Vitória veio contra o Valencia, nos pênaltis, após empate no tempo normal por 1 a 1

O Betis venceu o Valencia nos pênaltis neste sábado (23/3) por 5 a 4, após empatar por 1 a 1 nos 90 minutos, e se sagrou campeão da Copa do Rei. Esta é a terceira conquista do clube sevillano, que já havia levantado a taça em 1977 e em 2005.

Elenco do Betis faz a festa, comemorando o terceiro título da Copa do Rei em sua história. (Créditos da imagem:https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/enm/2022/04/23/betis-vence-o-valencia-nos-penaltis-e-e-campeao-da-copa-do-rei.htm

Um dos principais nomes dessa conquista foi o meia Joaquín: o camisa 17 está com 40 anos, tendo se identificado desde sempre com o Betis. Ele já foi campeão duas vezes da segunda divisão e também fez parte do grupo vencedor em 2005, quando o Betis superou o Osasuna na prorrogação, vencendo por 2 a 1.

Como foi a partida

O Betis abriu o placar aos 11 minutos, com Borja Iglesias. A torcida foi à loucura com o gol logo cedo, já que o Betis jogava no Estádio Olímpico. Mas bastaram 20 minutos para o Valencia empatar, com Hugo Duro.

O empate levou a partida para a prorrogação. No entanto, como o placar não foi alterado, a decisão foi para as penalidades máximas. As três primeiras cobranças de cada um entraram: pelo Valencia, Carlos Soler, Racic e o português Gonçalo Guedes marcaram, enquanto pelo Betis,  Willian José, brasileiro que passou pelo São Paulo, Joaquin e Guardado também converteram suas cobranças.

Coube ao capitão levantar a sua última taça, mais uma vez, com a camisa do Betis. (Créditos da imagem: https://twitter.com/CuriosidadesEU/status/1518038013250621441/photo/1)

É sabido que a probabilidade de um clube vencer uma disputa de pênaltis é maior quando começa batendo. Contudo, Musah errou a quarta pelo Valencia. Tello, do Betis, fez o seu, deixando o clube sevilhano em vantagem. Gayà marcou o dele, mas era preciso que Juan Miranda desperdiçasse a sua batida. O lateral esquerdo do Betis não deixou por menos e marcou o gol do título do Betis.

Escalações

Betis: Silva; Bellerín, Pezzella, Bartra e Moreno; Rodríguez e Carvalho; Canales, Fekir e Juanmi; Iglesias. Técnico: Manuel Pellegrini.

Valencia: Cillessen; Correia, Diakhaby, Guillamón e Gaya; Foulquier, Moriba, Racic, Soler e Gil; Guedes. Técnico: José Bordalás.

Próximos compromissos

Agora, o Betis vai enfrentar o Getafe fora de casa, na segunda (2/5), às 16h, enquanto o derrotado Valencia joga contra o Levante, em casa, já no sábado (30/4), às 13h30. Ambos os jogos serão válidos pela trigésima quarta rodada do Campeonato Espanhol, que está prestes a ser conquistado pelo Real Madrid.  



Compartilhe esse conteudo