Jogando de azul, o Betis não tomou conhecimento do Valencia: teve gol de brasileiro, Willian José deixou o dele. (Créditos da imagem: Jornal Marca)

Com o resultado, o Betis quase garantiu vaga na próxima Liga Europa da UEFA, já que está em quinto lugar, com 61 pontos, 8 a mais do que o Villarreal.

Basta um empate nas rodadas finais ou torcer para um tropeço do Submarino Amarelo para conseguir esse feito. Mas o melhor seria mesmo ir para a Champions League. Tarefa difícil, já que está a 3 pontos do Atlético de Madrid, que tem um jogo a menos.

Já o Valencia segue na sua mediocridade de meio de tabela, em décimo lugar, com 44 pontos. Nos últimos 5 jogos, são 3 derrotas e 2 empates, um desempenho sofrível para um time que já viveu dias muito melhores e mais empolgantes.

Valencia não demonstrou bom futebol e frustrou a sua torcida dentro de casa. (Créditos da imagem: Jornal Marca)

Como foi o jogo

Nem mesmo a possibilidade de se vingar do vice-campeonato pela Copa do Rey fez o treinador José Bordalas conseguir extrair algo de bom do seu elenco. Quem se deu bem foi mesmo Manuel Pellegrini, que aproveitou para atropelar o adversário.

No primeiro tempo, um jogo sem tantas emoções. Parecia mesmo que ambos os times estavam sentindo o peso do fim de uma temporada exaustiva. Além disso, o Valencia já não tinha mais pretensões na tabela do nacional e mesmo o Betis viu o seu sonho de ir para a Champions ficar mais distante com a derrota para o Barcelona no último minuto pela rodada mais recente de La Liga.

De qualquer modo, o segundo tempo mostrou muito mais bola na rede. Logo na volta do intervalo, o brasileiro Willian José abriu o placar.

Ele fez um golaço após receber passe de Canales, recortando a defesa adversária antes de assinar o seu nome com um grande tento. Curiosamente, o Valencia havia estado melhor neste reinício de jogo.

A partir daí, o Betis controlou o jogo. O segundo gol veio já no finzinho, com Canales, que marcou o seu quinto gol em La Liga. Ele já estava acostumado a castigar o Valencia desde quando jogava pelo Levante. E antes de o juiz apitar o fim do jogo, Borja Iglesias recebeu assistência de Miranda para fazer o terceiro do Betis.

Compartilhe esse conteudo