Entre os vencedores, o Valur é o maior deles, e já teve em Gudjonhnsen a grande estrela da companhia

A Supercopa da Islândia é um dos maiores torneios nacionais, e reúne os vencedores das competições locais. O Valur é a equipe que tem o maior número de participações na disputa, com 16 edições jogadas pelo time islandês.

Disputada desde 1969, o Valur possui 11 conquistas do torneio, nos anos de 1977, 1979, 1988, 1991, 1992, 1993, 2006, 2008, 2016, 2017 e 2018. A competição que conta com o Campeão da Liga Islandesa de Futebol e o vencedor da Copa da Islândia, é um charme a parte durante o calendário do esporte local.

A equipe do Valur se destaca também por ser o principal time do cenário islandês. Além das 11 conquistas da Supercopa da Islândia, o clube acumula 23 títulos da Liga local, e outras 11 taças da Copa da Islândia.

Grupo de pessoas pulando no ar

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Jogadores do Valur comemoram a conquista da Supercopa da Islândia. Equipe é a maior ganhadora do torneio nacional. Foto: UEFA

Fundado em 1911, o clube do Valur disputa as competições nacionais desde o ano de 1915, e teve sua primeira taça da Liga Islandesa de Futebol, em 1915.

Além disso, o clube é considerado como um dos grandes berços dos maiores futebolistas locais. Entre eles, um jogador em especial, teve um destaque grandioso em dois clubes gigantes e é considerado o maior atleta do esporte na Islândia: Eidur Gudjohnsen.

Um atacante revelado no Valur em 1994 tem destaque no cenário europeu

Destaque desde as categorias de base do clube islandês, Gudjohnsen foi desenvolvendo o seu faro de gol com os anos. Essa característica, por sinal, foi o seu grande destaque nos clubes que passou.

Considerado o maior jogador islandês de todos os tempos, teve passagens marcantes por Chelsea e Barcelona, e venceu grandes competições do cenário europeu. Além disso, é o jogador com mais gols com a camisa da seleção nacional, com 26 gols em 88 partidas.

Pelo Chelsea, o atacante foi uma das peças que marcou a virada de status do time inglês nos torneios nacionais, por conta da recente venda do clube ao magnata russo, Roman Abramovich.

Com o poderio financeiro aumentado por conta do magnata, o Chelsea passa a montar grandes esquadrões, e a enfileirar campeonatos na Inglaterra. Gudjohnsen ajudou o time inglês a vencer duas edições da Premier League, além da Supercopa da Inglaterra e da Copa da Liga Inglesa.

Jogador de futebol com pessoas ao fundo

Descrição gerada automaticamente
Gudjohnsen comemora gol com Puyol e Rafa Marquéz, seus companheiros de equipe. Foto: Pinterest

Depois disso, o jogador foi vendido ao Barcelona. Na época, o jogador que vivia boa fase no clube inglês, decidiu se juntar à Ronaldinho, Eto’o e Henry no Barcelona. Messi, um jovem da época, ainda estava começando a aparecer para o futebol mundial.

Gudjohnsen inclusive, viveu uma das fases mais marcantes da história do Barcelona, na temporada 2008/09, que marcou a chegada de Pep Guardiola ao clube da Catalunha. Dali em diante, o time do Barça viveria três anos mágicos, sob o comando do espanhol.

Mesmo ficando apenas até o fim da temporada de 2008/09, Gudjohnsen foi importante para o clube, que com ao término das competições europeias, venceu a Supercopa da Espanha, Copa do Rei, Campeonato Espanhol e a Liga dos Campeões daquele ano.

Outro time destaque no país, é o Fram Reykjavik, dono de seis troféus da Supercopa

Uma das grandes equipes do cenário da Islândia, o segundo clube mais vencedor da disputa que coloca frente a frente os dois vencedores das competições nacionais, levou a melhor na decisão disputada em jogo único nos anos de 1971, 1974, 1981, 1985, 1986 e 1989.

Além das campanhas de título, ainda teve mais sete participações, que deram os sete vice-campeonatos na Supercopa da Islândia. O clube ainda é detentor de 18 conquistas do Campeonato Islandês de Futebol, e de oito títulos da Copa da Islândia em sua história.

O time que, por curiosidade, tem um grande destaque também no Handebol nacional, faz dos dois esportes, as grandes atividades do clube islandês, e que cativam cada vez mais aos torcedores em seus jogos.

Grupo de pessoas na frente de multidão

Descrição gerada automaticamente
Jogadores do time do KR comemoram conquista nacional que marcou a história do clube da Islândia. Foto: UEFA

Pelo Handebol, o clube islandês é um dos maiores campeões locais da modalidade esportiva, e acumula em sua trajetória, 10 títulos da Liga de Handebol da Islândia, nos anos de 1950, 1962, 1963, 1964, 1966, 1967, 1970, 1972, 2006 e 2013.

Além disso, tem uma conquista da Copa da Islândia no Handebol, no ano de 2000, e da Copa da Liga Islandesa em 2008.

A atual temporada do futebol islandês

Com o início do campeonato local apenas em abril, a temporada do esporte da Islândia segue paralisada. Na última temporada, o clube campeão do principal torneio do futebol local, foi o Vikingur.

Dono de uma ótima campanha no torneio, o Vikingur brigou até a última rodada com o Breidablik pelo troféu nacional. Ao longo da trajetória do clube vencedor na temporada passada, foram 22 jogos disputados, e 48 pontos conquistados.

Até o final do campeonato, o Vikingur obteve 14 vitórias, com seis empates e duas derrotas. Além disso, foram 38 gols marcados e 21 sofridos, que deixaram o clube campeão com um saldo de gols positivo em +17.

Grupo de pessoas jogando futebol em um campo

Descrição gerada automaticamente
Jogadores do Breidablik saúdam sua torcida antes de jogo da equipe pela liga nacional. Foto: UEFA

Já o Breidablik, teve 47 pontos conquistados em 22 jogos, com a campanha tendo 15 vitórias, dois empates e cinco derrotas. Dono de um ataque poderoso, o setor ofensivo não decepcionou, e fez 55 gols ao longo da competição nacional. A equipe vice-campeã sofreu apenas 21 gols em todo o torneio, e teve um saldo de gols positivo em +34.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no futebol da Islândia? Aqui no Bets, você não perde nada do que acontece, e fica antenado em cada lance do mundo da bola!

Compartilhe esse conteudo