Comandados de Diego Simeone não conseguiram marcar um golzinho no adversário que luta contra o rebaixamento

O Atlético de Madrid recebeu o Granada hoje (20/4), pela 33a rodada do Campeonato Espanhol, mas não saiu do zero, decepcionando os torcedores no Metropolitano. O pontinho deu aos colchoneros a segunda colocação, mas com partidas a mais do que Barcelona e Sevilla, que vêm logo atrás, ambos com 60 pontos.

De Paul louvou o protagonismo colchonero na partida, mas sabe que os seus colegas não tiveram força suficiente para vencer um time que está quase rebaixado. (https://www.marca.com/futbol/atletico/2022/04/20/6260656122601d097f8b459d.html)

Já o Granada segue atolado na zona de rebaixamento, agora com 30 pontos, um a menos do que o Cádiz, o primeiro a permanecer na 1a divisão de La Liga. Faltam 4 rodadas para o encerramento do Campeonato Espanhol.

Na 34a rodada de La Liga, o Atlético de Madrid vai até Bilbao, enfrentar o Athletic, enquanto o Granada recebe o Celta de Vigo, no dia seguinte, domingo.

Diego Simeone tem enfrentado demasiadas críticas sobre o futebol defensivo, incapaz de furar defesas adversárias quando precisa dos 3 pontos. (Créditos da imagem: https://www.marca.com/futbol/atletico/2022/04/20/62603afd268e3ef7118b45c2.html

Num jogo bastante insosso, mais uma vez foi demonstrada a falta de criatividade do Atlético de Madrid quando precisa superar as retrancas adversárias. Na hora de defender, Diego Simeone é um gênio, mas quando é hora de atacar, as coisas ficam mais complicadas.

O treinador argentino não tem conseguido fazer render os seus atacantes nem criar alternativas para o sistema ofensivo como um todo. Um pênalti em cima do francês Antoine Griezmann foi reclamado e no fim do jogo, o brasileiro Matheus Cunha acertou o poste.

Mas como diz a música, bola na trave não altera o placar. O Atlético de Madrid ficou no 0 a 0 contra o Granada, mesmo com o apoio da torcida e enfrentando um adversário quase de segunda divisão.

Para a próxima temporada, Simeone precisará mudar a maneira de jogar, ao menos quando tem de buscar o resultado e propor o jogo. Hoje, ele colocou seu filho em campo, o atacante Giuliano Simeone. Mesmo assim, a família não conseguiu deixar felizes e satisfeitos os torcedores colchoneros.

Luís Suárez entrou com bastante gana, como é comum, no fim da partida, porém já era tarde para demonstrar apetite artilheiro.

Escalações

Atlético de Madrid: Oblak, Llorente, Savic, Hermoso, Reinildo, de Paul, Serrano, Koke, Carrasco, Griezmann e Correa.

Granada: Luís Maximiano, Quini, Víctor Díaz, Duarte, Escudero, Njegos Petrovic, Luis Milla, Raba, Montoro, Myrto Uzini e Bacca.

Compartilhe esse conteudo