Conheça a história dos goleadores brasileiros no torneio nacional e na carreira de cada um.

Disputada por 14 times, a Copa da Liga dos Emirados Árabes é um sucesso de audiência e público durante os jogos do torneio. Com o Shabab Al Ahli como o grande vencedor da competição com cinco títulos, a disputa é um sucesso nacional.

Além dos vencedores e da adesão alta do público à competição nacional, um ponto que chama a atenção do torneio, é a história dos jogadores com mais gols ao longo da disputa nacional. Alguns desses atletas, são conhecidos do público brasileiro.

Uma imagem contendo atletismo, jogador, homem, posando

Descrição gerada automaticamente
Comemoração da equipe do Shabab, atual vencedor do torneio nacional. Foto: Gulf Today

Atletas como Ricardo Oliveira e Grafite, marcaram a competição com gols e grandes atuações pelas equipes dos Emirados Árabes Unidos. Com 27 gols em cinco edições disputadas pelo Al Jazira, Ricardo Oliveira é o segundo maior artilheiro da competição nacional.

Ricardo Oliveira tem uma carreira de sucesso e passagem pela Seleção Brasileira

Antes da chegada do jogador ao Al Jazira em 2009, Ricardo Oliveira foi considerado uma das maiores promessas do futebol brasileiro no início dos anos 2000. Com o começo de sua carreira na Portuguesa, a primeira equipe de destaque do jogador, foi o Santos.

O alvinegro praiano contratou o jogador em 2003 para a disputa da Copa Libertadores da América. No intuito de ser o grande parceiro do atacante Robinho, jovem promessa santista da época, o artilheiro foi anunciado pelo Santos.

Por curiosidade, Ricardo Oliveira foi o artilheiro da Copa Libertadores em 2003, com nove gols ao longo da competição, e ajudou o Santos a chegar à final da competição continental. Na decisão, o confronto contra o Boca foi difícil, e o Santos foi derrotado pelo Boca Juniors.

Na sequência, o jogador se transferiu para o Valencia da Espanha. No time espanhol, o jogador teve uma boa temporada, e em 2004, foi anunciado como novo reforço do Betis. Na nova equipe, Ricardo Oliveira foi um dos maiores destaques da Liga Espanhola, marcando 26 gols em 46 jogos.

Homens jogando futebol de campo

Descrição gerada automaticamente
Ricardo Oliveira em ação pelo Al-Jazira em partida da Copa da Liga. Foto: Goal

Números impressionantes e que chamaram a atenção do gigante time italiano do Milan. Em 2006, o atacante acertou a sua transferência para o clube de Milão, e permaneceu lá por uma temporada.

Antes da ida ao Milan, o empréstimo para o São Paulo em 2006, foi um sucesso. Ricardo Oliveira foi um dos grandes destaques da campanha na Libertadores daquele ano, que o tricolor chegou até a final da competição.

Em 2007, firmou contrato com o Zaragoza (Espanha), e ficou na equipe até 2009. De lá, o jogador foi vendido para o Al Jazira. No time dos Emirados Árabes, Ricardo Oliveira foi um dos maiores destaques do futebol local, e fez sucesso no Al Jazira.

Pela competição da Copa da Liga dos Emirados Árabes, o jogador soma 27 gols marcados em cinco edições disputadas, que dão ao atleta o segundo lugar no ranking dos artilheiros do torneio.

Grafite é o sexto maior artilheiro da competição nacional

O jogador que teve passagens marcantes por times como São Paulo e Wolfsburg (Alemanha), Grafite é um dos grandes ídolos recentes do Shabab Al Ahli.

Antes de chegar ao Shabab, Grafite rodou por equipes menores no início da carreira. Revelado pelo Matonense em 1999, o atacante que disputou a Copa do Mundo de 2010, disputada na África do Sul, demorou até chegar ao São Paulo.

A lista dos times que Grafite jogou antes do tricolor paulista é: Matonense, Ferroviária, Santa Cruz, Grêmio, Seoul (Coréia do Sul) e o Goiás. No time esmeraldino, o jogador foi destaque e chamou a atenção do São Paulo.

Em 2004, o atleta assinou contrato com o tricolor do Morumbi, e foi um dos destaques do time na campanha da equipe na Copa Libertadores daquele ano, que fez o São Paulo chegar até a semifinal do torneio continental.

Pessoas com instrumentos musicais e microfone em cima de mesa

Descrição gerada automaticamente
Grafite na comemoração do título de toda a equipe do Shabab após conquista nacional ser confirmada. Foto: Trivela

No ano seguinte, com a conquista do São Paulo da Libertadores, Grafite era um dos grandes nomes do futebol brasileiro naquele período. Em 2006, o jogador foi vendido para o Le Mans, e permaneceu por uma temporada no time.

Na sequência, foi vendido para o Wolfsburg, onde fez história no time alemão. O jogador foi um dos destaques da conquista do Campeonato Alemão na temporada de 2008/09, e foi o artilheiro da competição com 28 gols.

Em 2011, finalmente chegava ao Shabab, onde fez história como um dos grandes atacantes que já passaram pela equipe dos Emirados Árabes. Pela Copa da Liga, Grafite disputou três edições, e soma 20 gols no torneio nacional.

Shabab Al Ahli é o atual vencedor da Copa da Liga

O time dos Emirados Árabes acumula ao longo de sua história cinco conquistas do torneio nacional. Entre elas, a última, vencida diante do Al Nasr. Na decisão, o time do Shabab levou a melhor nos pênaltis, depois do equilíbrio do 0 a 0 no tempo normal.

O Shabab vence as competições nas temporadas de 2011/12, 2013/14, 2016/17, 2018/19 e 2020/21. Além das campanhas de título, o vice-campeonato do torneio em 2019/20, é uma campanha memorável na história do clube.

Jogador de futebol americano segurando bola

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Jogadores do Shabab comemoram gol da equipe durante partida válida pela Copa da Liga dos Emirados Árabes Unidos. Time é o atual campeão do torneio nacional. Foto: AFC

Na edição atual, a competição está na fase semifinal, e tem confrontos interessantes entre os times nacionais. Al Ahli x Al-Wahda e Al-Jazira x Al-Ain, são os embates programados para os próximos dias 01/03 (jogos de ida) e 08/03 (volta).

Quer ficar ligado em tudo o que acontece no futebol dos Emirados Árabes Unidos? Aqui no Bets, você não perde nenhum lance e vive antenado sobre tudo o que rola no mundo da bola!

Compartilhe esse conteudo